Halloween escrita por NickLander


Capítulo 1
One Shot




“Onde sua família está indo?" Ela pergunta, curiosa enquanto desce as escadas, certa de que eles se encontravam sozinhos naquele momento.

"Oh, eles estão indo pela vizinha para a sessão anual de doces ou travessuras", ele responde distraidamente, sem se preocupar em olhar para cima de seu livro.

"Aqueles trajes me pareceram um pouco anormais", ela franze a testa. "E seu pai realmente parecia feliz dentro daquela ridícula roupa vermelha e azul dele. Alguém disse a ele que ele estava de calcinha do lado de fora? E Karin parecia que ela tinha acabado de entrar em uma briga e Yuzu estava ainda mais deplorável toda enfaixada dos pés à cabeça"..

Ele mentalmente bate a cabeça e lembra que ela não está familiarizada com os costumes deste mundo. "É Halloween."

"HOLLOWEEN?" Uma sombra escura cai em seu rosto: "Vocês realmente têm um festival para homenagear hollows?"

"NÃO, não é um festival dedicado a hollows."

"Você tem certeza?" ela pergunta duvidosa. "Eu vi alguns deles vestidos como Hollows correndo mais cedo."

"Halloween é um festival que permite que as crianças circulem pelo bairro, batendo nas portas e pegando doces e, algumas vezes fazendo alguma travessura que em outro dia não seria tolerado de qualquer maneira", ele finalmente explica, depois de pensar muito sobre quais palavras seriam mais adequadas para que Rukia entendesse o que ele estava dizendo.

Seus olhos escuros se arregalaram de admiração, "Você vive em um mundo estranho - na Soul Society, existem punições severas para qualquer conduta que vá contra as leis. Mesmo, em dias de festa".

"Cada um vivencia o Halloween que pode", ele dá de ombros.

"Por que eles se vestem assim então?"

"É para ser assustador." Ichigo coça o nariz, ciente de que seu argumento não estava funcionando muito bem. “E divertido também”.

"O quão assustador pode usar sua roupa de baixo por cima da calça?"

Uma veia pulsa na testa de Ichigo que já se via cansado daqueles questionamentos incessantes. "Porque ele está vestido como Superman."

"Quem é o Superman?"

"Um herói que é de outro mundo, é muito forte, pode voar e salvar as pessoas do mal."

"Ah, então o Super-Homem é um Shinigami com um mau senso de moda?"

"Não, Superman não é Shinigami."

"Mas você disse que ele é de outro mundo, é muito forte, pode voar e salvar as pessoas do mal?

"Não, ele é personagem fictício."

"Ficção?"

"Sim, como os personagens daqueles shoujos de terror que você lê no armário com uma lanterna. Ele não é real."

"Ah", ela finalmente diz em compreensão e pede esperançosamente "Podemos ir também?"

"Ir aonde?"

"Essa coisa de doce ou travessura de Holloween que você estava me contando."

"Não."

"Por quê?"

"Alguém precisa ficar para trás e distribuir os doces", explica ele com a maior paciência possível, apontando para a grande tigela de doces perto da porta. "As coisas tendem a ficar ruins se ninguém atende a porta."

A campainha toca e Ichigo se move para abrir a porta, ansiosa para escapar de sua constante enxurrada de perguntas.

"DOCE OU TRAVESSURA!" Mizuiro, Chad e Keigo gritam alegremente do limiar. Eles estavam vestidos como os Três Mosqueteiros, embora na opinião de Ichigo – algo que ele nunca diria em voz alta, para não ser indelicado - Chad seria um Frankenstein muito melhor.

"Rukia-san, o que você está fazendo na casa de Ichigo?" Keigo exige. "Vocês dois estão saindo?"

Rukia fica realmente confusa por um momento, para diversão do Ichigo. "Nós estamos estudando para o teste de matemática, ela está com algumas dificuldades."

"Ah, venha para minha casa, Rukia-san, prometo ser um ótimo professor!" Keigo se voluntaria com corações nos olhos e tudo mais.

"Err ..." Rukia começa, mas Ichigo corta bruscamente: "Seria mais fácil nós lhe ensinar alguma coisa do que o contrário".

"Você está certo?! Tenho certeza que você não se importa em me juntar ao seu grupo de estudo então", Keigo diz alegremente, e tenta forçar o caminho de Ichigo em direção a Rukia.

"Você pode chamar Chad para te ensinar", diz Ichigo. "Além disso, você não se vestiu de uma maneira tão ridícula para alguma coisa?"

"Ah, então a Rukia-san deveria se juntar a nós para uma sessão de doces ou travessuras! Isso vai ajudá-la, a refrescar suas ideias para o teste".

"Ela não tem uma fantasia."

"Ainda podemos alugar um na loja! Eles estão abertos hoje à noite - muitos negócios de última hora - crianças correndo para comprar itens e acessórios e adultos correndo para comprar doces".

Todos os olhos se movem em direção a Rukia. "Você pode ir se quiser; podemos continuar nossa sessão amanhã", diz Ichigo rigidamente.

"Ah, Rukia-san, venha e divirta-se."

"Ano", ela parece indecisa, e olha para o menino de cabelo laranja em busca de orientação. Keigo e Mizuiro olham para ela esperançosamente enquanto Ichigo coloca seu rosto em uma expressão de pedra. Era evidente que ela deseja ir.

"Eu não acho que posso ir, minhas notas têm sido muito ruins ultimamente", ela finalmente diz timidamente. Os dois meninos exalam com desapontamento enquanto sua companheira de quarto olha para ela em descrença.

"Talvez no próximo ano?" ela sugere brilhantemente.

"Você promete?" Keigo instantaneamente se ilumina.

Ela balança a cabeça e mentalmente acrescentou, se eu ainda estiver aqui, eu garanto.

"Bem, Feliz Dia das Bruxas", Ichigo os oferece e coloca punhados de doces em suas sacolas de uma tigela grande parada na porta para esse propósito. Ele então bate à porta em seus rostos.

"Você poderia ter ido com eles", ele grunhiu enquanto voltava para a sala de estar.

"Ah, mas eu devo ficar com você." Ele flush em sua resposta. "E se um Hollow decidir aparecer nessa coisa de Holloween?"

Ichigo revira os olhos - isso significa que ela ficou para trás por causa de seus deveres de Shinigami.

"Além disso, eles estão mostrando a dramatização de quatro dos meus romances de terror favoritos de volta para esta noite", ela continua animadamente, empurrando a lista de TV na cara dele.

Ele suou - ele havia esquecido sua obsessão pela televisão. Ela era uma viciada em televisão no sentido mais verdadeiro, muitas vezes se colando à televisão toda vez que sua família não estava por perto, alegando que isso a ajudava a aprender o japonês moderno. Ele a pegou descendo as escadas para assistir às vezes durante a noite também - e ele exigira uma vez saber o que aconteceria se Yuzu, Karin ou o pior - Isshin - tivesse perambulado no meio da noite para um lanche e a visse.

"Eu iria apenas pulverizá-los com o Modificador de Memória", ela respondeu com um encolher de ombros.

Ele revirou os olhos e passou pela sala de estar. "Ichigo, aonde você está indo?" Ela pergunta, trotando em seu rastro.

"Vou fazer pipoca", ele resmunga ao entrar em sua cozinha.

Ele não precisou se virar para olhar para ela para saber que seus olhos estavam brilhando. "Com manteiga extra e sal?" ela pergunta ansiosamente. Ao contrário dele, ela gosta de sua pipoca toda gordurosa e salgada.

"Hai, hai", ele concede disfarçando seu meio sorriso.

Não seria nada mal, ficarem os dois sozinhos naquela noite, ao invés de sair.

Ele e sua preciosa Rukia.

Balançou a cabeça e tratou de empurrar esse pensamento para longe de sua mente.

Mas, ele mal finalizou a pipoca, e o celular dela apitando, desfazendo todos os planos de qualquer maneira...

Mas, ele ainda estaria com Rukia e nenhum dos dois precisavam de nenhuma fantasia por sinal.





Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Halloween" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.