I Will Never Give Up On You escrita por JTLYNCH


Capítulo 13
Beijo?


Notas iniciais do capítulo

OI GENTE, TUDO BEM?
CAPÍTULOS DE HOJE...........



Continuo indo em frente

—troca de lugar comigo katniss

—não, já estamos chegando-digo e ele pula no meu lado.

—me deixa dirigir, pode ser perigoso-diz e bufo, saindo do banco.

 Vou pra trás deixando ele assumir meu lugar

 Entramos na cidade, ela esta toda destruída e parece vazia

—será que tem muito deles aqui

—eu tenho certeza

—mais pode haver pessoas pra nos ajudar –diz prim animada

—não sei, não vamos confiar em ninguém

—o que faremos?

—vamos seguir a diante

—o que?! Finalmente encontramos algum lugar. Podemos ver onde tem uma base ou algo assim

—por isso mesmo, vamos ir adiante.

—peeta, porque não ficamos em uma casa?

—o que? Não! nem pensar. podemos ser atacados a qualquer momento

—não fomos atacados no acampamento no primeiro dia e era aberto

—mais dormimos no carro

—prim pode ter razão. Podíamos ficar um ou dois dias, estamos exaustos

—eu não sei-diz negando

—a vamos peeta, descansamos um pouco comemos e seguimos viajem.

—não vai fazer diferença apenas um dia, só precisamos deixar tudo bem trancado e escolher uma casa segura.

—se as casas fossem seguras as pessoas não fugiam

—mais a cidade parece vazia, os zombies que estavam aqui devem ter ido embora junto com as pessoas que moravam aqui

—mais não todos

—claro que não. Por favor, vamos. Sei que você também esta cansado, apenas uns dois dias

—vai peeta-diz prim e ele suspira

—certo, mais vamos escolher com cuidado-diz, sorrio com prim e batemos um hifi-v

Olhamos as casas na cidade

—olha aquela ali-diz prim apontando pra uma toda branca

—é muito grande, vamos pegar uma apenas pra dormir.

—aquela-digo, apontando pra uma casa media que tem uns dois andares.

—ta, vamos nessa-diz peeta, estacionando ao lado dela, ele se arma e eu também

Saímos do carro, devagar, atentos a qualquer sinal de movimento. Adentamos na casa, peeta abre a porta e damos de cara com a sala e cozinha junto.

 Andamos um pouco e peeta vai conferir a escada. Ouço um barulho, um deles aparece e antes que possa chegar perto de peeta, dou uma flechada em sua cabeça e ele cai no chão.

—vamos pra outra casa

—porque? já matamos esse, deve ser o único, porque se não os outros já teriam aparecido e em outra casa podem ter mais deles

—me deixa ver o segundo andar-diz e concordo, ele sobe a escada e eu dou uma olhada no andar de baixo.

 Parece que esta tudo bem, tirando o zombie que é um senhor de idade, devia morar sozinho.

—tudo limpo-diz peeta aparecendo e concordo

—vamos tira-lo antes de prim entrar-digo e ele concorda

 Procuramos nos armários vendo um pouco de comida e alguns sacos, colocamos nas mãos; ele pega os braços, eu as pernas e jogamos lá fora. Pego minha flecha de volta, limpo, voltamos pra dentro e lavamos as mãos.

—vou pegar prim-diz e assinto

 Ele sai, vou ajudar a pegar as roupas e voltamos pra casa.

 Prim pula no sofá animada e rimos.

—uau, ela é linda.

—sim, mais não se acostuma dois dias, lembra?

—ta bom chato-diz rolando os olhos-katniss, vamos ver os quartos-diz pegando minha mão e me puxando pro andar de cima

— rio- a seguindo

 Vemos umas quatro portas e prim vai na primeira, onde tem um quarto que devia ser do dono da casa. Entro, observando se tem alguma coisa como um telefone, mais não tem nada.

 Saio do quarto e tranco a porta

—não entre nesse quarto ta

—ta, eu quero outro

 Abrimos a porta dando de cara com outro quarto mais arrumado com uma cama de casal

 Seguimos ate outro vendo mais um quarto normal de adolescente e a seguir um quarto de menina

—olha katniss, tem alguns brinquedos-diz apontando pra uns cavalinhos que parecem ser bem caros.

—não sei se podemos mexer

—a vamos katniss, ninguém vai ligar-diz, dou de ombros e pego entregando pra ela que começa a brincar.

Dou uma geral no quarto, tem uma penteadeira com duas gavetas

Abro, encontrando bastante maquiagem, uma cômoda com roupas bem macias, limpas e caras

—que linda kat, porque você não coloca?

—é de alguém!

—mais é do seu tamanho-diz e suspiro

—acho que ela não vai mesmo ligar pra isso-digo e ela afirma

 Pego algo leve já que vamos dormir um short e uma blusa longa

 Vou ate o banheiro  e fico animada em ver um shampoo e condicionador. Tomo um banho caprichado  deixando meu cabelo de volta ao que era e penteio

 -suspiro-

 Coloco a roupa, menos a roupa intima porque vou lavar, mais a roupa é bem coberta então não aparece nada;

 Saio do banheiro

—uaau você ta linda

—obrigada prim-digo e olho pro lado não acreditando -um secador!

—acho que não vai funcionar, não tem luz

 Vou ate o interruptor e acendo a luz , ela liga, eu e prim ficamos surpresas mais já apago

—nada de chamar atenção

—é melhor-concorda

 Ligo o secador e seco meu cabelo

— suspiro-

—estava com saudade do meu cabelo assim

—eu também estou com saudade do meu, minha mãe sempre arrumava pra mim-diz com semblante triste

—porque eu não te dou um banho e arrumo seu cabelo

—faria isso?

—claro-digo, ela se anima e me abraça -vamos ver se tem algo que você possa usar e posso lavar suas roupas

 Procuramos e só achamos um vestidinho mais ficou perfeito em prim. Entramos no banheiro e a ajudo a tomar banho, lavar o cabelo, que fica bem melhor,  um loiro bem clarinho  e macio

Quando saímos a ajudo a se trocar e seco seu cabelo

—tudo bem aqui?-questiona peeta entrando e fica surpreso

—katniss me deu banho

—você ta muito linda

—obrigada -diz animada e peeta ri

—eu vou tomar um banho também, já fiz o jantar

—você fez?-questiono surpresa e ele concorda-o que?

—macarrão, era o que tinha

—que ótimo, estou morrendo de saudade-diz prim animada e rimos

—já volto-diz peeta saindo e concordamos

—você viu o jeito que ele olhou pra você?-questiona prim animada e rio

—não prim

—katniss, você sabe que sim

—pega o pente pra mim-digo e ela vai pegar

 Fico penteando seu cabelo, faço duas tranças e ela se olha no espelho

—ficou ótimo katniss

—que bom que gostou-digo pegando as roupas –vamos descer, preciso lavar isso

 Descemos  pra porta no fundo, coloco as roupas na agua e começo a esfregar. Podia ligar a maquina mais chamaria atenção e acho melhor não.

—o que esta fazendo?-questiona peeta atrás de mim

 Seu hálito bate em meu pescoço me fazendo tremer

 Viro o vendo  diferente, seu cabelo esta parecendo mais macio e penteado, ele esta bem branco, mais lindo como sempre; vestindo uma roupa bem leve, deixando seu corpo musculoso bem evidente

—só estou... lavando a roupa-digo baixo

—eu posso lavar a da prim

—não, tudo bem. Se quiser, pode me dar as suas

—não, tudo bem

—é serio, pega la é melhor, aqui tem secadora e poderemos usar quando irmos-digo e ele concorda, saindo

 -suspiro-

 Ele volta com as roupas e me ajuda a lavar, meu coração fica acelerado já que ele esta bem perto

—achei legal o que fez pro prim

— ela ficou dizendo sobre a mãe dela fazer isso e resolvi fazer pra ela ficar feliz

—ela ficou bem feliz-diz e concordo -obrigada por isso

—tudo bem, prim é uma boa garota e bem fofa. Eu gosto muito dela

—e ela de você

—sim, mais acho que ela sente muita a falta dos seus pais porque ela quer que fiquemos juntos

—eu sei-diz rindo-prim é uma sonhadora

—porque? ficar comigo é tão ruim assim-questiono e ele ri negando

—não, não é não

—então qual é o problema?-pergunto curiosa

—nenhum, porque haveria problema?  somos amigo

—sim amigos-digo um pouco incomodada

—gente vamos, estou com fome-diz prim

 Concordamos em terminar depois e vamos comer, sentamos na mesa e peeta nos serve com um prato bem cheio de macarrão

—parece delicioso peeta

—ta muito bom-diz prim já comendo, sujando sua cara toda, rimos

 Começo a comer

— suspiro-

Ta bom demais!

—então o que estavam conversando?

—nada

—vocês estavam falando baixinho

—você estava ouvindo?-questiona peeta e ela faz cara de inocente-prim!

—talvez um pouco

—prim não po..

—já sei não pode ficar ouvindo a conversa, mais quero saber quando vocês vão se beijar-diz e rimos.

—e porque iriamos nos beijar?

—porque sim, vocês precisam.

—por quê?

—porque vocês ficam muito fofos juntos-diz e rimos

—pare de inventar prim

—eu não estou

—bom é melhor você aproveitar tudo isso de brincar e dormir em uma cama porque amanha....

—nos vamos embora-diz fazendo careta e rimos

Prim não para de falar um segundo, eu e peeta só concordamos todo tempo, ate ela terminar e vai dormir

 Eu e peeta vamos lavar a louça

—não entendo porque prim insiste nisso

—é mesmo, afinal, você nunca gostaria de mim

—porque não?

—porque você é desse jeito todo rebelde e essas coisas-digo e ele ri

—você também

—eu não

—você sim, eu podia ter te expulsado quando você gritou comigo, mais você queria impor sua opinião sobre mim e no shopping, quando eu pedi pra você me soltar, você não soltou

—eu não iria deixar você cair

—porque não?-questiona me encarando

—você me ajudou e também, se eu vou ser medica é pra salvar pessoas ne

—somente isso?-questiona chegando um pouco perto demais, fazendo meu coração disparar

—sim, sim claro-digo rindo-porque mais?

—não sei, você pode estar gostando de mim

—impossível-digo negando

—sou tão ruim assim?

—não é isso, é que....-digo e paro-nada

—o que foi?

—nada, nada-digo terminando de lavar a louça

 Vou pra lavanderia e continuo a lavar as roupas

—eu entendi, você é do tipo que gosta de ficar sozinha-diz do meu lado e nego

—não. Porque eu seria?-questiono lavando a roupa bem rápido.

—não sei. esta escondendo alguma coisa?

—porque eu iria estar?-digo, colocando as roupas na secadora.

—o jeito que você falou... parecia estar guardando algum segredo

—mentira, eu não estou-digo  pegando mais roupas e colocando, ele segura uma me fazendo encara-lo

—serio?

—serio-digo afirmando

 Ele rapidamente  circula minha cintura, me cola contra seu corpo, fazendo nos dois tomarmos um choque grande e meu coração disparar

—e se eu te beijar agora, o que acontece?-questiona e fico surpresa sem saber o que dizer

 Ele se aproxima, fecho os olhos pronta pra sentir, finalmente, seus lábios nos meus. Parece demorar séculos e quando o sinto estar a centímetros do meu rosto....  ele para

—me peça pra te beijar-diz no meu ouvido e minha respiração acelera

 E agora?

O que faço?

Eu quero muito isso, mais não posso fazer isso com gale o que...

Sinto ele se separar de mim, me fazendo ficar decepcionada. Então ele apenas coloca a ultima roupa na secadora e sai

 Fico parada sem saber o que fazer e me apoio na maquina

E agora?



Notas finais do capítulo



—JT.



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "I Will Never Give Up On You" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.