Yuu-kun’s Life Journal escrita por Haruyuki


Capítulo 1
Primeira Entrada




00 Anos de Idade - 1989 to 1990

No dia 29 de Novembro de 1989, nasce na pequena cidade de Hasetsu, no Japão, um menino. Filho mais novo de Katsuki Hiroko e Toshiya e irmão mais novo de Katsuki Mari. O menino recebeu o nome de Yuuri. Katsuki Yuuri. O menino que nasceu para ser um vitorioso.

Yuuri é um bebê quieto, que prefere dormir a manhã inteira e perturbar seus pais e irmã mais nova de noite. Muitas vezes, ele se acalma quando botam música, balé ou patinação artística na televisão, assistindo atentamente com seus grandes olhos castanhos e bochechas coradas. Isso surpreende seus pais e Okukawa Minako, madrinha do menino e bailarina famosa, que decide o ensinar a dançar o quanto antes.

01 Ano de Idade - 1990 to 1991

Yuuri surpreende sua família ao começar a engatinhar todos os dias pelos corredores, indo até a porta da velha sala de banquete, se sentando no chão e começar a chorar. Ele se acalma quando alguém o pega nos braços e o coloca para ver televisão. Quando Hiroko prepara seu famoso Katsudon, Yuuri engatinha até ela e a puxa pela manga da yukata e abre a boca, pedindo para comer. Ela sabe que ele não pode comer ainda, mas nem ela nem Toshiya nem Mari deixaram de se surpreender ao perceber o que ele acabou de fazer.

02 Anos de idade - 1991 to 1992

Bebê Yuuri surpreende sua família mais 3 vezes. Primeiro, em março, ele se levanta e fica em pé sozinho diversas vezes, e logo começa a andar ao ser agarrado nas roupas de sua irmã mais velha. Mari e também quem o vê assistindo um filme de balé e o vê imitar os mesmos movimentos. Ela imediatamente corre para pegar a velha câmera fotográfica da família e tira uma foto dele dançando. A última surpresa acontece semanas antes de seu aniversário de 3 anos, quando ele anda até a sala de banquete, algo que ele faz todo dia e abre a boca.

...Tenka...” Ele diz, voltando a chorar e só se acalmando quando adormece nos braços de sua mãe.

Tenka? O que ele quis dizer com isso?

03 Anos de Idade - 1992 to 1993

Yuuri já anda sozinho pelo Onsen, sabe falar coisas como Kaa-cha, Tou-cha, Nee-cha. Dias antes do Natal, a família Katsuki decide levar Yuuri para uma loja de brinquedos, a fim de comprar um presente para ele. O casal, a filha e os vendedores se assustam quando o menino de três anos ignora prateleiras com diversos brinquedos e vai até uma contendo… bichinhos de pelúcia.

Vi-cha. Yu-cha.” Ele diz, erguendo suas mãozinhas e agarrando a prateleira. Apavorados, os adultos se aproximam dele e o afastam para que ele não se machuque, o fazendo chorar bem alto.

“Espera.” Mari diz, o pegando nos braços e o erguendo.

Imediatamente Yuuri para de chorar e abre um largo sorriso. Ele ergue as mãos e toca em dois cachorros de pelúcia, um branco e um preto, e os abraça. De volta para o chão, ele olha para os pais e inclina o rosto, fazendo bico e com um brilho peculiar em seus olhos.

“Oh, deus.” Eles escutam Mari dizer, e percebem que estão concordando com ela.

Negai?” Yuuri pergunta, piscando para eles lentamente, duas vezes.

E é claro que o menino voltou para a casa muito feliz, carregando em seus bracinhos os dois cachorrinhos de pelúcia.

04 Anos de Idade - 1993 to 1994

Minako começa a levar Yuuri para seu estúdio, o vendo se sentar no chão e observar ela dando aulas para algumas garotas. Não demora muito e ela se assusta ao ver o menino de pé e a imitando, para a surpresa e risos das alunas. E então…

“Suzu-nee, pé esquerdo. Mais alto.”

“Hikaru-nee, mão direita. Mais baixo.”

“Ran-nee, cuidado!”

Mas antes que algo pudesse acontecer, a garota chamada Ran o olha com raiva.

“O que foi, moleque?!” Ela pergunta, rispidamente. “Não vê que está nos atrapalhando?”

Gomen.” Yuuri diz, soluçando.

“Ei, por que você está agindo assim?” Uma outra garota, chamada Yuuko, pergunta para a outra.

“Qual é o problema? Yuuri?” Minako-sensei pergunta, retornando após ter se afastado para receber uma ligação.

“Ren gritou com Yuu-kun, Minako-sensei.” A garota chamada Suzu diz, recebendo um olhar de raiva dela.

“Por quê?” Minako pergunta, franzindo a testa.

“Esse moleque só sabe ficar nos atrapalhando!” Ran exclama, o assustando.

“Mas ele percebeu que minha mão e o pé de Suzu estavam em posições erradas.” A garota chamada Hikaru exclama, recebendo uma afirmação das outras garotas.

“Ran-chan. Me mostre a posição em que você estava.” Minako ordena, e quando a menina obedece, ela arregala os olhos.

Sensei, ela vai cair.” Yuuri diz, a agarrando na perna de sua calça.

“Por que acha isso, Yuuri?” Ela pergunta, observando o menino morder o lábio e balançar a cabeça.

E então, todos ali presenciam o momento que Ren começa a fazer cara de dor, até sair da posição que estava e se agachar, pegando no pé direito com as duas mãos.

Itai!” Ela chora, assustando a todos.

“Yuuri, você percebeu que ela estava machucada?” Yuuko pergunta, olhando para o menino. “Por isso que você….”

Yuuri afirma com a cabeça, ainda soluçando. Daquele dia em diante, as meninas passaram a aceitar as dicas daquele menino de apenas 4 anos. Dias depois, Ren volta recuperada do machucado e pede desculpas, sendo perdoada pelo menino com um tímido sorriso no rosto dele.

05 Anos de Idade - 1994 to 1995

“Sensei.” Minako escuta Yuuri a chamar e o vê se aproximando com seu suéter amarelo e azul, que tem a letra ‘Y’ no meio.

“O que foi, Yuuri?” Ela pergunta, o achando super fofo.

“Arena de Gelo.” Ele apenas diz, ficando nervoso. “Podemos ir?”

“Claro. O que acha de pedir para Yuuko-chan se juntar a nós?” Ela pergunta, sorrindo para ele.

Yuuri afirma com a cabeça animadamente, sorrindo. Minako olha para ele com muito orgulho, pois não só ele consegue acompanhar as aulas de balé dela como também já aprendeu a ler, escrever e falar japonês, de acordo com as professoras da creche. Ela o leva no dia seguinte, em um sábado, e repara que o menino olha o interior tão animado que chega até ficar pulando enquanto andam em direção ao gelo.

O menino a observa calçar os patins infantis nele e amarrar os cadarços. Ela coloca nas mãos dele um par de luvas e o ajuda a ficar de pé, o vendo rapidamente se equilibrar sob os protetores. Segurando as duas mãos dele, ela o ajuda a ir até a entrada e ele levanta o pé direito para ela, que o olha com surpresa.

“Como é que você…?” Ela pergunta, surpresa por ela não precisar ter pedido a ele.

Abrindo um sorriso, ela retira o protetor do pé erguido e dá risada quando ele se apoia nela e ergue o outro pé.

“Muito bem, Yuuri-kun, Yuuko-chan vai te ajudar a patinar enquanto eu ficarei aqui, observando vocês.” Ela diz, notando sua aluna se aproximar deles.

“Yuu-chan!” Yuuri exclama, sorrindo para ela.

“Não se preocupe, Yuu-kun. Eu vou te segurar o tempo todo.” Ela diz, sorrindo ao ouvir as risadas dele.

E então, Yuuri Katsuki pisa pela primeira vez no gelo. Ele dá duas voltas com Yuuko segurando suas mãos e Minako percebe que ele o olhar dele, antes de empolgação, agora é de pura concentração e não só isso. A postura dele não é de alguém que está patinando pela primeira vez.

“Yuuko-chan.” Ela diz, fazendo a garota a olhar com surpresa. “Solta as mãos dele.”

“Minako-sensei?” Ela pergunta, franzindo a testa.

“Faz isso mesmo! Solta as mãos dele e deixa ele cair com a bunda gorda dele no gelo.”

“Takeshi-kun!” Yuuko exclama, brava com o outro menino.

Yuuri olha para o outro garoto friamente, e Minako se vê achando que ele ia chorar. Mas então… que sorriso é aquele no rosto dele? E os três ficam chocados quando ele mesmo se solta de Yuuko e começa a patinar no gelo normalmente.

06 Anos de Idade - 1995 to 1996

Yuuri começa a ir para a escola cedo, surpreendendo os professores com sua inteligência. O garoto começa a receber moedas de dinheiro para comprar lanche, mas o menino decide guardar tudo em um cofrinho com a aparência de Totoro que ganhou de Mari de aniversário. Ele passa as tardes na arena de Gelo ou no estúdio de Minako-sensei. Soltando um suspiro, ele coloca as moedas de volta e fecha o cofre, o colocando em sua gaveta e indo se deitar na cama, pegando o cachorrinho preto de pelúcia. e o abraçando.

“Não é o bastante. Eu preciso de mais. Muito mais.”

Ele então decide que precisa arrumar mais dinheiro se quiser fazer o que precisa fazer. Ele olha para o cachorrinho de pelo branco e o toca na cabeça.

“Só mais um pouco, Vicchan.”

07 Anos de Idade - 1996 to 1997

Ataque de pânico.

E claro que ele teria que ter.

E o motivo é o mesmo de sempre. Bullying.

Infelizmente, com o despreparo dos professores, a situação poderia ser pior se não fosse Yuuko, que se aproxima dele e o ajuda a se acalmar.

“Kirihara, como você…?” Professora Hibino pergunta, surpresa.

“Yuu-kun me ensinou semana passada. Disse que era importante que eu aprendesse sobre ataques de pânico, pois um dia eu poderia encontrar alguém que precisasse.” A menina responde, bastante surpresa. “Eu só não esperava ter que ajudar logo ele.”

“Yuuri-kun, você está bem?” Um outro professor pergunta para o menino, que olha para Yuuko com um sorriso no rosto.

“Eu estou melhor.” Ele responde.

E o brilho nos olhos dele faz todos ter certeza de que ele está bem sim

O mesmo pode se dizer sobre sua ansiedade. Embora aconteça de ele ter pensamentos negativos que na maioria das vezes é causada pelo bullying, Yuuri consegue calar a voz em sua mente no exato momento que ela ecoa.

Yuuko não é a única que ele ensinou. Quando ele chegou para Mari e começou a explicar sobre ataques de pânico e ansiedade, sua irmã lembra que uma de suas colegas de classe também tem esses tipos de crises e decide prestar bastante a atenção..

~x~

“Katsuki Yuuri-kun.” A professora o chama e o menino se levanta de sua mesa, respirando fundo.

“Meu nome e Katsuki Yuuri e eu serei um dos melhores patinadores de gelo do mundo.” Ele diz, com um olhar de pura determinação que surpreende não só a professora como os pais e os outros alunos ali presentes.

Espera um pouco…

Ele disse que ‘será’ um dos melhores? Não ‘Eu quero ser’ um dos melhores? De onde vem tanta convicção?

“Ele é só um menino! Ele não sabe do que está falando.” Um dos pais comenta, fazendo o casal Katsuki o olhar com surpresa.

“Eu concordo. Afinal de onde ele vai tirar dinheiro para bancar equipamentos e etc?” Uma outra mãe pergunta, fitando o casal com um largo sorriso no rosto.

“Se a questão for dinheiro, eu não preciso pedir para os meus pais.” Ele diz, erguendo uma bolsa e retirando um par de patins de gelo preto e vermelho, os assustando. “Minha família e a maioria das pessoas de Hasetsu estão passando por dificuldades, mas em breve a situação vai mudar. Isso eu prometo.”

“Do que você está falando, Katsuki-kun?” A professora pergunta, chocada.

“Hmm, do que será mesmo?” Yuuri pergunta, inclinando o rosto com um largo sorriso no rosto.





Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Yuu-kun’s Life Journal" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.