I Will Never Give Up On You escrita por JTLYNCH


Capítulo 64
Onde Ela Esta?




POV PEETA

—KATNISS! KATNISS!

—PEETA! PEETA! ACORDA ACORDA-diz prim me acordando

Assusto-me, levantando e a olho.

—o que foi?

—você ta gritando dormindo-diz, vejo que o bebe acordou o pego e o acalmo.

—desculpa prim

—ta-diz sonolenta

—pode ir dormir

—certeza?

—sim, pode ir-digo e ela confirma, indo pro seu quarto e fico pensando em meu sonho.

Katniss estava em um lugar, gritava muito, estava sofrendo e me senti muito mal por isso;  ate que seu sofrimento passou e ela pegou algo nos braços, um bebe, nosso filho. Parecia tão real! Mas não posso acreditar nisso.

Já se passaram muitos meses, tenho certeza que ele pode ter nascido e isso me deixa tão triste por não estar ao seu lado, não ajudar katniss e aproveitar este momento com ela, não poder ao menos segura-lo nos braços, nem vê-lo.

Daria qualquer coisa pra poder ver como ele é.

Suspiro

Olho para Cameron em meus braços que pegou no sono

 O coloco na cama, deito ao se lado e acaricio seu cabelo igual o de katniss.  A saudade esta me matando pouco a pouco, às vezes fico sem dormir ou me sinto mal demais pra qualquer coisa e só penso em dirigir.

 Já passamos por tantos estados que não consigo contar

Já devo ter matado mais de 50 zombies e alguns civis que tentaram nos atrapalhar, mas eu não estou ligando pra ninguém, katniss e meu filho é minha prioridade e vou fazer de tudo pra encontra-los.

Eu preciso!

 Eu quero tanto que acho que vou enlouquecer se não fizer isso.

Não queria, mas pensei em coisas ruins que possa ter acontecido, ela pode ter se machucado, perdido nosso bebe “o que já me machuca muito”; não ter conseguido lutar com o zombie e....sempre paro nessa parte, não da pra continuar e pensar que ela não esta mais aqui comigo. Eu preciso que esteja.

Não vou parar ate encontrar os dois, nem que precise dar minha vida, assim farei.

\\\\\\\\\ \\ \\\\\\\\\\\

—peeta para um pouco

—não, prim-digo olhando pra estrada

—você precisa, hoje é seu aniversario!

—prim, eu não ligo.

—fizemos um bolo

—boo-diz Cameron, mas continuo a acelerar.

—você não devia mexer com fogo prim!

—só coloquei uma vela, ele já estava pronto

—ta, pode comer

—peeta mais

—prim eu não quero-digo irritado, ela suspira e vai comer o bolo com cameron em silencio.

Continuo a dirigir

Eu simplesmente não consegui parar, não canso disso. Eu preciso ir em frente, mas parece que não tem fim e isso esta me matando; não achei se quer, algo que demonstre que katniss possa ter estado aqui e acho que não vou encontra-la .

Sinto meu coração apertar em meu peito

Eu fiz tudo errado, briguei com ela quando não devia e agora ela esta desaparecida com nosso bebe, não faço ideia de onde esteja e meu desejo é encontra-la. Sei que ela esta em algum lugar, só preciso encontrar!

É difícil, o quanto você pode se importar com alguém e ver que essa pessoa não esta em lugar algum e você não sabe onde esta, com quem, se esta sofrendo, se ainda esta aqui....

Mais eu não vou parar

Algum dia eu chegarei lá, onde preciso, vou encontra-la com meu filho e nos cinco estaremos juntos. Mesmo que ela não me queira, eu não me importo, somente quero saber que esta viva.

\\\\\\\\\\\ \\\ \\\\\\\\\

—papa

—peeta não faz isso!

—prim, eu só vou ver.

—papa

—cameron fica quietinho ta –digo, beijando sua cabeça e o entregando pra prim

—peeta, eu não quero que você vá.

—prim, eu vou ser cuidadoso. É apenas um hospital

—porque acha que katniss estaria aqui?

—porque tem medicamentos, ela poderia deixar tudo limpo para o bebe e quem sabe ela tenha estado? Só preciso encontrar algo que prove isso!

—não tem nada aqui!

—vou apenas ver ta-digo e ela suspira

 Apanho minha arma e saio do trailer

 Vou em direção ao hospital e entro

Nos já passamos por aqui uma vez e lembro-me dos comentários de katniss, que seria um bom lugar pra se esconder, desde que tivesse comida. Então é uma aposta que estou fazendo

Olho ao redor

 Está tudo escuro!

Caminho lentamente pelo espaço ate ouvir um barulho e aponto minha arma .

—katniss-digo e ouço um barulho, mas fico sem saber o que fazer.

 Avisto algo se movendo em minha direção e pelo seu jeito de andar é um zombie.

Subo para o andar de cima, bem mais claro e consigo ver as coisas. Uma parte meio escura e com movimento me chama a atenção e noto serem vários deles .

 Desço devagar ate a saída

 Saio, corro pro trailer e quando entro acelero pra longe.

—sem sorte?

—não-digo ofegante

—peeta você vai acabar se matando

—prim, eu não quero me matar. Só quero proteger minha família

—nos também somos sua família

—eu sei, também estou protegendo vocês.

—então se proteja também! Você só liga pros outros-diz e penso em uma vez que katniss me disse isso no nosso encontro

—talvez prim, mas eu quero muito encontra-los.

—você esta diferente peeta, esta com medo.

—eu não estou com medo

—sim esta!

—Prim-digo, já irritado.

—você não esta como no começo, você estava bravo e duro. Quando a katniss chegou ficou normal e amoroso e agora parece inseguro

—eu não to inseguro! Só não quero falar sobre isso

—por quê?

—porque você é uma criança

—peeta fala comigo-diz e paro o trailer

—prim eu não ...

Suspiro

 Ela vem ate mim

—pode falar desabafar

—é minha culpa prim! Katniss foi embora! Eu disse que não confiava nela e ela foi embora!

—ela foi embora porque quis.

—não! Foi porque eu disse que não confiava mais nela-digo sentindo meu coração afundar

—mais você ta certo

—não! Ela foi embora então é minha culpa. Ela pode estar em algum lugar por ai machucada com nosso filho ou se ela ao menos estiver aqui

—ela esta! Você não é culpado peeta. Katniss podia ter nos dito tudo mais preferiu esconder

—eu sei, mas eu a amo prim. Sei que sou idiota por isso, porque ela me enganou todo o tempo, mas eu não consigo evitar.

—eu sei que não, mas não se sinta mal porque a ama, ela ainda te ama, por isso foi embora e não nos contou  nada, porque sabia que íamos embora.

—eu sei bem isso ... eu não sei o que fazer.

—mais eu sim

—o que?

—vamos procura-los mais sem nos arriscar. Katniss não vai ficar feliz se souber disso.

—eu sei que não-digo, soltando uma risada sem som ao lembrar-me dela e sua rebeldia que tanto amo.

—então ?

—ta acho que podemos fazer isso-digo e ela sorri

 Sorrio

—você é o melhor irmão do mundo

—por quê?

—porque sim, você nos protege e faz de tudo por nos, por isso te amo.

—eu também te amo irmãzinha-digo e ela me abraça.

—papa –diz cameron e olhamos vendo ele engatinhando no chão e rimos

 Levanto o pego e dou um abraço apertado.

—papai também te ama

—e a tia prim-diz prim e rio

—papa

—sim papai. Vamos-nos encontrar a mamãe e seu irmão, vai dar certo, mas papai vai tomar cuidado.

—mama?

—e irmão, meu sobrinho-diz prim animada e rio.

—mao?

—sim, irmão. Você quer conhece-lo?-questiono e ele concorda

 Sorrio

 Beijo sua cabeça, fazendo-o rir melodiosamente.

Talvez eu esteja desesperado, mas minha esperança de encontra-los é grande; também não posso abandonar minha família aqui, tenho que fazer dar certo se for pra nos ficarmos juntos vamos nos encontrar, eu sei disso .



Notas finais do capítulo



—JT.



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "I Will Never Give Up On You" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.