I Will Never Give Up On You escrita por JTLYNCH


Capítulo 8
Amigas?


Notas iniciais do capítulo

OI GENTE, CAPÍTULOS NOVOS. APROVEITEM...



—finalmente chegamos-diz prim animada, pulando no banco de trás assim que avistamos a nossa frente uma placa grande escrito ‘’Acampamento Camp Land’’ em letras grandes e atraentes com fundo de madeira.

 Peeta estaciona um pouco afastado e pega sua arma, carregando o pente

—fiquem aqui vou conferir

—eu vou com você-digo e ele me olha

—por que?

—é um lugar grande, pode haver muitos deles em varias direções.

—por isso mesmo, fique aqui co..

—não eu vou-digo decidida saindo do carro, ele bufa e sai em seguida.

Ele vai na frente e vou o seguindo

 Pego um pedaço de madeira  no chão, bem grande e peeta abre a porta devagar. Esperamos pra ver se ouvimos barulho ou algo assim

—vamos no 3

—certo-digo e ele faz com os dedos, fico vendo ate ter apenas um e adentramos o local

De primeira temos uma vista de uma recepção calorosa, com uma bela vista um campo verde, um lago bem grande  e arvores pra todo lado

—vamos ver esse lado primeiro-diz peeta apontando e o sigo

Olho pra todas direções tentando detectar sinais de movimento e som, mais parece não haver nada

—esse lugar é enorme, pode ter muitos deles aqui. Vamos embora!

—não podemos fazer isso prim quer muito

—que eu saiba ela não quer morrer, então é melhor irmos em...

—eu sei que você quer vê-la feliz, ela é sua irmã e  estamos em um apocalipse zombie. Não  sabemos quanto tempo vai demorar e um pouco de diversão não seria mal

—vamos acabar morrendo

—pode ser a única chance que ela vai ter de vir aqui, nos não precisamos fazer tudo, apenas vamos dar uma noite de acampamento pra ela, dormimos no carro e amanha de manha partimos-digo, ele suspira e fica pensando mais acho que o convenci

—é bom nada acontecer, um barulho e nos vamos embora

—certo-digo concordando

—vou ver o outro lado-diz indo pro outro lado conferir

 Fico atrás dele mais parece não tem nada, pelo menos não por perto e peeta decidi nos deixar ficar por uma noite, ate eu fico animada, um pouco. Vamos contar pra prim que da um abraço muito forte em mim e peeta juntos

—vocês são os melhores, agora vamos, vamos-diz  pulando no banco

—vamos ficar apenas essa noite

—ahh peeta-diz fazendo uma carinha fofa

—não prim, ainda falta muito pra chegar

—você não sabe o quanto falta pra chegar e eu quero tanto

—prim eu já deixei uma noite

—vamos ficar pelo menos dois

—não e já decidi-diz e ela cruza os braços, fazendo uma cara fofa mais peeta não da pra trás

 Entramos no acampamento com o carro e prim fica maravilhada com tudo

—olha katniss, tem um lago!

—nada de ir no lago-diz peeta avisando

—por quê?

—pode ter algum deles lá embaixo

—devo concordar prim, fique longe-digo e ela bufa –que tal fazermos outra coisa?

—o que?

—vamos ver o que tem por aqui-digo, saio do carro e ajudo prim

 Pego sua mão e ela saltita do meu lado, super fofa, me fazendo dar um sorriso de lado e vemos varias atividades

—olha, vamos fazer macramê-diz sentando em uma mesa com vários pingentes e coisas de fazer pulseiras

 Sento a sua frente em uma almofada macia, laranja

—como se faz isso?

—não sei, mais já tinha visto antes. Vamos tentar-diz e concordo

 Pegamos um fio e começamos a encher de coisas de pingentes

—peeta vem fazer com a gente

—prim, eu não vou fazer pulseirinhas mais sim uma fogueira-diz colocando uma pilha de gravetos no chão e prim revira os olhos

—tudo bem prim, vamos fazer só nos duas

—como só de meninas?

—sim

—parece legal, nunca tive muitas amigas pra brincar

—por quê?-pergunto confusa-você é super doce, carinhosa, fofa

—sim, mais não consigo conversar com as outras garotas, é difícil

—bom você quer fazer amigas?

—sim

—então é fácil

—serio?

—você só precisa encontrar algo em comum pra conversar

—como o que?-diz e penso

—bom, pra mim conhecer minhas amigas, nos conversávamos no intervalo

—sobre o que?

—no primeiro dia, eu estava super nervosa porque eu era nova, mais então eu decidi ficar calma, afinal, não adianta nada você ficar nervoso, você só vai piorar a situação pra você. Então tem que ter confiança

—como posso ter confiança?

—pense nas suas melhores habilidades

—eu não te...

—todos tem, nem que se for escrever rápido a saber fazer bonecos de palito-digo e ela da um sorriso fofo

—acho que sei inventar coisas

—como o que?

—historias, peeta diz que tenho uma imaginação fértil

—então você é criativa, viu, já tem uma coisa. O que mais?

—eu gosto de vestir roupas coloridas, mesmo não usando aqui. É legal poder criar seu próprio estilo

—então você é estilosa e criativa, além de muito divertida

—acho que sim-diz sorrindo

—você não acha, tem certeza

—ta eu tenho certeza-diz rindo

—viu, então você é uma pessoa especial, porque ninguém mais tem todas essas habilidades e fazem do mesmo jeito que você

—sim

—então você só precisa mostrar seu talento, como vestir uma roupa linda, então as meninas vão perguntar ‘’onde você comprou?’’ e você vai dizer que você mesma que montou e pronto

—parece legal

—é legal-digo e ela ri e acabo rindo junto

 Finalizo minha pulseira dando um nó

—pronto acabei

—também

—estende o braço-digo e ela estende pra mim, coloco a minha em seu pulso-pronto, uma pulseira de amizade

—somos amigas agora?

—sim, somos

—tudo bem, então  me da seu braço-diz e rio, estendendo e ela coloca sua pulseira em meu pulso e sorrio

—obrigada prim, esta linda

—a sua também ,eu amei

—gente-diz peeta e o olhamos, vendo uma fogueira surpreendente com dois troncos

Prim se anima e pula da almofada, pega minha mão me puxando – rio- indo junto com ela e nos sentamos nos troncos

—que linda

—eu sei que gostou

—temos marshmallows?

—não –diz e ela fica triste-mais encontrei na cozinha-diz estendendo um pacote, prim arregala os olhos e tenta pegar mais ele afasta-quero um abraço

 Ela levanta o abraçando apertado, o fazendo rir e ele entrega o pacote que ela abraça e me mostra

—olha katniss, marshmallows

—eu vi

—vamos abrir-diz peeta e ela concorda

 Ele ajuda ela a abrir e coloca nos palitos, prim me entrega um e colocamos no fogo

—precisamos de uma historia de terror

—melhor que esse pesadelo de zombies?

—simmm-diz insistente e rimos

—certo, eu conto-digo e ela se arruma no tronco

 Começo a contar uma historia apavorante

—então todos eles foram pegos pelo monstro e fim

—serio?-dizem

—como assim

—não deu medo algum-diz peeta

—o que?

—é serio katniss, foi sem graça-diz prim e fico indignada

—conta uma melhor

—não sei historias assim, apenas contos de fadas

—ta eu conto-diz peeta e cruzo os braços

—começa-digo desafiadora

Ele começa a contar uma historia e devo admitir que da medo, a escuridão do lugar e o frio batendo na minha pele descoberta não ajuda 

—e ai eles vi...-diz e para olhando atrás de mim-katniss não se mova, ele esta atrás de você

 Rio, virando não vendo nada. Ele  mexe na minhas costas, me dando um susto e ele e prim começam a rir

—não achei a graça-digo brava

—eu disse pra não virar

—você caiu como um patinho

—não gostei dessa brincadeira sem graça

—sem graça pra você que se assustou

—é mesmo-diz prim e boceja

—acho que já chega de historia por hoje-diz peeta levantando

—a peeta

—não, hora de dormir-diz a pegando no colo e leva pro carro

 Me levanto, tirando o barro da minha roupa e quando vou dar meia volta, vejo um marshmallow. O  ultimo marshmallow e esta no graveto de peeta

Olho pra ele, o vendo distraído e pego o marshmallow e como rapidamente

 Ando pro carro, já vendo prim dormir e peeta vai apagar a fogueira

Sento no banco e pego o travesseiro

—você comeu meu marshmallow?-questiona na minha janela

—não, por quê?-digo me fazendo de desentendida

—porque eu não consegui achar

—então não procurou direito

—tenho certeza que sim

—eu duvido

—katniss

—o que-digo inocente, ele suspira, vai sentar ao seu lado e pega seu travesseiro

—sabe o que  é estranho, ele ter sumido quando tinha apenas você lá

—eu sei, esquisito-digo concordando  ele me olha desconfiado

—abre a boca

—não tem nada

—então abre-diz, abro a boca, ele chega perto  e sinto meu corpo tremer-ta com frio?

—não, tudo bem-digo, ele concorda e olha meus dentes

—você ta com cheiro de marshmallow.

—eu comi também

—mais comeu, o meu esta com cheiro de marshmallow passado do ponto

—não to não

—esta sim-diz se aproximando mais e meu coração acelera

 Será que ele vai me beijar?



Notas finais do capítulo



—JT.



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "I Will Never Give Up On You" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.