Jardim dos Anjos [ Sendo reescrita] escrita por Senhorita Black


Capítulo 18
Eu sou um anjo




— Bom dia, bom dia e bom dia!- Repeti a frase inúmeras vezes ao passar pela recepção indo em direção a minha sala – Mell cancele todos os compromissos de hoje, e não passe nenhuma ligação!

— Meu Deus quanta animação, viu o passarinho verde Jacob?Sam perguntava ao me encontrar.

— Estou bem humorado! Respondi abrindo a porta da minha sala e Sam me acompanhava.

— A razão desse bom humor começa com a letra R?

— Também meu amigo! Respondi sorrindo.

— Ela esta melhor? Leah disse que ela não estava bem ontem!

— Renesmee foi assaltada ontem quando saiu daqui, tomou muita chuva tentando voltar para casa, eu chamei um médico e ela esta melhor!

— Fico feliz por isso, então posso agendar os estúdios para amanhã?

— Creio que sim! Respondi – Mas hoje estou cancelando todos os compromissos, vou passar o resto do dia com Nessie e Alicia!

Sam me olhou sorrindo e deu um tapinha em minhas costas – Isso significa que se acertaram?

— Estamos meu amigo! Respondi terminando de arrumar algumas coisas e saindo da sala junto com Sam, encontrando Cassandra na recepção acompanhada de seu cão de guarda, Sam se despedia indo para sua sala nos deixando a sós.

— Jacob, esta de saída?

— Olá Cassandra, sim, hoje não ficarei por aqui! Respondi caminhando até o elevador.

— Queria te fazer um convite! Ela falava tentando me acompanhar.

— Para? Perguntei apertando o botão do elevador o aguardando.

— Próxima semana será meu aniversário, espero você lá!

O elevador chegava e entravamos juntos, enquanto Cassandra falava sobre sua festa o rapaz que a acompanhava apenas nos observava em silêncio.

— Lembra de Nahuel? Ela perguntava sorrindo.

— Sim, como vai Nahuel? Perguntei de forma gentil.

— Muito bem! Ele respondeu mantendo-se no seu lugar.

O elevador chegava ao térreo e saímos em direção ao estacionamento, olhei o relógio e estava na hora de buscar Alicia na escola.

— Cassandra, eu vou tentar ir ao seu aniversário esta bem? Falei gentilmente abrindo meu carro.

— Tudo bem!

Me despedi de Cassandra e entrei no carro seguindo para a escola de Alicia, assim que cheguei a professora já me aguardava com ela na recepção.

—Peço desculpas pelo atraso! Falei pegando a mochila de Alicia.

— Renesmee esta bem? Não a vejo há dias aconteceu alguma coisa? A professora perguntou preocupada.

— Não se preocupe, ela pegou um resfriado mas esta melhor!

— Diga a ela que desejo melhoras, Renesmee é um anjo para nossa instituição, se ainda estamos funcionando é graças a ela.

— Como assim? Perguntei confuso.

—Não recebemos ajuda do governo, os professores são voluntários assim como a maioria dos funcionários, mas temos muitas despesas, Renesmee nos ajudou doando seu cachê de uma campanha, por alguns meses poderemos respirar! Ela falou sorrindo.

Sorri ao ouvir o que a professora dizia, quando pensei que não pudesse mais me surpreender com Nessie ela me surpreendia ainda mais, me despedi da professora abrindo o carro e colocando Alicia na cadeirinha, em seguida guardei suas coisas e entrei dando partida em direção ao meu apartamento.

Ao entrarmos em casa Alicia correu para os braços de Nessie e eu apenas as observei sorrindo, as duas razões da minha vida estavam ali, e tudo que eu queria era fazê-las feliz.

Almoçamos e passamos a tarde juntos, Alicia fazia alguns desenhos e desenhamos com ela a incentivando, assistimos filmes infantis, brincamos e quando anoiteceu comemos pizza e tomamos sorvete, Alicia sempre amou sorvete.

Meu celular tocou e resolvi atender em meu escritório, era um cliente importante, enquanto Nessie colocava Alicia para dormir, ao sair do escritório Nessie estava na sala.

— Ela dormiu? Perguntei me aproximando.

— Sim hoje ela estava mais agitada que o normal! Ela respondia sorrindo.

— Você também precisa ir descansar! Falei acariciando seu rosto, Nessie não havia descansado durante o dia todo e poderia passar mal novamente.

Nessie queria ir para casa mas não a deixei ir, ela acabou concordando beijando meu rosto em seguida e indo para meu quarto, sorri com uma imensa vontade de pega-la em meus braços mas me contive.

Meu celular tocava novamente, era o bendito cliente pedindo algumas documentações, entrei no escritório pegando o notebook e passando um email com o que ele havia me pedido, assim que terminei de enviar sai em direção ao quarto de Alicia.

Ao entrar encontrei sua cama vazia, ela não estava lá.

—Filha! A chamei olhando o banheiro, e depois debaixo da cama e até dentro do guarda-roupa.

Segui para o meu quarto e ao entrar ouvi o barulho do chuveiro, Renesmee estava no banho e Alicia não estava lá, corri em direção à cozinha e então vi a porta aberta, me preocupei saindo para a sacada e o terror tomou conta do meu corpo, Alicia estava pendurada na mureta da pronta para cair do 13° andar.

— ALICIA! Gritei, mas depois tentei me controlar para não assustá-la, mas ela não me olhou, continuava com o corpo curvado parecia tentar pegar alguma coisa.

Renesmee aparecia ao meu lado olhando assustada para Alicia.

— Preciso me aproximar sem assusta-la! Falei nervoso e dando um passo de cada vez, mas antes que pudesse me aproximar o suficiente um dos pés de Alicia escorregava e ela caia.

— ALIIICCCCCCIAAAA!

Corri em direção a mureta mas Renesmee correu de uma forma tão rápida a qual não pude explicar, pulando atrás de Alicia.

— RENESMEEEE!

Então me aproximei da mureta e senti um vento forte, Renesmee aparecia com Alicia no colo voando, ela tinha asas, como um anjo.

Dei alguns passos para trás sem consegui acreditar no que eu via, então ela descia diante de mim me entregando Alicia.

— Você? Sussurrei pegando Alicia que sorria para Renesmee.

— Eu sou um anjo! Ela sussurrou.

Entrei com Alicia indo para a sala e Renesmee veio atrás, me sentei no sofá sem saber o que falar a ela, anjos existiam? Tudo era confuso demais.

— Acho que Alicia precisa dormir! Ela sussurrou se aproximando, Alicia ia para seus braços e apenas concordei com a cabeça- Mas vai fica no quarto comigo! Ela completou.

Continuei a concordar e então ela ia para o meu quarto com Alicia no colo, continuei sentando totalmente incrédulo, um anjo, eu estava apaixonado por um anjo.

Levantei indo até o quarto e ao entrar Alicia dormia em minha cama e Nessie olhava pela varanda, ela se virou me olhando fixamente.

— Esta com medo de mim?

— Não! Falei me aproximando – Só preciso digerir isso! Completei.

— Tudo bem! Ela respondeu dando um leve sorriso.

— Boa noite! Falei dando as costas e saindo do quarto.





Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Jardim dos Anjos [ Sendo reescrita]" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.