Destinada - Hiatos escrita por Mandy Blanche


Capítulo 5
Capítulo 5


Notas iniciais do capítulo

Desculpen a demora!
Aproveitem




Alaska: Casa do Clã Denali

Todos estavam assistindo os noticiários, que falava sobre outro tipo de vampiros, os Marcados, bem todos com uma exceção.

Edward estava em um quarto no andar de cima, não ligando nem um pouco para os pensamentos curiosos e preocupados no andar de baixo. Ele só conseguia sentir a sua dor, não queria ir para baixo e sentir o olhar de pena de seus familiares, ou as investidas sem sucesso de Tanya. Os Denali não entendiam direito o porquê de ele estar assim, sabiam muito pouco sobre sua historia com Bella.

No andar de baixo todos estavam muito curiosos sobre esses novos vampiros. Carlisle estava fascinado com tudo isso queria saber mais sobre essa nova espécie, principalmente que esses vampiros não estavam mortos. Jasper estava preocupado, temia que isso causasse algum problema a sua família e principalmente Alice. Emmet estava pensando se esses novos vampiros eram fortes, e que gostaria muito de conhecer um e quem sabe testar sua força. Rosalie estava curiosa sobre eles, mas também estava indiferente. Esme se sentia preocupada sobre eles imaginava como era ter sua vida mudada de repente. Alice estava extremamente curiosa, gostaria de saber o que eles comiam, se tinham dons e tudo relacionados a eles estava pensando nisso quando começou a ter uma visão.

Era sobre Bella. Edward a tinha mandado parar de ficar olhando o futuro dela,mas ele não tinha culpa,estava ligada a ela, e a amava como se fosse sua irmã já. A ultima visão que teve dela foi quando ela havia se decidido a mudar de cidade. Agora ela tinha tido outra visão dela, só não sabia como contar a todos.

-O que você viu Alice - perguntou Jasper preocupado. Todos estavam com sua atenção focada nela agora.

-É a Bella... -Alice não estava certa se deveria falar sobre o que viu.

Edward agora estava prestando atenção, não queria que Alice a ficasse vigiando mas sabia que ela já tinha se ligado a Bella,e pela sua voz alguma coisa tinha acontecido.Estava lutando para não procurá-la em Jacksonville entrar por sua janela a noite e implorar para que ela o perdoasse.Mas então Alice falou o que o deixava sem a mínima idéia do que fazer.

-Ela foi Marcada.

 

Bella

Nós continuamos seguindo pelos corredores e passamos em frente a um templo, e fiquei surpresa ao reconhecer a face da estatua que estava no centro.

-Ei é a Deusa Luna!- eu exclamei

-Ela mesma. Como sabe?-perguntou Neferet curiosa

-Não sei direito, simplesmente sei-menti. Ainda não tinha entendido porque não me sentia a vontade a contar do sonho para Neferet

As pessoas que iam passando cumprimentavam respeitosamente Neferet e aproveitavam para olhar para minha Marca, que eu percebi que era um pouco diferente das dos outros.

Eu e Neferet entramos em uma sala relativamente grande com uma decoração bem feminina com paredes cor de creme, sofás confortáveis e montes de gordas almofadas que eram tão grandes que dava para sentar nelas. A suave luz de gás que vinha de vários candelabros fazia parecer um castelo de princesa, nas paredes havia grandes pinturas a óleo de mulheres antigas, vasos de flores repousavam sobre as diversas mesinhas de canto repletas de livros, bolsas e objetos bem típicos de adolescentes. Vi varias televisões de tela plana. Captei isso rapidamente enquanto tentava sorrir para as garotas que pararam de falar assim que entrei no local e agora estavam olhando para mim. Bem apague isso, elas não estavam olhando exatamente para mim, estavam olhando para a Marca em minha testa

-Senhoritas, esta é Isabella Swan. A cumprimentem e dêem-lhe as boas-vindas ao Entardecer Eterno.

Se instalou um silencio constrangedor, que eu automaticamente comecei a corar, por um segundo eu achei que ninguém ia dizer nada e eu ia morrer de humilhação,ate que uma garota resolveu falar.

-Oi, Isabella. Bem-vinda a sua nova casa- ela tinha longos cabelos loiros, expressivos olhos azuis, era alta, tinha a pele clara levemente com um bronze praticamente imperceptível. Resumindo ela era muito bonita, assim com Rosalie fazia praticamente todas as garotas ter uma queda de auto-estima. Ela me disse isso com um sorriso caloroso e sincero, mas estava obvio que ela se escorçava para não ficar olhando para minha marca esquisita e completa na pele. -Sou Scarllet LaBroud

-Oi Scarllet!-disse tímida com um sorriso sincero.

-Neferet gostaria que eu mostrasse a ela a seu quarto?

Neferet hesitou o que me pareceu estranho, depois de olhar bem nos olhos de Scarllet, Neferet abriu um amplo sorriso.

-Obrigada, Scarllet, seria muito simpático de sua parte. Sou mentora de Bella, mas tenho certeza que ela se sentira melhor se alguém de sua própria idade lhe mostrar o caminho para seu quarto.

Seria só minha imaginação ou eu vi mesmo um brilho de raiva nos olhos de Scarllet, bem eu também estava tentando ignorar, mas a aura dela também não estava me mostrando coisas muito boas. Bem apesar de minha intuição estar dizendo o contrario e que algo estava errado, eu preferi pensar que era mesmo minha imaginação.

-Claro que eu terei o maior prazer em mostrar o lugar a ela! Você sabe que eu sempre fico feliz em ajudar Neferet- disse Scarllet e em seguida riu. Ok, talvez minha intuição estivesse correta, porque isso soou tão falso e frio que ate me causou um arrepio.

-Vou deixá-la agora Bella - Neferet disse, apertando de leve meus ombros - Scarllet te levara ao seu quarto, e suas colegas de quarto poderão ajudá-la a se preparar para o jantar. Vejo você no refeitório - disse Neferet sorrindo gentilmente para mim – Você ficara bem. -disse ela. Bem eu estava torcendo por isso e meu estomago estava dando voltas de tanto nervoso. -Você vai ver Bella. Tudo vai dar certo-ela murmurou parecendo estar lendo minha mente.

Então ela se despediu de Scarllet e das demais garotas e com um breve aceno ela saio do dormitório

-Vamos... Vou te chamar de Bella. Os quartos são por aqui - disse Scarllet. Ela fez menção para que eu subisse a ampla escadaria. Ao subir tentei ignorar os cochichos que se ouvia atrás de nós.

Nenhuma de nós duas falou nada, eu já estava me sentindo desconfortável. Então limpei a garganta e disse:

-O dormitório parece legal, bem bonitinho

Ela me olhou de lado.

-É mais que legal ou bonitinho, aqui é maravilhoso.

-Ah, bom saber.

Ela riu. O som foi totalmente desagradável - quase de escárnio-e me fez sentir um arrepio na nuca.

-Aqui é maravilhoso principalmente por minha causa.

Olhei para ela achando que ela estava de brincadeira, e me deparei com seus frios olhos azuis.

-Sim, você ouviu bem. Este lugar é demais por que eu sou demais.

Ah, meu Deus. Que coisa mais bizarra de se dizer. Não fazia a menor idéia de como responder aquela informação tão arrogante. Como se eu estivesse em condições de brigar com a senhorita ‘’Sou Demais’’, já tendo que lidar com a mudança de vida, de espécie e de escola.

Tudo bem só queria descobrir um jeito de me adaptar. Então decidi seguir pelo caminho mais seguro e ficar de boca calada.

Nenhuma de nós disse nada, a escadaria levava a um corredor cheio de portas, eu prendi a respiração quando Scarllet parou em frente a uma porta pintada em um belo tom púrpura claro, mas ao invés de bater ela se virou para mim,me fitando com seus olhos frios e cheios de ódio.

-Muito bem o negocio é o seguinte Bella. Você tem essa Marca esquisita no meio da testa e está todo mundo falando de você imaginando o que isso significa-ela revirou os olhos e segurou as pérolas dramaticamente, mudando a voz para parecer bem idiota e alterada-Ooooh!A novata tem uma Marca completa!O que será que isso quer dizer? Será que ela tem poderes fabulosos? Ah, meu Deus, ah meu Deus!-ela soltou as pérolas e olhou para mim com os olhos apertados. Sua voz ficou tão fria e maldosa quanto seu olhar - A parada é a seguinte: sou eu quem dá as cartas aqui. As coisas são do meu jeito. Se quiser se dar bem aqui,é melhor não se esquecer disso, ou do contrario sua vida vai ficar um inferno.

Certo, eu me descontrolava raramente, mas ela estava querendo me tirar do serio!

-Escute-eu disse - Acabei de chegar aqui. Não estou procurando confusão e não posso fazer nada se as pessoas estão falando da minha Marca.

Ela estreitou os olhos. Ah, merda. Será que eu teria mesmo que brigar com essa garota?Eu nunca havia brigado na vida!Eu me preparei para fazer qualquer coisa para não apanhar.

Então com a mesma rapidez em que se transformara em ameaçadora e cheia de ódio, seu rosto relaxou e com um sorriso ela se tornou a dócil lourinha de novo.

-Ótimo. Então estamos entendidas.

Ahn?O que eu entendi foi que ela tinha esquecido de tomar os remédios, só isso.

Ela não me deu tempo de dizer nada. Com um ultimo e estranhamente caloroso sorriso, ela bateu na porta.

 -Entre - respondeu uma voz que me pareceu entediada

Scarllet abriu a porta.

-Oi, pessoal!Ai meu Deus, entre - respondeu outra voz com um sotaque de Oklahoma.Com um largo sorriso,uma das minhas colegas de quarto,que era uma garota que tinha lindos cabelos lisos louros dourados e olhos azuis,muito delicada com uma pela da mesma cor da minha,veio correndo em minha direção como um pequeno tornado.Mas no instante em que viu Scarllet seu sorriso se desfez e ela parou de correr em nossa direção.

-Vim lhes trazer sua nova colega de quarto - tecnicamente não havia nada de errado nas palavras de Scarllet, mas sua voz estava cheio de ódio e estava usando um sotaque de Oklahoma terrivelmente falso - Anna Honeycutt essa é Isabella Swan. Isabella Swan essa é Anna Honeycutt. -depois se virou para a outra garota que parecia muito apavorada - Gabrielle Solyny esta é Isabella Swan. Isabella Swan aquela é Isabella Solyny. Pronto, agora não estamos bem aconchegadas e felizes como quatro pintinhos no ninho?

Olhei para Anna e ela também me parecia apavorada.

-Obrigada por me trazer aqui Scarllet-falei rapidamente chegando perto dela que rapidamente recuou, o que a fez sair pela porta-A gente se vê - disse fechando a porta na cara dela enquanto suas feições só estavam começando a mudar de surpresa para raiva.

Então me virei para as minhas colegas de quarto que estavam pálidas.

-Qual o problema dela?-perguntei

-Ela é... ela é...

Apesar de não conhecê-la bem dava para ver que Anna estava tomando cuidado com o que deveria ou não falar, então já que seriamos colegas de quarto resolvi ajudá-la.

-Ela é uma insuportável!-comentei

Os olhos de Anna se arregalaram e Gabrielle deu um sorriso irônico e disse:

-Ela não é muito legal com certeza.

Gabrielle era alta tinha grandes olhos azuis piscina e um cabelo castanho escuro praticamente preto.

-Ela precisa de ajuda psiquiátrica isso sim!-exclamei sem querer fazendo as duas rir.

-Acho que vamos nos dar muito bem Isabella Swan-disse Anna sorrindo-Bem vinda ao seu novo lar!-ela fez um gesto indicando o cômodo em que estávamos.

O lugar era relativamente grande, fiquei surpresa ao ver minha cama de casal arrumada com minhas malas com todas as minhas coisas em cima dela. O quarto tinha uma escrivaninha com três lugares, estantes para colocar livros, e bem isso eu tinha muito, ao lado de todas as camas tinha de um lado um criado mudo e do outro uma gaveteira, no canto direito ao lado da cama de Anna que ficava em frente a minha tinha uma porta que eu deduzi ser o banheiro e no canto esquerdo ao lado da minha cama tinha duas outras portas que aparentemente era o closet. As paredes eram de uma cor lilás bem suave, que combinava com os moveis que eram diferentes, o meu gaveteiro era de madeira preta e polido com detalhes em azul safira e roxo, combinando com a minha cama que também era de madeira polida preta com detalhes prateados como espirais e tinha uma colcha igual a que eu tinha em Forks já que eu tinha comprado uma igual para trazer,e meu criado mudo,também de madeira preta polida, que tinha detalhes púrpuros e um azul marinho.

-Obrigada-Eu disse ainda olhando ao redor. Então me surpreendi com grande abraço que elas me deram.

-Meio assustador não é?-disse Gabrielle, que me olhava com olhos cheio de compaixão. Eu fiz que sim sem confiar em minha voz.

-Eu sei passei a minha noite toda chorando-disse Anna

-Faz quanto tempo vocês duas estão aqui?-perguntei

-Eu estou aqui há quatro meses e Gabi esta aqui a três. E cara ficamos felizes quando nos disseram que nos íamos ganhar uma nova colega de quarto.

-Vocês sabiam que eu estava vindo?

-Aham!Neferet nos disse antes de ontem. Achamos que você ia chegar ontem, mas ficamos sabendo que você se acidentou e foi levada a clinica, o que houve?-disse Gabi

-Eu estava me olhando no espelho e de repente tudo escureceu, parece que eu bati a cabeça muito forte e ela começou a sangrar.

-Gabrielle, Anna quem comprou os moveis tirando a minha cama que já era minha?-perguntei curiosa.

-Me chame de Gabi. Acho que foi sua mãe, mas quem trouxe aqui foi sua avó. Ela é muito legal!

-Ela é mais que legal. -suspirei balançando a cabeça. Um pouco do meu medo tinha passado. Pelo menos eu e minhas colegas de quarto íamos nos dar muito bem.



Notas finais do capítulo

Não se esqueçam dos reviews!
Tava pensando em uma capa para a fique,só que eu sou pessima em trabalhos graficos,então quem souber fazer me avise ok ?
Bjoos
Ate o proximo post!