I Will Never Give Up On You escrita por JTLYNCH


Capítulo 29
Eu vou!


Notas iniciais do capítulo

OI GENTE, TUDO BEM COM VO6
ESPERO QUE SIM!
AQUI OS CAPÍTULOS DE HOJE.........



—então nos temos que jogar os dados e pular as casas-finaliza prim

—porque temos que jogar isso?

—é divertido, vamos-digo animada, peeta concorda me beijando, senta ao meu lado e joga os dados.

—2 casas, pode andar-diz prim, ele anda com seu bonequinho, ganha uma carta e lê.

—ganhei 3 pontos

—o que?-digo indignada-acabamos de começar

—bom eu ganhei-diz mostrando a carta.

 Faço careta fazendo-o rir e me beijar.

—sorrio-

—minha vez-diz prim jogando e anda cinco casas e pega uma carta-há, ganhei 3 pontos

—o que? Como isso? Me de esses dados!-digo brava, jogo e cai numero seis-há, consegui ir mais pra frente-digo pegando a carta e faço cara de desgosto -não gostei desse jogo.

—você tem que voltar 5 casas-diz peeta rindo com prim, reviro os olhos voltando, ele me da um beijo e acabo sorrindo.

Continuamos a jogar, prim e peeta são ótimos, estou muito atrás e estou perdendo tanto que nem dou mais bola e jogo de qualquer jeito; no final prim ganha.

—ganhei-diz levantando animada e rimos.

—parabéns prim.

—o que você quer de premio?

—quero um chocolate

—então você esta com sorte, porque eu fiz um mousse de chocolate-diz, ela arregala os olhos e eu também.

—o que? Vamos comer agora-digo, me levantando com dificuldade e peeta ri ,me pegando no colo.

 Vamos pra cozinha, ele traz o mousse e como suspirando.

—esta muito bom amor.

—esta ótima peeta.

—obrigada. Queria fazer um bolo mais não tinha o suficiente.

—se você cozinha assim com tão pouco mal posso esperar pra ver o que faz com muito-digo e ele ri, me beijando.

—vou te surpreender

—você sempre me surpreende-digo o beijando

—eca, vocês não cansam?

—não -dizemos juntos e rimos em seguida.

—vocês sabem que iremos embora em dois dias, certo.

—sim-dizemos desanimadas, fazendo peeta rir.

—não podemos ficar aqui, eles vão acabar percebendo alguma coisa.

—não vão não.

—prim é perigoso, temos que ir atrás da base.

—e se não encontrarmos essa base

—nos vamos

—temos que encontram um celular, alguma coisa assim pra poder nos comunicar com eles.

—a loja da apple-diz e nego

—não, nem pensar. Você não vai sair assim ate eu poder te ajudar.

—ainda vai levar umas duas semanas ate sua perna voltar ao normal.

—não. É uma loja aberta, sabe quantos deles pode haver lá?

—não

—então não vamos e ponto final.

—então vamos continuar andando em círculos?

—é o jeito, eu prefiro isso. Já estamos  muito machucados não podemos deixar piorar-digo e eles concordam.

—acho melhor irmos dormir

—sim, estou cansada-diz prim levantando

—boa noite

—boa noite-diz subindo

  Eu e peeta lavamos a louça, ele me pega no colo e eu rio, o abraçando.

—sabe que só faço isso pra te proteger ne?

—eu sei

—porque te amo e te quero bem

—também te amo-diz me beijando, me colocando na cama e não demoro em agarra-lo.

Fazemos amor por muito tempo, que não é o bastante, ate ouvirmos um barulho e nos assustamos.

—o que é isso?-digo assustada.

—não sei-diz levantando e colocando seu roupão, pega sua arma e sai do quarto  .

 Fico com medo, levanto, coloco minha lingerie e meu roupão. Ouço peeta falando com alguém mais não parece estar sendo pacifico e procuro algo que possa usar pra bater em alguém.

 Pego um abajur, a única coisa que tem.

Saio do quarto, vou andando devagar ate o quarto de prim ate sentir tamparem minha boca e depois sinto algo gelado em meu pescoço.

—não grita, se não rasgo sua garganta-diz e me desespero.

 Ele pega o abajur da minha mão, coloca no chão e começa a andar comigo pro quarto de prim vejo que tem um cara segurando a prim, que esta com medo. Ele aponta uma arma pra cabeça dela que chora de desespero.

 Peeta esta com as mãos pra cima e a arma no chão.

—chefe-diz o cara que esta me segurando e peeta me olha assustado.

—ouu estava escondendo o ouro? traz ela aqui!

—NÃO -diz peeta com raiva

—não tente nada ou ela vai pagar-diz apontando pra prim e o cara começa a andar comigo pro lado do outro.

 Quando ele tropeça dou uma cotovelada em sua barriga, que o faz ir pra traz. Roubo sua faca, enfio no cara que esta com prim e  a empurro no chão antes de ele disparar, peeta bate nele e pego a arma que cai no chão. Peeta pega a dele no chão, apontamos pros dois e vou pra trás.

—vem prim-digo e ela vem ficando no nosso meio.

—muito espertinha você

—vão embora daqui!

—não tão rápido lindinha, é hora da ação.

—o que?-digo e um cara aparece atrás de peeta com uma arma apontada pra cabeça dele, me desespero mais fico firme.

—larga a arma

—não katniss!

—larga a arma ou ele morre-diz e engulo em seco

 Coloco a arma no chão, devagar e ele ri, pegando e aponta pra mim, o outro cara pega a de peeta.

—certo, traga ele aqui-diz o cara que dei a facada.

 O que esta atrás de peeta começa a andar, ele vai andando na frente e fica do lado do outro cara que aponta a arma pra ele.

—as segurem-diz e eles vêm ate nos, prim começa a chorar e trinco os dentes –certo, vou ser legal, mesmo depois da facada você tem realmente bons produtos aqui-diz rindo e ficamos com ódio-qual de vocês vai com a gente?

—porque tão fazendo isso

—qual de vocês vai com a gente ?-diz bravo

—eu vou-diz peeta e ele nega.

—elas

—não, não. eu vou!

—você não escolhe, já estamos ficando sem prostitutas e eu realmente gostei do que você tem aqui-diz e vejo os olhos de peeta ficarem tão escuros como nunca antes-escolhe?

—eu vou-digo rapidamente e ele nega.

—não vocês não vão!-diz peeta.

—a prim não pode ir, eu vou-digo e o cara nojento ri.

—leva-a pro carro.

Um deles pega meu braço, me puxa e começa pra fora de casa, me arrastando, enquanto ouço os gritos de prim e peeta, mais não posso deixar nada acontecer com eles.

—eu vou amar me divertir com você-diz no meu ouvido e sinto um nojo imenso

 Ele me joga em um carro com algumas garotas acorrentadas, fecha a porta e logo depois de um tempo o carro começa a andar.

  Só penso  no que vai acontecer agora, mais pelo menos prim e peeta estão seguros e isso me conforta.



Notas finais do capítulo



—JT.



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "I Will Never Give Up On You" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.