O Sol da Minha Vida escrita por sol


Capítulo 10
é bom estar com voce


Notas iniciais do capítulo

galera eu estou em divida com voces e sei disso,mas to com muita coisa para fazer e os caps não saem assim tão faceis como antes; esse mesmo sem a may não ia sair tão cedo. Tenham calma comigo ok?!
desculpem pelo atraso vou me esforçar muito mais.

Como um pedido dedesculpas vou deixar aqui com vcs o link de uma fic que eu li, a fic é boa a madrinha dela é a may minha beta então...
passem lá vcs vão gostar.

http://fanfiction.nyah.com.br/historia/89093/Quando_O_Sol_Toma_Conta



Eu estava na floresta sem saber exatamente o que fazer. Jacob ainda estava ao meu lado e alisava meus pêlos, a sensação era esplêndida.

     Mas como eu ainda estava como loba era difícil me comunicar com ele, mas muito mais difícil era me separar dele, por isso permaneci ali, assim. Essa com certeza foi a melhor manhã da minha vida, depois da partida de Sam eu saí de onde pudesse ser vista e entrei na floresta com Jake me seguindo, eu sabia que agora ele ficaria comigo apesar de tudo e mesmo sem saber o que esperar da conversa que Sam queria ter na casa de Emily.

     Me levantei com o olhar de Jake em cima de mim, teria que me destransformar, mas não podia ficar nua na frente dele e muito menos conversar e dizer que precisava de uma roupa, então fui  em direção a casa dele.

     Quando chegamos na parte da floresta que dava de frente a porta da casa dele eu grunhi e apontei com a cabeça para que ele entrasse, ele parecia realmente confuso, suas sobrancelhas estavam  juntas.

  -Bells, eu não estou entendendo, porque me trouxe para minha casa? - Soltei um grunhido nervoso, ele podia pelo menos tentar usar a imaginação.

  -Bells essa conversa de um lado só não está funcionando, porque você não se transforma  para conversarmos normalmente?  – Pelo visto, essa conversa ia ser pior do que eu imaginava, já que o Jake não colaborava.

 Eu estava impaciente e ele também, essa conversa não estava dando certo... Chacoalhei a cabeça e sem ter outra opção, dei uns passos pra trás, ele tentou avançar e me seguir, mas eu balancei a cabeça negativamente e ele parou.

  -Quer que eu fique aqui? – Ele perguntou confuso e eu soltei um suspiro aliviado enquanto fazia um gesto afirmativo com a cabeça.

  -Tudo bem, mas não estou entendendo nada... – Ele me olhou, mas continuou parado onde estava.

  Eu fui para detrás da árvore mais perto que estava ali, ela tinha um tronco bem largo e conseguiria me tapar... Era minha única opção.

  Foi rápido e fácil voltar a minha forma humana e em segundo eu já era eu mesma novamente...

  -Bells está tudo bem? – Jacob perguntou e escutei ele dar alguns passos em minha direção.

  -Fica aí. – Deixei só minha cabeça aparecer detrás da árvore e olhei pra ele que parecia ainda mais confuso.

  -Por quê? – Ele ergueu uma sobrancelha e eu revirei os olhos enquanto sentia minhas bochechas ficarem vermelhas... Eu devia estar completamente corada agora.

  -Jake, quando eu me transformei daquele jeito as minhas roupas foram juntas... E elas não vão aparecer como em um passe de mágica, agora que eu me destranformei. – Fiquei ainda mais corada quando um sorriso maroto surgiu nos lábios dele.

  -Então você está nua agora aí? – Ele esticou o pescoço em minha direção e eu acabei rindo.

  -Deixa de graça Jake, eu preciso de uma roupa. – Voltei a ficar completamente atrás da árvore e ele riu.

  -Tudo bem, e desculpa se eu não ter entendido  antes... – Ele sorriu. -Toma...

  Voltei a olhá-lo e ele estava retirando sua camisa e a jogou em minha direção, eu a peguei no mesmo instante.

  -Acho que vai ficar como um vestido em você, e podemos arrumar alguma coisa que ficou das gêmeas lá em casa. – Ele se virou me dando mais privacidade e eu sorri.

  -Obrigada Jake. – Vesti a blusa rapidamente,  ela realmente ficou como um vestido em mim e o melhor era que ela tinha o perfume do Jacob, era delicioso.

  -Pronto. – Dei um passo pra frente e ele se virou.

  Jacob ficava a cada dia mais lindo... E era impossível não reparar no quanto ele estava forte agora, seus músculos ficavam cada vez mais definidos e isso me fez pensar se ele não seria o próximo a se transformar...

  -Você está linda com a minha camisa... – Ele falou me tirando de meus devaneios e eu revirei os olhos.

  -Até parece. – Andei em sua direção e ele riu. -Você está lindo sem sua camisa.

Não sei de onde eu tirei forças e coragens para falar isso. Jake me olhou com espanto e depois sorriu marotamente para mim e fingiu que eu não disse nada.

  -É sério Bells... – De repente ele me olhou tão intensamente que eu parei em sua frente e corei de novo. -Você está sexy!

  Ele sorriu, mas em seus olhos vi que ele falava sério e um sorriso se formou em meus lábios.

  -Vamos Jake. – Peguei em sua mão, ele segurou minha mão firme, mas não andou.

  Em vez disso, ele me puxou e me colou ao seu corpo, eu era forte o suficiente para me afastar se quisesse... Mas eu não queria e não iria me afastar dele, eu já estava sem foco, completamente presa em seus lindos olhos negros.

Seus olhos negros como ébano tinham uma força incrível, eles me atraíam como um imã, neles eu podia ver amor, carinho, compreensão e ao me perder naquele olhar eu me sente em paz. Há quanto tempo eu não sabia o que era paz, mas ali naqueles olhos eu a reencontrei.

  -Antes eu quero fazer uma coisa. – Ele me tirou dos meus devaneios e antes que eu pudesse falar qualquer coisa que fosse ele passou os braços pela minha cintura e me beijou.

  Passei meus braços por seu pescoço e meus dedos se entrelaçaram em seus cabelos enquanto ele colava ainda mais nossos corpos e tornava nosso beijo cada vez mais intenso... Nossos lábios e nossas línguas se moviam em perfeita sincronia, o gosto do Jacob era perfeito, único e me deixava inebriada, eu me sentia no céu. Suas mãos não pararam só na minha cintura, uma foi subindo até chegar em meus cabelos onde ele segurou firme me levando ainda mais pra ele... Sua outra mão desceu pela lateral do meu corpo até chegar na barra da blusa dele que eu vestia, mas então ele parou e se afastou respirando fundo, tentando se controlar.

Eu não sei dizer o que senti naquele momento onde sua mão foi parar onde não foi convidada, eu só sei dizer o que senti quando ele se afastou: raiva, frustração e um vazio como se uma parte de mim fosse tirada.

  -Você está sem nada aí embaixo não é mesmo... ? – Ele ainda estava ofegante, mas tinha um sorriso divertido nos lábios e eu corei mais uma vez. -Vem, antes que eu perca o controle aqui.    

  Ele me deu um selinho e me puxou para sua casa... Eu também não estava muito bem controlada, muito pelo contrário, então deixei ele me levar.

  Quando chegamos em sua casa ele arrumou uma roupa que era da Rachel e que ela tinha deixado por ali... Um short e uma camiseta que ficaram perfeitos em mim.

  Nos sentamos no sofá juntos e ficamos assistindo um filme qualquer...

Passar esse tempo com o Jake foi como revigorar as minhas forças, como se tivesse tomado uma bela injeção de ânimo, era difícil explicar como eu me sentia completa com o Jake, como eu tinha a certeza de que no final tudo ia ficar bem quando ele estava ao meu lado, de como tudo parecia tão certo e natural.

 Então foi nessa hora que minha mente me traiu e me fez pensar nele, minha mente insistia em querer compará-los, só que isso era algo que eu não podia fazer, porque no final só magoaria a mim mesma e ao Jacob também, que era quem estava ao meu lado, não que eu não o amasse, eu o amo e muito, mas o Edward ainda era muito importante para mim, não sei se como antes, mas não podia dizer que o esqueci.

 Eu tentava de todo jeito não pensar nisso, no quanto ele podia ainda significar para mim, eu só saberia disso quando o reencontrasse e eu não estava com pressa para fazê-lo, afinal, ele me deu um pé na bunda muito bem dado e eu aqui idiota em um momento como esse pensando nele, eu era uma tonta, eu definitivamente tinha que parar de compará-los, mesmo porque essa era uma comparação quase impossível  já que mesmo Jake sendo apenas um humano ele mexia sobrenaturalmente comigo.

  -Nós temos que ir conversar com o Sam não é mesmo? – Jacob perguntou me tirando dos meus devaneios enquanto acariciava meus cabelos.

  -Sim, mas ainda temos tempo... – Me aconcheguei mais nele que apertou os braços ao meu redor,  esta era uma sensação inigualável, eu me sentia em casa, era o que os braços de Jake me davam, uma sensação de conforto como a de um lar.

  -Eu não gostei nem um pouco do jeito que eles falaram com você. – Ele falou mais seriamente, parecia realmente nervoso.

  Ergui meu rosto e o olhei acariciando seu lindo rosto e sorri...

  -Não se preocupe com isso... Eles são estressadinhos, mas nós somos como irmãos. – Falei tentando manter o meu protetor de carteirinha tranquilo.

  -Você fica no meio daqueles homens todos... ? – Ele ergueu uma sobrancelha e eu acabei rindo ele estava com ciúmes.

  -Está com ciúmes? – Perguntei e ele não falou nada, mas revirou os olhos me fazendo rir ainda mais, sim com certeza aquilo era ciúmes, pelo menos eu não era a única.

  -Eles me respeitam muito Jake, somos mesmo como irmãos... – Lhe beijei e ele relaxou um pouco, mas não totalmente.

- Para você ver o que eu senti quando via aquela lá mais perto de você, eu quase fui lá e arranquei a cabeça dela. - Agora era eu quem demonstrava todo o meu ciúme o fazendo rir.

Mais aí ele parou de repente e perguntou com um tom mais enciumado e sério que antes.

-Você por algum acaso já ficou nua na frente deles Bells? - Ele me encarava sério e tenso, e eu ri constrangida, eles nunca tinham me visto, mas isso podia acontecer a qualquer momento.

- Relaxa meninão, ninguém nunca me viu nua naquele bando. - Ele pareceu ficar menos tenso, eu tinha que tirar o foco daquele assunto ou isso não ia prestar.

- Jake você entende o quanto e quantas pessoas isso envolve não é? - Eu ia falar do Billy, mas antes de conseguir ele me interrompeu.

 –O Embry também está com vocês não é? – ele já não parecia tão magoado, estava começando a entender a extensão de tudo.

                -Sim, foi por isso que ele também se afastou de você. – Falei e ele assentiu, eu tinha conseguido distraí-lo.

  -Você acha que isso também vai acontecer comigo? – Ele se sentou melhor no sofá me puxando para seu colo, eu definitivamente não estava gostando do novo rumo da conversa.

  -É bem provável... Você quer? – Ele assentiu e eu fiquei muito mais séria, essa idéia me assustava completamente, só de pensar nele correndo um risco desses eu achava que ia surtar.

  -Seria mais fácil pra gente não é? – Ele perguntou, ainda não tinha percebido o meu estado, apesar de meu coração estar tão acelerado que eu achava que seriam capaz de ouvi-lo a casa da Ângela lá no final de Forks.

  -Sim, mas não é tão simples assim virar um lobo. – Acariciei seus cabelos e ele sorriu lindamente, entretanto seu sorriso murchou ao perceber a minha cara e o meu estado por completo.

- Você não me quer ao seu lado como um igual Bella? – Ele agora parecia magoado com minha atitude

  -Seria bom só por ter você comigo. – Eu falei sorrindo meio sem graça.

- Mas Jake você tem que entender que eu não desejo isso para ninguém, nós temos que abrir mão de muitas coisas, um exemplo muito claro foi o esforço que eu tive que fazer para permanecer ao seu lado, quando nos transformamos temos que nos afastar de quem é “normal” é muito perigoso para eles. - Abaixei minha cabeça com vergonha, mas essas eram coisas que ele precisava saber, ele tinha que ter consciência que tudo não era um mar de rosas.

-Não é só isso Jake, você não poderá mais ir para uma faculdade, vai estar preso à La Push, pelo menos enquanto houver frios por perto, nós não temos tempo de estudar direito, isso quando somos controlados o suficiente para irmos a escola e quando vamos temos que nos manter concentrados apenas em não explodir e acabar arrancando a cabeça de alguém. - Ele me olhou compreensivamente e beijou meus lábios, um beijo doce e calmo, que fez meu coração se acalmar.

-Eu te entendo Bells, mas não ligo para nada disso, eu só quero ter você, sem nenhuma restrição relacionada a isso. – Isso fez o meu coração acelerar, mas não de medo como antes e sim de alegria, como era bom saber que havia alguém capaz de abrir mão de tantas coisas por mim, alguém que me amasse tanto.

  -Você já me tem Jake... – Isso era uma verdade absoluta, por mais que eu ainda sentisse qualquer coisa pelo Edward isso nunca seria capaz de apagar o amor que eu já sentia pelo Jake, ele sempre estaria ali. Afundei meu rosto em seu pescoço e ouvi o coração dele bater rápido como o meu.

  -Eu te amo Bells e vou ficar com você até que você não me queira mais. – Ele me abraçou forte.

  -Eu sempre vou te querer... Eu também te amo. – Só a idéia de perdê-lo me deixava louca, eu não teria forças para deixá-lo ir, não quando ele era meu porto seguro, o lugar onde eu sabia que sempre estaria bem.

  Me aconcheguei em seu colo e sorri largamente enquanto ele beijava meus cabelos.

  Eu me sentia feliz e completa de um jeito diferente, uma forma que eu nunca  tinha sentido em minha vida, era completamente diferente do que eu já havia experimentado, mas igualmente bom.

 Nós ainda tínhamos muita coisa pra conversar e eu ainda queria falar sobre muitas coisas que essa minha nova vida implicava... Mas nada disso me importava agora, eu tinha o Jake ali comigo e só isso me importava, eu ia curtir o meu momento.

  O abracei mais forte e fiquei em silêncio ouvindo seu coração bater no mesmo ritmo que o meu... Ainda teríamos que conversar com o Sam hoje, e isso seria complicado. Mas o Sam podia esperar...  

 

 

 

N/B: Cap. perfeito Sol... Lindo o momento de Jake e Bella, adoro demais “ver” esses dois juntos *--*

 A fic está maravilhosa e estou amando cada detalhe... ;)

Não deixem de comentar... A Sol realmente merece muitos reviews pela fic linda... *---*

  Bjokas... May  



Notas finais do capítulo

gostaram do cap?não?! sim?! me digam o que acham, como eu devo continuar, sugiram algo digam o que vcs pensam e me façam mais feliz.