A Insegurança de Luotto escrita por Luísa Monteiro


Capítulo 11
Luísa descobre segredo e se sente traída




Este capítulo também está disponível no +Fiction: plusfiction.com/book/809077/chapter/11

Luísa Narrando -No casamento a Poliana mudou,tentei conversar com ela,mais nada.Ela ficou com a carinha triste o resto da noite.

—Aconteceu alguma coisa Polly?
—Não, tá tudo certo!
—Tem certeza?
—Sim!-Eu vou dar um oi para alguns convidados
—O quê foi Luísa?
—A Poliana me tratou tão fria,que nem sei o que pensar.
—Deve ser impressão sua,depois eu vejo isso,vamos curtir a festa
—Vamos!-A gente dança mas eu não paro de olhar a carinha da Poli que estava com algumas lágrimas escorrendo em seu belo rostinho
Chegamos em casa e ela foi direto pro quarto dela,mas Otto não permitiu que eu fosse até lá,até porquê queria que curtíssimos a nossa primeira noite juntos.

Ele me pegou no colo e me levou até onde será o nosso quarto abriu a porta com o pé e continuamos nos beijando,ele me colocou no chão pois queria que eu sentisse as pétalas vermelha no chão,e depois a cama,tirou delicadamente meu vestido de noiva,me deixando apenas com uma lingerie branca,e eu tirei seu terno,e nos entregamos pela primeira vez,o nosso amor venceu ali todos os obstáculos.

Dias Depois do casamento....

Poliana Narrando -Eu estava tomando café da manhã quando a Luísa chega,e eu não consigo disfarçar a minha mágoa.

—Bom dia!-Ela fala e eu não respondo
—Poli!-Você pode passar a geleia de morango por favor?
—Levanta e pega, não sou sua empregada!
—Está tudo bem Polly?-Eu te fiz alguma coisa,fala,quem sabe assim a gente não resolve logo isso
—Você já ouviu falar em uma mulher chamada Alice D'Vila?
—Sim!-É minha irmã aquela que eu te falei que tem três anos que morreu
—Entendi!-
—Mas o que a Alice tem haver com nossa conversa,aliás de onde você conhece a Alice?
—Daqui!-A Alice D'Vila é minha mãe, e você se casou com seu ex-cunhado!-Eu falo e ela começa a tremer
—Não!-A Alice não era esposa do Otto, não!-Não pode ser verdade
—Vai me dizer que você não sabia?
—Claro que não!-Eu jamais casaria com o ex da minha irmã, Otto!-Otto
—Fala Luísa você está pálida
—Me diz a verdade, a Alice D'Vila era sua esposa?
—Calma Luísa!
—Eu te fiz uma pergunta ,sim ou não?
—Sim!-Ela é a mãe das minhas filhas
—E por quê você não me disse nada?
—Porque eu fiquei com medo de ser rejeitado por você, não foi por mal, me desculpa meu amor!-Papai diz e Luísa desmaia
—Luísa!-Acorda mamãe, não me deixa por favor!
—Eu vou colocá-la no sofá!
—A Luísa  não sabia que você foi casado com a minha mãe Alice?
—Não filha!-Eu Menti e não sei o que fazer para consertar
—Eu te ajudo papai,!-CALMA!

   

POLIANA NARRANDO-A Luísa acordou depois de quase meia hora desmaiada,ainda tonta pensou que estivesse tido um pesadelo.

—Meu amor!-Você está se sentindo melhor?-Papai pergunta e ainda desnorteada ela responde
—Sim!-Mas eu tive um pesadelo,sonhei que a Poliana me perguntou se eu conhecia a Alice,e depois me disse que vocês tinham sido casado
—Não foi um pesadelo,isso realmente aconteceu,eu fui um covarde em nunca te dizer que já fui casado com a sua irmã a Alice
—Como?-Então eu não desmaiei por conta do pesadelo?
—Não!-Você desmaiou por causa da notícia
—Você não devia ter feito isso Otto,eu tinha o direito de saber que eu estava me casando com o pai da minha sobrinha,com o ex da minha irmã
—Não,só isso Luísa!-Você é ex do meu irmão,sim do Marcelo Pessoa,meio-irmão por parte de mãe
—Espera!-Você quer dizer que você é filho da Glória?-Por isso que ela não veio ao nosso casamento?
—Sim!-Mas não foi esse o motivo,o motivo foi que ela tinha uns exames para fazer na Europa
—Então é isso, você mentiu!-Você escondeu de mim que já tínhamos sido cunhados pelas duas partes, você me traiu,e traiu também o meu sentimento, você brincou comigo
—Não ,Luísa!-Eu não brinquei com seus sentimentos,eu quis que você me conhecesse sem que nada te deixasse na dúvida,foi tão difícil ficarmos juntos,por favor ,o nosso amor não pode acabar assim
—Aham!-Sei!-Você não tinha esse direito de esconder tudo isso, você quer me dizer que eu me apaixonei por uma pessoa que não existe,é isso?-Como fui tonta,tonta de achar que poderia ser feliz contigo!-Eu devia ter escutado o meu irmão
—Meu amor!-Eu....
—Vocês não deviam brigar!-A nossa família está completa agora,o papai casou com a Luísa ,que é minha tia e que eu considero muito
—Eu tô muito feliz em ter você como minha sobrinha Polly,mas eu não posso perdoar o que seu pai me fez,eu tô indo embora!-Ela fala indo arrumar as coisas
—Não a deixa ir papai!
—O que você quer que eu faça?-Eu enganei a Luísa,da forma mais cruel minha filha -Papai disse saindo e me deixando sozinha na sala

Uma hora Depois...

Luísa Narrando -Peguei as minhas coisas e sair,a Poliana estava chorando muito,me deu muita pena dela.

—Polly!-Não fica assim,a gente vai continuar se vendo
—Não é a mesma coisa que ter você aqui em casa todos os dias, você cansou de mim,é isso?
—Claro que não minha pequena,por mim você morava comigo pra sempre,mas seu pai não vai deixar,e olha o que ele fez, não consigo olhar pra cara dele
—Você só está vendo um lado,o lado mais difícil,mas pensa em toda uma situação,eu acho que você pode jogar o jogo do contente
—A minha irmã te ensinou né?
—Sim!
—E qual lado bom você vê nessa situação?-A situação de uma mentira
—Deixa eu pensar...!-Ah já sei,o papai mentiu pra proteger o amor de vocês, porquê ele sabia que você não iria aceitá-lo se você soubesse que ele já foi casado com sua irmã,e você já foi casada com o irmão dele,Além disso ele nunca brincou com seus sentimentos,e nem tinha olhos para outra mulher, você acha que ele terminou com a Tânia por quê?
—Sei lá!
—Por sua causa
—Eu sei,mas....
—Não tem mais ..!-Agora você é a Sra.Pendlenton tem um nome,uma família,e além de um marido que te ama muito,tem uma sobrinha que te ama como uma filha!-Ela diz e eu a abraço chorando
—Por favor Luísa,me deixa ser sua filha!-Fica com meu papai...
—Eu acho que você é uma garotinha muito esperta,minha filha!-Eu falo e ela se emociona
—Isso quer dizer que você vai pensar em ficar com o papai?
—Isso quer dizer que apesar de tudo,eu amo essa família,e eu te considero sim como minha filha
—Eu te amo muito mamãe!-Agora eu tenho uma mãe para apresentar prós meus amigos
—Só me promete uma coisa!-Peço
—Fala!
—Não diz pra ninguém que eu casei enganada,eu quero que quando eu revelar isso pro Durval e prós outros que eles achem que eu já sabia
—Pode deixar!-Mas por quê?
—Porque eu quero evitar uma briga entre meu irmão e meu marido
—Se é por isso!-Tudo bem!-Vou contar só pro João
—Está bem!-Poliana sai correndo e o Otto chega bêbado em casa
—Ainda aqui?
—Você bebeu?
—Só uns gole, você não tem nada pra fazer aqui, você me abandonou esqueceu?
—Não inverte as coisas,vou preparar um café bem forte pra você!-Eu falo indo em direção a cozinha










 








Continua...


Não quer ver anúncios?

Com uma contribuição de R$29,90 você deixa de ver anúncios no Nyah e em seu sucessor, o +Fiction, durante 1 ano!

Seu apoio é fundamental. Torne-se um herói!




Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "A Insegurança de Luotto" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.