I Will Never Give Up On You escrita por JTLYNCH


Capítulo 34
Mãe




—eu vou primeiro-diz prim, entrando no banheiro.

Peeta me coloca em um banquinho, tranca a porta e suspira.

—preciso de férias desse apocalipse-diz e rio, o chamando e sento no seu colo.

—você não pode tirar férias, mais podíamos curtir um pouco.

—tem certeza que ta bem ? Você vomitou tanto.

—perfeita, só preciso lavar a boca e de um banho reforçado.

—eu te ajudo nisso-diz e rio.

—eu sei que sim e não vejo a hora.

—não me tente amor-diz beijando meu pescoço, sorrio, já sentindo meu corpo aquecer

 Peeta começa a passar a mão por meu corpo, me deixando louca. Abro sua blusa e passo a mão por seu tanquinho, fazendo-o gemer.

—melhor paramos pra prim não ver

—eu sei, não quero nem imaginar ela vendo isso-diz e concordo, fechando sua blusa.

—pode pegar uma bala de menta pra mim amor.

—claro-diz me colocando no banco com cuidado, levanta, indo pegar as balas e me entrega mais vejo algo em sua mão e como a bala.

—o que é isso?

—acho que precisamos, a menos que você não queira.

—o que ?-questiono, ele me entrega uma camisinha e trinco os dentes.

—o que foi ?

—não vai funcionar

—como assim?

—não posso ter filhos-digo e ele fica surpreso.

—o que? Por quê ?

—uma vez fiz um exame de rotina e o medico disse que não posso ter filhos porque meu organismo é muito ruim pra isso, mais que não é impossível e pode acontecer.

—qual a probabilidade ?

—1 por cento.

—nossa.

—sim, por isso eu acho que não precisa-digo jogando no lixo.

—então, nos nunca teremos um bebe ?

—claro que sim, podemos adotar e que eu saiba já temos uma filha-digo e ele ri, concordando.

—é mesmo

—temos tempo pra pensar.

—sim, temos muito-diz beijando minha mão e sorrio.

—pronto pode ir katniss-diz prim, peeta me ajuda a entrar no banheiro e tranca a porta.

 Lavo a boca com um pouco de sabão, o que não foi bom e fez peeta rir da minha careta. Como uma bala pra amenizar o gosto do sabão e testo o hálito.

—o que acha ?-questiono de boca aberta, peeta sente o cheiro e não perde tempo em me beijar e eu muito menos.

Fazemos amor no banho o mais silencioso que conseguimos, porque temos medo da prim ouvir mais é impossível parar, ate ela vir nos chamar. Peeta me ajuda a me trocar, colocando um short e uma blusa, prendo meu cabelo enquanto ele se troca.

 Fico admirando meu namorado, fazendo-o rir.

—da pra parar com isso ?

—o que ?-diz terminando de por sua blusa, vindo ate mim e me abraçando.

 Sussurro em seu ouvido

—de ser gostoso-digo e ele ri.

—você é muito mais.

—nem pensar, você é demais-digo mordendo o lábio.

—desculpa, mais você que diz isso, eu ainda não acredito.

—então não acredite, acho melhor pra mim assim.

—por quê ?

—assim você não me troca por nenhuma vadia-digo e ele ri.

—eu nunca trocaria você

—bom mesmo-digo, o beijando e ele ri, me pegando no colo e saímos do banheiro.

 Prim esta pegando vários doces, vemos sua cara suja de chocolate e rimos.

—eu estava com muita vontade.

—ta se você diz irmãzinha-diz peeta a abraçando, fazendo-a rir.

—amor, vamos pegar doces. Prim não vai querer dividir.

—e não vou mesmo-afirma nos fazendo rir

 Pegamos muitos doces e salgadinhos e colocamos em uma mochila. Saímos, indo de volta para o carro e peeta me coloca no banco de trás, já que estamos sem vidro e não quero sentar no lugar onde eu matei uma pessoa.

—melhor eu ir rápido, temos pouco tempo ate escurecer.

—precisamos achar o carro rapidamente-digo, ele concorda e começa a dirigir e como com prim.

—eu tenho m&m  e você não.

—mais eu tenho m&m-digo pegando e mostrando a língua, fazendo ela rir.

—e eu tenho doritos.

—eu também-digo mostrando.

—eu peguei muitos doces duvido você ter todos.

—eu tenho certeza-digo jogando no banco e ela também

 Começamos a comparar os doces, vejo que ela pegou mais e fico brava.

—amor, ela tem mais doces!

—amor, ela é uma criança.

—somente por isso você escapa

—escapar do que ?

—do ataque

—ataque ?

—de cócegas-digo começando a fazer cócegas em sua barriga, ela gargalha e peeta ri

 Só paro quando ela esta vermelha de tanto rir.

—você é malvada

—eu sei muito bem disso-digo fazendo graça, ela ri e me abraça

—te amo katniss.

—também te amo.

—e eu ?-questiona peeta e rimos.

—também amamos você amor

—sim, demais-diz prim fazendo coração com a mão e faço também.

 Ele ri e rimos junto

— suspiro-.

 Amo minha família nova mesmo sabendo que estou mentindo pra eles, não quero acabar com isso.

—tudo bem katniss ?

—sim, só estava pensando.

—no que ?

—em roubar seus doces-digo pegando um doce seu, ela começa a brincar comigo  tentando pegar o doce –tudo bem, eu devolvo se você me der um beijo-digo, ela beija minha bochecha e sorrio, devolvendo seu doce e ela sorri, começando a comer.

 Olho pra peeta que esta sorrindo e sorrio, pegando sua mão e ele da um beijo.

Não vou abrir mão de tudo isso.

\\\\\\\\  \\\ \\\\\\\\\

—tem certeza que é seguro ?-digo olhando pro pano que peeta colocou pra substituir a janela

—bom, não temos nada melhor que isso-diz e concordo nervosa-amor eu vou te proteger.

—eu sei que sim, mais tenho medo do que possa acontecer.

—não vai acontecer nada, prometo-diz e concordo.

 Ele vem ate-nos, senta ao meu lado e me abraça; aconchego-me em seu peito enquanto prim dorme em meu colo.

—achei muito legal você brincar com prim hoje.

—ela precisa, é uma criança nisso tudo deve ser um pesadelo.

—eu sei -diz suspirando e beija minha mão-você vai ser uma ótima mãe amor.

—você também vai ser um ótimo pai-digo e mordo o lábio.

—o que foi ?

—acabei com o sonho de ter um bebe parecido com você.

—não acabou não -diz negando-podemos realizar isso ainda adotando um bebe.

—não sei, parece que tudo só quer dar errado todo tempo.

—bom olha onde estamos-diz e rio

—é, tem razão

—as coisas serão mais fáceis quando tudo acabar

—te amo amor

—eu te amo -diz me beijando e sorrimos e deito em seu peito, sabendo que vou estar totalmente segura.



Notas finais do capítulo



—JT.



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "I Will Never Give Up On You" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.