I Will Never Give Up On You escrita por JTLYNCH


Capítulo 17
Finalmente


Notas iniciais do capítulo

OI GENTE, CAPÍTULOS DE HOJE PRA VO6....



Passo a noite em claro olhando peeta, pra ver se tem algum sinal de que ele vai acordar. Fico acariciando seu rosto com nossas mãos entrelaçadas, me deixando um pouco melhor.

 Deixo um beijo em sua mão

— suspiro-

 Só preciso que ele acorde logo

—katniss-diz prim acordando

—bom dia

—você não dormiu?

—sim, mais acabei de acordar.

—não parece-diz e trato de mudar de assunto

—esta com fome?

—não consigo comer

—você precisa-digo saindo do carro, grunhi, pela minha perna mais não esta tão ruim com essa madeira que amarrei.

 Vou ate a traseira do carro, apanho três latas, o abridor e colheres e entro no carro. Abro e entrego pra prim que começa a comer mais não consigo.

—katniss, come também..

—não da, eu preciso que peeta acorde

—você não tem nada que o faça acordar?-questiona e lembro da bolsa que peeta pegou na minha faculdade

—acho que pode ter

 Saio do carro e volto ate a parte de trás de novo, pego a bolsa e começo a fuçar e acho um vidro, torço pra ser o que acho e quando vejo que é, quase pulo de alegria.

Entro no carro rapidamente, pego o vidrinho, passo no nariz de peeta que se mexe e começa a acordar.

 Ele nos olha confuso

—o que aconteceu?-questiona e sorrio, o abraçando

—você é um idiota-digo deixando cair uma lagrima e prim vem abraça-lo comigo

—o que ta acontecendo?

—você desmaiou

—não acredito!-diz de olhos arregalados-onde estamos? vocês estão bem?-questiona e concordamos

—katniss conseguiu tomar controle da situação

—você ta toda machucada?-diz peeta me olhando e nego

—você também, melhor ficar parado um pouco, bateu a cabeça.

—o que aconteceu?-questiona

Prim conta tudo e peeta fica assustado.

—não acredito nisso! Como você conseguiu fugir?

—os levei pra uma casa, depois pulei da janela do segundo andar e..

—VOCÊ O QUE?! COMO PODE TER FEITO ISSO KATNISS?! VOCÊ PODIA MORRER! PORQUE NÃO DIRIGIU PRA LONGE!-diz bravo

—ELES IRIAM NOS SEGUIR, EU SEI DISSO E O CARRO JÁ ESTAVA TODO DESTRUIDO.

—VOCÊ PODIA TER MORRIDO

—DA PRA VOCES PARAREM DE GRITAR?!-questiona prim, começando a chorar -eu quase fiquei sem vocês dois e agora que estamos bem, vocês vão ficar brigando?!-questiona chorando mais e suspiro

—desculpe prim

—não estamos brigando, apenas discutindo  prim

—então parem com isso. katniss nos salvou e agora esta tudo bem

—desculpa por ter desmaiado

—não é sua culpa-digo negando – poderia ter acontecido com qualquer um, você é apenas uma vitima.

—mesmo assim, obrigada-diz e concordo.

—melhor você comer-digo entregando a lata pra ele

—e você também, principalmente depois de não dormir.

—eu dormi

—claro que dormiu-diz prim

— bufo-

  Comendo também

 Comemos em silencio e prim ficou abraçado com o irmão, o que foi muito fofo.

—agora vai sentar lá na frente que eu vou ajudar a katniss com os curativos

—tudo bem-diz saindo do colo dele e nego

—ta tudo bem, não tem muito

—você devia ver o seu estado-diz pegando o kit medico

 -suspiro-

 Arrumo-me no banco, peeta começa a limpar meu machucado e fico olhando pra ele

—que foi?-questiona engraçado e rio, negando

—nada

—certeza?-questiona e assinto

—estou feliz que esta bem

—estou bem porque você nos salvou, cuidou de mim e prim, se não, não estaríamos. obrigada

—tudo bem-digo suspirando

Quando ele passa o soro pra limpar arde bastante, seguro sua mão, ele entrelaça com a minha  e continua a fazer os curativos

—pronto, onde mais você se machucou?

—a perna dela ta quebrada

—prim!

—me deixa ver -diz peeta e nego envergonhada

—não

—por quê?

—eu vou ter que tirar minha calça, nem pensar

—eu a ajudo a se trocar peeta

—tudo bem-diz saindo  e vai pegar minha roupa

 Prim me ajuda a colocar um short, consigo ver o quanto minha perna esta horrível, eu estou realmente toda machucada. Peeta entra e fica de olhos arregalados

—e depois diz que não se machucou

—mais eu explodi uma casa cheia de zombies, me sinto um máximo-digo e eles riem

— você é 10 katniss

—sim uma heroína, toda machucada-diz peeta fazendo graça, acabo rindo e ele  vem olhar minha perna-nossa

—eu sei, ta horroroso

—demais-diz começando a limpar, prim segura minha mão e grito de dor 

 Peeta enfaixa, coloca a madeira de volta, uma blusa amarrada pra deixar minha perna reta e continua a limpar o resto dos meus machucados, que são muitos, ate acabar

—pronto.

—nossa, apenas isso-questiono e ele ri.

—vai ficar um tempo parada.

—é bom katniss, você vai ficar comigo.

—mais eu preciso ajudar, como você vai pegar suprimentos e essas coisas

—eu fazia isso antes sozinho que eu saiba

—katniss, é pouco tempo. Depois você pode explodir outra casa-diz prim e rimos

—tudo bem-digo concordando

—melhor seguirmos viajem-diz peeta, começando a dirigir

—não sei quanta gasolina tem

—acho que o bastante ate o próximo posto de abastecimento

—e se não der?

—estamos ferrados

—e quando não estamos?-questiono e eles riem

Peeta dirige ate o anoitecer e estaciona em um lugar escuro

 Arrumamos-nos e espero prim dormir.

—peeta-digo baixo e ele me olha.

—o que foi?

—dorme comigo

—melhor não, você esta toda machucada.

—você também

—não sei-diz negando

—por favor, não vou conseguir dormir-digo, ele assente, da a volta e entra

 Abro espaço pra ele deitar e deito em seu peito, ouvindo seu coração bater

—achei que perderia você hoje

— e você ficou triste por não ter dado certo?-questiona fazendo graça e o olho

—não, eu fiquei desesperada. Achei que não veria mais você, nem ouvir sua voz, nem ouvir seu coração bater nunca mais.

—eu to bem, você me salvou.

—você também me salvou, varias vezes. Eu só retribui.

—bom acho que é isso que fazemos

—o que?

—salvamos um ao outro-diz e concordo

— tem razão-digo rindo e ele também

 Paramos, nos olhando

—fiquei a noite inteira esperando você acordar.

—por quê?

—porque sim, eu quero você aqui comigo e não consigo mais dormir sem você-digo e ele sorri, fazendo meu coração acelerar

—eu acho que também não, por isso sempre espero você me chamar pra dormir com você.

—serio?-questiono, ele assente e sorrio.

— suspiro-

Acaricio seu rosto, sinto-o tremer e não aguento mais.

—você me acharia louca se eu dissesse que acho estar apaixonada por você?-questiono e ele fica parado

—você o que ?-diz como quem não acredita

—eu acho que estou apaixonada por você

—e porque acha isso ?

—eu não acho, na verdade eu tenho certeza-digo mordendo o lábio.

—porque ta me dizendo isso ?

—porque é verdade e eu não quero mais perder tempo, já quase morremos muitas vezes e não quero morrer sem que você saiba disso-digo, ele fica um pouco parada e depois sorri

—é bom saber disso ?

—porque ?-questiono e ele pega meu queixo

—acho que também estou apaixonado por você-diz fazendo meu coração explodir

—porque acha isso ?

—porque eu gosto de dormir com você, de te abraçar, de te proteger, de te ver, ver seu sorriso, ouvir sua voz; tudo que você faz, ate quando briga comigo. Por isso voltei pra te buscar quando foi embora

—e porque não me contou ?

—eu não podia. Olha onde estamos, não é um lugar pra se apaixonar nem nada disso, estava com medo

—eu também estava, achei que fosse me rejeitar, mais eu não me importo desde que você saiba

—eu também não-diz e ficamos nos encarando.

—o que fazemos agora ?-questiono temerosa sobre sua decisão.

—eu acho que fazemos o que os casais apaixonados fazem-diz colando seus lábios com os meus

  Finalmente



Notas finais do capítulo



—JT.



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "I Will Never Give Up On You" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.