I Will Never Give Up On You escrita por JTLYNCH


Capítulo 26
Minha Culpa




Acordo me sentindo péssima

 Sento na cama rápido demais e fico tonta.

 Sinto algo em meus braços e vejo que estão suados, passo a mão na testa que esta cheia de suor.

—Respiro fundo-

Tive os piores pesadelos, acordei a noite toda, não consegui dormir.

Meu destino foi traçado ontem e ao invés de um encontro normal, tudo virou um desastre completo. Chorei ate não poder mais, estou machucada, péssima, me sinto horrível.

 Sei que o que fiz é errado.

Muito!

 Mais não quero ficar sem peeta e eu não me importaria de nunca mais ter que ver o gale, nem minha família, nem mais ninguém que conheço pra ficar bem com o peeta. Não quero que ele descubra a verdade e se ele me perdoar,  vou fazer o possível pra ele nunca saber.

Levanto da cama e vou ao banheiro.

 Tomo um banho rápido, saio direto pro closet da mulher e procuro algo pra usar; Visto uma lingerie que esta nova, um short, uma blusa moletom e coloco por cima. Fica ate minhas  cochas, deixando minhas pernas de fora

Saio do quarto indo ate o nosso quarto e olha discreta, mais não tem ninguém e já sei que eles estão lá embaixo.

—Respiro fundo-

Desço as escadas devagar em silencio, ouço peeta e prim falando baixo.

—mais eu não quero ir!

—nos já vamos prim em dois dias

—mais eu não quero peeta-diz manhosa              .

—eu já disse prim, não tente me contradizer!-diz, tentando se manter calmo.

—mais por quê? Nem sabemos pra onde vamos

—vamos procurar a base o mais rápido possível

—por quê? Não achamos ainda, não vamos encontrar agora.

—mais eu vou encontrar de qualquer jeito, katniss tem que voltar-diz e meu coração acelera de susto

Peeta quer se livrar de mim!

—o que? Mais por quê?

—porque sim

—sim não é...-diz prim, ouço uma batida forte na mesa e prim se cala

—já chega prim, nos vamos embora! Então aproveite esses dias. Vamos você querendo ou não e acharemos a base o mais rápido possível. Entendeu?

—mais eu não quero ficar sem a katniss, ela é minha mãe-diz com voz chorosa, me entristecendo.

—então acho que você vai ter que se acostumar com a decepção prim-diz e ouço seus passos

Escondo-me, ele sobe a escada bravo e sinto uma lagrima escorrer por meu rosto.

Não acredito que vai me abandonar!

Vou subir atrás dele mais ouço um choro e lembro-me da prim. Vou pra cozinha e a vejo chorando e fico muito arrependida por isso.

—prim

—katniss-diz com uma voz tão dolorosa e engulo em seco

Aproximo-me

—o que foi?-questiono, ela levanta, me abraça e chora sem parar e acabo por acompanha-la

Ajoelho  e a abraço apertado, ficamos chorando sem parar com soluços  e lagrimas sobre nossos rostos.

Ficamos um tempo assim ate ela ir parando aos poucos e me encara

—você vai deixar a gente?

—prim, eu não quero de jeito algum.

—porque isso ta acontecendo?

—porque eu e o peeta tivemos uma discussão

—mais por quê? Era pra vocês estarem felizes como ontem se beijando e dizendo coisas fofas, você seria minha mãe e seriamos uma família feliz.

—eu sei prim, eu sinto muito mais eu não vou desistir tão fácil. Peeta só esta bravo.

—eu não quero que ele volte a ser como antes –diz negando e mordo o lábio-eu gosto do meu irmão de agora e não queria que mudasse.

—ele não vai, vou falar com ele

—me diz que vamos ser uma família feliz, não quero voltar a ficar sem mãe, nem pai, nem sem meu irmão de novo .

—e não vai prim, eu prometo pra você, vou concertar isso ta-digo e ela concorda, me abraça mais apertado e sinto meu coração doer.

\\\\\\\\\\ \\\\ \\\\\\\\\

Termino de cobrir prim que pegou no sono depois de tanto chorar e a coloquei na cama

Dou um beijo em sua cabeça, saio do quarto e fecho a porta

—Respiro fundo-

 Pego muita confiança e vou pra porta de peeta

 Quando vou abrir não consigo e bato na porta.

—peeta-digo, baixinho e bato na porta-peeta-digo e nada

Bato mais algumas vezes mais ele não abre e sei que não vai.

—suspiro-

 Decido que não tem outro jeito e terei que fazer isso amanha.

Vou pro quarto, deito na cama e faço o maior esforço pra dormir porque não consigo sem peeta, sabendo que minha família se separou e a culpa é toda minha.

\\\\\\\\\\\ \\\ \\\\\\\\\

Acordo e levanto rápido, saio do quarto e vou pro de peeta que já se encontra vazio.

Desço a escada rapidamente e o vejo sentado no sofá, me aproximo.

 Ele esta organizando as coisas nas malas.

—peeta-digo e ele não me olha-peeta, podemos conversar-digo e ele continua calado.

Aproximo-me e sento ao seu lado.

—peeta, olha pra mim-suplico, mais ele parece não me ver.

—peeta, por favor-diz prim triste-vocês estavam tão bem e agora....-diz e funga -é minha culpa?-diz e a olho surpresa

—o que? Porque acha isso?

—os corações não estavam bons?-questiona, levanto e vou ate ela

—querida não é por isso ta, seus corações estavam lindos, eu amei muito eles.

—então porque vocês estão assim?

—sobe pro quarto, por favor, vou falar com ele-digo, ela concorda, beijo sua cabeça e ela sobe as escadas

 Encaro peeta

—você vai continuar a me ignorar?-questiono e ele continua quieto -eu não entendo porque você esta bravo se eu já contei que eu e gale não estamos mais juntos. Eu posso jurar que não tenho mais nada com ninguém-digo e engulo em seco, sentindo uma dor por estar mentindo -não contei  antes pra você desistir de mim, de nos, da nossa família. Mais contei agora porque queria que confiasse em mim.

Aproximo-me dele, sentando ao seu lado

— suspiro-

—posso não ser perfeita, meu amor., ter desapontado o gale e muita gente, mais eu não queria que você fosse uma dessas pessoas e por isso contei; mais ao invés de você confiar em mim, é o que me fez perder você-digo e ele continua sem esboçar emoções-você não liga mais pra mim?-questiono

 Ele não diz nada

 Sinto uma lagrima descer por meu rosto e seco rápido.

—eu amo você e muito, não quero que nossa historia acabe assim, tão idiota, só porque quis te contar uma coisa do passado que você não aceita-digo e engulo em seco -eu não vou fazer nada pra ir atrás de você, se você não mostrar pra mim que vale a pena, que não estamos perdidos. É só isso que te peço meu amor, vou esperar-digo levantando devagar.

 Subo as escadas devagar pelo gesso, vou pro quarto e choro sobe o travesseiro.



Notas finais do capítulo



—JT.



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "I Will Never Give Up On You" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.