Revelações Surpreendentes escrita por Bê s2


Capítulo 7
Capítulo 7


Notas iniciais do capítulo

Oi, pessoal! Quero agradecer por todos que estão acompanhando e comentando.
Capítulo novinho! Espero que gostem ♥



Este capítulo também está disponível no +Fiction: plusfiction.com/book/808308/chapter/7

—Eles estão trancados com o Ecklie há mais de uma hora, Cath. -Nick observou assustado. -Não devemos falar alguma coisa?

 

—Grissom é grandinho, Nick. Vai saber como sair dessa situação. 

 

Os dois já haviam lacrado e selado as evidências da casa de Grissom para serem destruídas, uma vez que não faziam parte de uma cena de crime, e estavam com Greg analisando os vestígios do carro. 

 

O veículo possuía digitais de todos os CSIs, já que várias vezes Grissom o utilizou para trabalharem. Por outro lado, apenas digitais de um mecânico da confiança do entomologista e a parcial de Dave Caston estavam na parte de baixo.

 

—Cath, e se pegarmos as câmeras de segurança do estacionamento do condomínio do Grissom? O cara precisou de tempo para sabotar o carro. -Greg deu a ideia.

 

—Vou falar com Brass. -Ela se levantou e limpou seu macacão forense. -Vou pedir daqui, do apartamento de Sara e do Frank’s também. São os lugares em que o carro fica parado por mais tempo.

 

Enquanto isso, no escritório de Grissom, ele finalizava a narração dos fatos recentes e embaraçosos para Ecklie:

 

—...Sendo assim, minha equipe seguiu as evidências, Conrad. Fizeram o que fazem de melhor: trabalharam.

 

—Então você está me dizendo que uma série de infortúnios fez com que seu romance proibido com uma subordinada viesse à tona e tudo foi agravado por conta de fantasias malucas que tiveram antes de sair de casa? -Perguntou perplexo. 

 

Grissom e Sara assentiram com a cabeça. Já haviam sido tão expostos que nem cabia mais espaço para constrangimentos.

 

—E pelo que vocês estão me dizendo, o relacionamento de vocês é sério. -Encarou o casal e os dois assentiram com a cebça. Ele bufou. -Você devia ter me procurado antes, Gil. Evitaria uma série de problemas.

 

—Você sabe que fomos profissionais, Ecklie. -Sara disse.

 

—Mas os advogados de defesa não sabem. -Ele massageou a nuca e anunciou. - Estão em suspensão administrativa por uma semana e sem pagamento. Quando retornarem, Sara vai se reportar à Catherine, que também fará todas as avaliações. Essa é uma advertência verbal e se não mantiveram postura adequada no trabalho, as consequências serão bem mais sérias.

 

Os dois concordaram e Ecklie se levantou.

 

—Vou passar isso tudo pro xerife. 

 

E saiu sem se despedir.

 

—Poderia ter sido pior. -Grissom comentou e deu de ombros. -E ainda ganhamos uma semana de férias, Honey… Que tal uma viagem?

 

Ela riu e revirou os olhos para ele. Não pensava em viajar tão cedo!

 

Cada um seguiu para organizar suas coisas e foram para o apartamento de Grissom afinal, pelo que sabiam, tinham muitas coisas para organizar. Realmente o trabalho foi pesado e pouco depois de terminarem, já acomodados no sofá vendo um filme qualquer, foram surpreendidos pela campainha.



—Bom dia, crianças! O que fazem aqui? -Grissom cumprimentou dando passagem para sua equipe entrar.

 

—Finalmente sua casa está organizada novamente! -Catherine observou com uma risada. -Finalizamos o caso e resolvemos vir tomar café com vocês.

 

Greg e Nick entraram com a comida e colocaram sobre a mesa. Grissom os direcionou até a cozinha e foi preparar um café, enquanto Sara organizava a mesa e preparava um suco. Já sentados, a conversa se tornou bem mais leve que nos últimos dias:

 

—Encontramos um vídeo do Caston mexendo no seu carro lá no Frank’s. -Warrick começou a contar enquanto se servia de café. 

 

—Depois disso eu pressionei um pouquinho e ele acabou confessando. -Brass acrescentou.

 

—Ele foi preso há um tempo e ficou rancoroso porque perdeu o emprego e a namorada. Sabotou seu carro, mas não conseguiu fazer nada além disso. -Catherine explicou.

 

—Ele me enfiou em alguns problemas também. -Grissom comentou.

 

—Ecklie? -Greg quem questionou.

 

Sara assentiu com a cabeça e Grissom anunciou:

 

—Estamos suspensos por uma semana. Catherine comanda até lá. -A loira assentiu com a cabeça. -Quando voltarmos, Cath faz as avaliações de Sara.

 

—Pelo menos ele não separou vocês dois de turno. -Nick parecia aliviado. 

 

Os peritos voltaram a comer, mas logo Grissom chamou a atenção deles de novo. 

 

—Estou muito orgulhoso e feliz da dedicação que tiveram para me encontrarem. -Começou pausadamente. -Vocês seguiram as evidências e trabalharam duro. Obrigado.

 

—Invadimos sua casa e sua privacidade, revelamos seu romance e mio que roubamos seu carro no caminho… -Warrick observou arrancando risadas.

 

—Isso tudo demonstra que aprenderam o que lhes ensinei e seguiram os protocolos. -Gil deu de ombros. -Uma hora ou outra vocês descobririam sobre nós dois…

 

—Não precisava ser com tantos detalhes! -Greg disse indignado. 

 

Os peritos riram descontraídos e Brass perguntou em tom leve:

 

—E o casório, quando vem?

 

O casal se sentreolhou sorrindo e Gil passou o braço pelo encosto da cadeira de Sara, depositando um beijo terno em sua testa. Em seguida, respondeu enigmático:

 

—Em breve.

 

Sob aplausos e risos, Sara se aconchegou no namorado com uma leveza que não cabia em nela. 


Não quer ver anúncios?

Com uma contribuição de R$29,90 você deixa de ver anúncios no Nyah e em seu sucessor, o +Fiction, durante 1 ano!

Seu apoio é fundamental. Torne-se um herói!




Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Revelações Surpreendentes" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.