O Diário de uma Princesa III escrita por Senhorita Black


Capítulo 11
Amigos




POV: Jacob

Havia sido um duro dia de treinamento, eu ainda tinha que arrumar algumas coisas para meu pai da empresa, Embry havia ficado de dia então a noite seria minha vez que cuidar dos negócios, Billy Black preparava os filhos para um dia nós o substituirmos nas suas empresas.

Sai do vestiário em direção ao corredor central do colégio, e Leah me esperava encostada em meu armário. Respirei fundo e me preparei para o que viria pela frente

— Oi Leah – Falei de um modo seco.

— Não gostei do que fez, estou magoada com você – Ela respondia.

— Eu que não gostei do que você fez Leah – Respondi.

— Ela me provocou, perguntem as meninas .

— Espera, acha mesmo que vou perguntar isso as suas leais sombras? Perguntei rindo sarcasticamente.

—Jack, somos namorados a muito tempo, não pode dar ouvidos a uma garota que mal conhece.

— Primeiro nós não namoramos Leah, e segundo ela não falou nada para mim, durante o almoço nem tocou no seu nome.

— Almoçou com ela?

— Sim, e posso te dizer que foi muito agradável.

— Jacob você não pode fazer isso comigo – Ela gritou

— Leah sem vexames, não somos namorados, e a partir de hoje nem amigos seremos, sinceramente eu estou de saco cheio de você!

— Tenha certeza que isso não vai ficar assim Jacob Black.

— Ta Leah, agora me dá licença, estou com pressa.

— Jake ainda não terminei

Dei as costas a Leah e sai andando enquanto ela gritava feito uma louca, assim que percebeu que todos olhavam para ela, se calou, me dirigi ao estacionamento e entrei no carro, e assim que sai das dependências do colégio vi Nessie saindo em direção ao portão principal.

Parei o carro perto dela, baixando os vidros da janela e brinquei.

— E ai, quer uma carona gatinha?

Ela apenas me olhou e sorriu.

POV: Nessie

— Alô mãe, não acredito que seu celular descarregou, quero saber se já veio me buscar.

Essa era a quinta mensagem que eu deixava na caixa postal e nada de mamãe me responder, será que aconteceu algo? O pior que eu já havia dispensado a carona da Jessica, nossa eu preciso aprender essa maldita mão inglesa e poder usar meu carro, falava para mim mesma, sai andando pelo estacionamento em direção ao portão principal, teria que pegar um taxi.

Assim que me aproximei do portão, um carro parou ao meu lado, a janela se abria, para minha surpresa era ele.

— E ai, quer uma carona gatinha?

—Hum, não sei, meus pais falaram que não devo aceitar caronas de estranhos – respondi brincando

— Não sou estranho, e prometo não te sequestrar – Ele brincou

— Bem, na verdade acho que minha mãe esqueceu de mim então vou aceitar – Respondi

— Entra aí – Ele falou abrindo a porta.

— Sabe dirigir? Brinquei

— Um pouco, coloque o cinto, posso errar na curva.

Não segurei o riso e logo saiamos pelas ruas de Londres, conversamos durante o tempo todo, não faltava assunto entre Jacob e eu.

— Posso por uma música? Perguntei

— A vontade – Ele respondeu

— Liguei o som do carro, e a primeira música o deixou em uma situação meia constrangedora –

— Lady Gaga? Bad Romance – Falei dando gargalhadas

— O que? Seth eu te mato.

— A deixa aí eu gosto – comecei a cantarolar as estrofes da música e balançava a cabeça – Jacob morria de rir, enquanto eu dançava no banco do carro, ele parecia se divertir enquanto prestava atenção na estrada

— Bom chegamos ao castelo da princesa – Jacob falou me olhando

— É obrigada, me diverti bastante no caminho.

Sorrimos juntos.

Tentei soltar o cinto de segurança e ele tentou me ajudar, nossas mãos se encontraram e ele me olhos fixamente:

— Você é muito divertida Nessie, é diferente de todas as garotas que já conheci –

— E isso é bom ou ruim? Falei aproximando meu rosto do dele

—Isso é bom, espero que possamos ser amigos.

— Claro que sim! Respondi instantaneamente – Aff Nessie o que esta fazendo! Pensei ao ter me empolgado.

— Boa noite Nessie – Ele falou me olhando fixamente.

— Boa noite Jake – Respondi completamente corada.

Sai do carro e ele me seguiu com seu olhar, assim que coloquei a chave na porta olhei para trás e ele me olhava sorrindo, depois arrancou com o carro e foi embora, entrei em casa com um sorriso maior que meu rosto, me encostei na porta, e fechei os olhos, meu coração quase estava saltando pela boca,  mas eu não sei porque eu me sentia tão feliz, quando dei por mim mamãe me olhava sorrindo, quando a vi fiquei completamente sem graça.

— Mãe, oi !

— Que cara é essa meu amor? Ela perguntou sorrindo

—Mãe, você ouviu minhas mensagens?

— Sim meu amor, mas o carro deu problema, e você me disse que não era para eu me preocupar que já havia conseguido uma carona, desculpe filha.

— Tudo bem mãe- Respondi sorrindo

— Mas não me respondeu, que cara de quem viu o passarinho azul é essa?

— Bom, não foi um passarinho – Respondi

— Um gatinho? Vem aqui quero saber tudo – Ela se sentou no sofá e me fez sentar curiosa

— É um gatinho – respondi

— Me diz Nessie, é do colégio, ele tem quanto anos?

— Mãe, amanhã ta, agora vou para o meu quarto, preciso dormir.

— Nessie como você é mal- Ela resmungava

— Te amo – Dei um beijo em seu rosto e subi as escadas correndo.





Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "O Diário de uma Princesa III" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.