I Will Never Give Up On You escrita por JTLYNCH


Capítulo 42
Base




Estou muito nervosa, estamos tão perto e não sei o que fazer.

 Como vou contar ao gale que quero terminar com ele?

Pros meus pais e meus amigos?

Estou super nervosa e acabei vomitando mais não contei pra ninguém, tomei um banho e agora estou me trocando.

Trajo um vestido azul claro e penteio o cabelo, fazendo uma trança de lado.

— suspiro-

Você consegue katniss! Você consegue!

Saio do banheiro indo para o quarto e coloco meu tênis. Avisto o bebe se mexendo

Aproximo-me, indo até ele o pegando e beijo sua bochecha.

—oi bebe. O que foi?-questiono e ele mexe em meu vestido

 Rio

 Fecho a porta, tiro a parte de cima do vestido e o amamento. Ele suga muito leite enquanto faz carinhos  em meu rosto, o que é muito fofo e beijo sua mini mão.

—katniss-diz prim animada no lado de fora.

—sim prim

—estamos chegando! Estamos chegando!-diz e ouço seus pulos de felicidade

 -suspiro-

—que legal! amm ...eu já vou, estou amamentando o bebe.

—tudo bem-diz e respiro fundo

Precisa ser forte katniss

 Sei que vou acabar machucando o gale, só espero que ele também esteja com os mesmos pensamentos que eu.

Termino de amamentar o bebe, volto a me vestir o pego no colo e saio do quarto.

—pronto. O bebe está alimentado.

—que ótimo amor. estamos tão perto, falta menos de 10 minutos.

—eehh-digo tentando ficar animada.

—algum problema?

—nada, mais acho que é melhor deixar eu falar com meus pais primeiro e depois falamos juntos.

—amor, mais eu preciso mostrar pros seus pais que eu sou responsável e não fujo das minhas responsabilidades. Se não for com você é como se estivesse com medo.

—não é verdade

—eu vou com você

— suspiro-

 o que vou fazer?

—como estou-questiona prim chegando á sala, vestida com uma blusa branca, uma saia rosa rodada, sapatilhas e seus cabelos enrolados de creme.

—esta linda prim!

—é mesmo irmãzinha. Pra que tudo isso?

—porque é um dia feliz, precisamos estar bem.

—tem razão-diz peeta sorrindo e sorrio também, mesmo estando bem nervosa.

Depois de passarmos pelo deserto chegamos á base, ela é bem grande, com portões altos e vários zombies por fora que não conseguem entrar de jeito algum. Quando nos aproximamos guardas cercam o carro e um aponta a arma pra peeta.

—desça do carro e fique de braços levantados-diz e peeta sai devagar.

 Eles o revistam, pedem pra sairmos também e começam a nos revistar a procura de alguma marca e quando veem que não temos, revistam o carro e nos liberam. Vamos direto pra um tipo de posto de desintoxicação, onde temos que tomar banho com alguns produtos químicos, o que estragou o visual da prim.

 Tomamos varias vacinas, peeta segura minha mão enquanto eu tomo a minha e chega a hora do bebe tomar também.

—ele precisa mesmo? Não tem nada.

—é pro bem dele-diz e mordo o lábio

—calma amor, eu te ajudo-diz peeta e confirmo

 Seguramos o bebe

 Sinto meu coração apertar ao ouvir seu grito de agonia quando a agulha entra, mas, me mantenho firme e finalmente a tortura acaba e o acalmo; prim ganhou um doce por ser bem forte e não chorar.

—muito bom pequena.

—foi super forte prim

—obrigada-diz sorrindo

—vocês são os novos?-questiona uma mulher e concordamos-sigam-me-diz andando na nossa frente e a seguimos por um corredor

 Saímos em um lugar onde há varias casas

 Ela nos encaminha pra uma delas e abre a porta. Entramo-nos em uma casa mediana com cozinha, banheiro, uma sala e três quartos.

—podem pegar suas coisas assim que lavarmos tudo. Se quiserem comer podem comer aqui ou no refeitório. A comida é reposta por cestas básicas todas as semanas. Perguntas?

—sim. Tem um berço?

—sim temos berços, se quiser pode ir buscar agora.

—tudo bem-diz peeta e me beija –já volto amor-diz e assinto .

Olho a casa com o bebe e prim, que pula em um quarto.

 Rio

—gostou desse?

—sim é lindo e bem grande.

—pode ficar com ele

—obrigada katniss-diz me abraçando e sorrio, beijando sua cabeça.

—vamos ver o meu e do peeta?

—claro-diz animada.

 Adentramos em um quarto lindo e bem grande; tem um closet e alguns abajures ao lado da cama. Ouço um barulho e vamos pra sala, peeta vem com o berço e o bebe fica animado em meus braços.

—você gostou bebe?

—acho que sim, esta quase pulando ai dentro-digo o beijando, fazendo ele rir mais e peeta leva o berço com prim pro outro quarto

 Colocamos no canto e tiramos a cama

—pode colocar no meu quarto?

—pra que?

—não sei, gosto de ter opções-diz prim, rimos, levando a cama pro seu quarto e ela fica feliz.

—viu nosso quarto ?

—sim e você vai amar-digo, ele pega o bebe brincando com ele, arrancando risadas e me abraça.

—porque?-questiona

 Rio

 O levo pro quarto e ele fica animado.

—as paredes são grossas

—nossa são mesmo!-diz animado e sorrio, o beijando.

—sabe, eu acho que podíamos curtir isso um pouco.

—não esta ansiosa pra ver seus pais?

—não, temos tempo e já esta bem tarde.

—tem certeza?-questiona, confirmo, ele sorri me beijando e o bebe pede leite .

 Rimos e o pego de peeta

—vou fazer o jantar amor. Pode colocar o bebe pra dormir?

—claro amor-digo o beijando,  sorrimos e ele sai

Amamento o bebe faminto, parece que não acaba sua fome. Fico o balançando ate ele dormir e o coloco na cama, cercado de travesseiros. Vou para o seu quarto, arrumo o berço colocando o forro e uma coberta em baixo pra deixar mais macio.

Volto pro quarto, pego o bebe com cuidado o coloco pra dormir e cubro.

 Sorrio

 Dou um beijo em sua cabeça

 Como pode ser tão lindo?

—boa noite meu amor-digo sussurrando e saio do quarto, fechando a porta.

Vou pra cozinha, onde prim brinca no tablete e aproveito sua distração, aproximo-me de peeta e o abraço por trás o fazendo rir, dou um beijo em seu pescoço e ele trinca os dentes.

 Rio

—amor não faz isso

—por quê?

—porque prim esta aqui-diz virando, vendo que prim esta ocupada e me da um beijo caloroso, me fazendo ficar bem quente.

—amor melhor não fazer isso ou não vou aguentar

—tudo bem, apenas pouco tempo-diz e concordo, o beijando.

O ajudo a cozinhar o jantar, fazemos escondidinho de carne com bastante queijo e chamo prim pra me ajudar a colocar a mesa, ou melhor, a bancada e deixamos tudo bem arrumado.

 Peeta coloca o escondidinho e vamos comer.

—não vai ver seus pais katniss?

—decidi ir amanha

—por quê?

—não estou tão desesperada

—tudo bem. Eu posso conhece-los também ?

—me deixe falar com eles primeiro

—não entendo isso. Está com vergonha da gente?-questiona peeta e nego rapidamente

—não, nem pensar. Vocês são minha família agora e não tenho vergonha de vocês-digo e peeta beija minha mão, sorrio, o beijando fazendo-o sorrir

— então quando vamos conhecê-los?

—não sei, vou pensar e te falo.

—tudo bem-diz concordando meio desanimada e mudo de assunto rápido.

Voltamos a conversar animadamente ate terminarmos de comer e prim quer nos ajudar com a louça; peeta lava, eu seco e prim guarda. Quando está no ultimo copo peeta a pega e a estende pra ela conseguir colocar.

—isso! Acabamos.

—sim, hora de dormir-diz peeta e apaga a luz.

 Vamos ver o bebe, confiro sua fralda que esta suja e já troco; saímos do quarto e vamos colocar prim pra dormir, peeta a cobre e beijamos sua cabeça.

—boa noite prim

—boa noite-diz sorrindo

 Saímos do quarto e peeta já me agarra

 Rio baixo

 O beijo com calor e vamos pro nosso quarto. Tranco a porta e o jogo na cama, subindo em cima.

—é bom não estar com sono, porque hoje você não vai dormir-digo sedutora em seu ouvido e ataco seu pescoço.



Notas finais do capítulo



—JT.



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "I Will Never Give Up On You" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.