I Will Never Give Up On You escrita por JTLYNCH


Capítulo 58
Nunca Roube uma Gravida!




POV KATNISS

Continuo dirigindo ate que o carro vai parando aos poucos

 Olho para o negocio da gasolina que esta no final.

 -bufo de raiva-

 Estou em uma rua vazia

 Olho ao redor, pego a arma, uma garrafa e saio do carro. Armo-me apontando para todos os lados, enquanto ando devagar, vigiando atentamente á longa rua.

 O sol escaldante em minha cabeça me faz soar litros.

 Continuo seguindo em frente, o calor parece que aumenta mais, então acelero o passo, consigo avistar um posto e fico aliviada. Ando em sua direção, o sol vai indo embora.

 Ouço um barulho vindo da floresta, me apresso a entrar no posto e tranco a porta. Olho pros lados, checando pra ver se tem algum zombie e quando vejo que não tem ninguém me acalmo

  -suspiro-

 Entro no banheiro, porque estou apertada demais e acabo tomando um banho também. Como algumas coisas da loja, sento encostando-me na parede  e acabo dormindo.

\\\\\\\\\\ \\\ \\\\\\\\\\

Acordo me sentindo dolorida

 Abro os olhos vendo que já amanheceu, levanto devagar e vou ao banheiro.

 Acho que não consigo mais sair dele.  

Saio do banheiro, como bastante, pego muita comida e minha arma. Saio da loja e ando devagar ate a gasolina; encho a garrafa e volto a andar ate o carro, o que leva muito tempo, mas consigo chegar.

 Encho o tanque, entro e volto a dirigir.

 Como uns salgadinhos, bebo agua e continuo a viajem, não sei pra onde vou, só tenho que encontrar um lugar seguro pra mim e meu bebe.

Passo a mão em minha barriga o sentindo agitado.

 Não pensei em nada, não tenho roupas, nem um berço, nem escolhi nomes muito menos sei o que é! Queria fazer tudo isso com peeta, mas pelo jeito isso não é mais uma opção.

Suspiro, mordendo o lábio.

Meu coração esta estraçalhado ao saber que esse é nosso fim, nosso ponto final; assim como o da minha família antiga e da minha família que eu amava. Nunca mais verei prim, o bebe nem peeta... pelo menos tenho uma parte sua crescendo em mim, espero que se pareça um pouquinho com ele, porque não quero ter que lembrar dele a todo momento.

 Não, não mais!

Dirijo e encontro alguns zombies, mas nada muito preocupante.

 Espero encontrar alguma coisa logo.

\\\\\\\\\ \\\ \\\\\\\\\

 Passaram-se muitos dias

 Já passei muita fome ate aqui, o supermercado. Fiquei apenas dirigindo e dormindo porque minha fome parece que não acaba, comi tudo que tinha, agora preciso entrar e conseguir suprimentos.

Saio do carro armada e corro o máximo com minha barriga grande.

Encosto na parede, entro no mercado esperando encontrar alguma coisa, mas não acho nada. Ando por sua extensão mais nada.

Pego um carrinho e começo a encher de comida, ate que ouço um barulho estranho, parece algo sendo liga...

MEU CARRO!

Saio rápido do mercado, mas quando chego do lado de fora já é tarde demais e o ladrão já esta indo embora com meu carro.

Eu não vou deixar!

Miro em sua cabeça, mas apenas quebra o vidro. Então atiro no pneu, fazendo o carro virar fazendo um circulo completo, ate bater em um poste e ficar super amassado.  Aproximo-me vendo que o motorista está morto e cheio de sangue.

 Apanho minha outra arma, minhas coisas e me afasto.

 Aponto a arma para o carro atirando em seu motor duas vezes. Não demora muito e logo ouço o som da explosão, coloco minhas coisas no carrinho e continuo a pegar a comida.

Pego muitas fraldas para o bebe, roupas e tudo que vou precisar; muita comida e saio do mercado. Começo a andar com o carrinho pela estrada, avisto o  carro pegando fogo e continuo andando normalmente

Nunca roube de uma gravida furiosa e faminta!

Eu sei que devia ter pena, mas não estamos em uma sociedade como antes. Agora é cada um por si e não vou deixar ninguém me ultrapassar, nem pisar em cima de mim.

 Nunca mais!

Ando sem parar ate que começa a anoitecer e mesmo assim continuo, mas armada, não quero surpresas.

Meu bebe reclama

 Paro um pouco pra comer e descansar

 Ouço um barulho estranho e decido continuar a andar mais rápido. Não paro por nada, mesmo meus pés já não aguentando e eu estando exausta, vou continuar a seguir.

Ando e como enquanto aponto minha arma pros lados.

O dia vai amanhecendo e eu estou caindo de sono, mas não posso parar, nem dormir, sem ter um lugar seguro, então sigo á andar.

O dia vira noite rapidamente

 Não sinto mais meus pés, paro apenas a cada placa que aparece na estrada e descanso vinte minutos, como e depois continuo a andar; meu bebe esta se revirando, não gostando nem um pouco disso, mas não posso fazer nada, preciso encontrar algum lugar.

Depois de muito tempo andando sento no chão

 Não aguento!

 Estou morrendo de sono, exausta, não sinto meus pês e preciso muito ir ao banheiro.

Não sei o que fazer!

Fico muito tempo olhando pros lados, a única coisa que tem é terra e pedras e estou me aproximando da floresta, o que será bem pior pelos animais

Ou não.

Sempre gostei muito de acampar e me dou muito bem com a floresta , tirando os bichos por isso caço bem. Acho que consigo ficar bem, vai ser difícil, mas só preciso matar os animais e posso dormir nas arvores, pelo menos vou dormir um pouco.

Levanto um pouco mais animada mesmo meu corpo não aguentando.

Ando em direção á floresta bem devagar, olhando pros lados e entro com dificuldade; porque o carrinho é pesado e tem muitos obstáculos, mas eu vou conseguir!

Chego às arvores altas, olho ao redor, procurando algo que possa me amarrar lá em cima ou vou despencar no chão. Como não tem nada, tiro minha blusa de frio.

 Espero que seja o bastante

 Penso no que fazer com o carrinho. Não posso deixa-lo assim, muitos animais vão aparecer.

Pego muitas folhas, galhos e coloco em cima o camuflando.  Consigo ter um bom resultado e olho pra arvore

 Suspiro

 Vai katniss! Você consegue!

Subo com cuidado pela minha barriga, o que deixa bem mais difícil, mas com esforço chego em um galho; testo pra ver se é forte, me sento nele e lembro do travesseiro de peeta e desço tudo de novo.

 Não vou conseguir dormir sem ele.

 Pego o travesseiro, subo de novo, deito e amarro a blusa abaixo de minha barriga; abraço o travesseiro.

 Suspiro

Dormindo profundamente.



Notas finais do capítulo



—JT.



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "I Will Never Give Up On You" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.