Terra Incognita Online escrita por Haruyuki


Capítulo 6
Nível 5




Todo mundo exceto Lília Baranoskaya e, misteriosamente, Celestino Cialdini, ficaram surpresos ao escutar a confissão de Jean-Jacques Leroy..

“Ai meu deus!” Phichit Chulanont exclama, de olhos arregalados. “Oh, Yuuri… Eu o acusei de estar hackeando o jogo horas antes de ele ter desaparecido…”

Ah, então foi por isso que ele tinha chegado daquele jeito…

“Você realmente acha que alguém como você, que aparentemente deixou rastros em seu próprio computador sobre a bagunça que estava acontecendo em Terra Incógnita Online, seria realmente capaz de hackear o jogo diversas vezes?” Ela pergunta, erguendo o rosto dele com um dedo em seu queixo. “Quem você acha que eu sou? Uma idiota qualquer? Você pode até ter usado o personagem de Katsuki, mas certamente não foi todas as vezes. Aliás, eu acredito que alguém como você foi instruído a deixar certas coisas em seu computador.”

“Como um bode expiatório.” Victor deduz, a olhando com surpresa.

“Pare de falar como se tivesse provas, mulher!” Celestino Cialdini exclama, socando forte na mesa.

“E se eu tiver sim?” Lília pergunta, olhando para ele seriamente.

“Nós mostre então!” Celestino exclama, surpreendendo Victor.

Por que ele está tão agitado assim?

“Celestino Cialdini, graduado em Sistemas de Informação e licenciado em diversos cursos sobre linguagem de programação. Trabalhou na filial americana da empresa Google, tendo sido demitido quatro anos depois por ter sido pego hackeando o sistema deles e transferindo dinheiro para uma conta em seu nome. Hmm, ao meu ver, você tem sim capacidade de fazer tudo o que tem acontecido por aqui. Não concorda, Ágape?”

Sim, madame Baranoskaya.” A voz de Yuuri assusta todo mundo.

E… o que ela quis dizer como Ágape? Será que ela está se referindo ao personagem GM Ágape?

A tela de uma grande televisão de LCD pendurada na parede da sala se liga de repente, e a primeira coisa que eles percebem é um personagem angelical dentro de Terra Incógnita Online. Um personagem idêntico à Yuuri Katsuki, cujo nome é [GM]Ágape.

“Katsuki? Você está bem?” Yakov Feltsman pergunta, assustado.

“Yuuri!! Me desculpa por ter duvidado de você, por favor!” Phichit chora, se aproximando da TV.

Eu estou bem agora. Estou em um lugar com uma conexão segura, longe das correntes de sua empresa. Foi muito difícil ter sido praticamente um escravo nos quatro meses que trabalhei na equipe de Cialdini, fazendo coisas que não eram para eu fazer, era o tempo todo vigiado mesmo que meus colegas soubessem e…

[GM]Ágape mexe as mãos, um movimento completamente familiar para Victor e se afasta para o lado direito da tela, fazendo surgir no lado esquerdo diversos documentos do banco usado pela empresa para pagar os funcionários.

Como a empresa passa a maior parte do lucro para seus funcionários, nada melhor que roubar deles mesmo. Infelizmente para o nosso verdadeiro culpado, ele só teve acesso à quatro outros funcionários: Jean-Jacques Leroy, Phichit Chulanont, Seung-Gil Lee e Yuuri Katsuki. Nosso salário, era para ser de $1.800 mensais, mas…

“DAFUQ!” Phichit o interrompe com um grito.

“Mas… nós só recebemos $800 mensais…” Seung-Gil comenta, cruzando os braços.

“Isso não pode.estar certo! O banco transfere automaticamente o dinheiro para a conta de vocês todo o mês.” Yakov exclama, assustado.

“Correto.” Lília diz, se aproximando da TV. “O que significa que o sistema do banco também foi hackeado para que as transferências do banco para as contas sejam diferentes do que mostra no nosso sistema.”

Sendo que nós quatro não podemos acessar nossas contas pelos PCs da empresa.” [GM] Ágape diz, fazendo as imagens desaparecer. “Onde estou agora, possuo uma conexão de internet segura o suficiente para acessar minha conta do banco e, hackeando só um pouquinho, encontrei isso.

Outras imagens, parecidas com as anteriores, surgem, exceto que estão no nome de Chulanont, Leroy, Lee e… Cialdini.

“Poderia nos explicar porque seus salários tem $4 mil à mais do que o normal para um chefe de equipe, Cialdini? E não me venha com besteira de dizer que veio de outro lugar porque está dito claramente nesses documentos que veio desta empresa.” Lília o acusa friamente.

“Além disso, graças a não estar mais usando o sistema que ele vem danificando o tempo inteiros, pude hackear os servidores do jogo Terra Incógnita Online e não só recuperar meu Eros…” E um outro personagem igual a Yuuri, usando roupas negras e asas demoníacas nas costas surge, com o nome [GM]Eros. “Como também pude acessar os registros de login da conta dele e posso afirmar que quem a acessou logo após a transição do beta para o oficial é um computador pertencente à Celestino Cialdini.

Celestino começa a dar altas gargalhadas, assustando quase todos ali presentes.

“Não fique falando asneiras, Katsuki! Nós dois sabemos que é possível manipular um computador para receber e transmitir dados!” Celestino exclama, ficando com o rosto vermelho.

Exato. Nós dois sabemos que isso é possível, afinal foi isso que você fez com o computador de Phichit dias atrás.” [GM]Ágape diz, inclinando o rosto.

Aliás, seu celular tem coisas bem interessantes. Imagina o que sua esposa acharia se certas conversas com uma tal de Amélia fossem parar em seu Facebook?”[GM]Eros comenta, dando risadas.

Ai meu deus, isso é chocante!” Ágape exclama, levando a mão direita para a boca.

“C-como?” Celestino pergunta, apavorado.

Oh, bem… quando descobri a antena no computador de Phichit, eu a retirei e a conectei em um laptop que eu montei sozinho e que foi capaz de corromper as configurações dela para te enviar dados falsos e receber dados de seu telefone celular.” Ágape responde, abrindo um largo sorriso no rosto.

Não se esqueça que ao recuperar esta conta, passei a ter acesso à todas as vezes que você mexeu nas configurações para corromper o sistema do jogo.” Eros responde, sorrindo também.

“Por que mexer no jogo também? Por que fazer com que usuários se prejudicassem?” Yakov pergunta, olhando para Celestino seriamente.

Inveja.” Ágape diz, ficando sério. “Pois o jogo que ele diz ter criado foi recusado por Nikiforov para ser desenvolvido.”

“Que jogo?” Yakov pergunta, surpreso.

Perfect World Online.” Eros responde, franzindo a testa. “Uma cópia descarada e incompleta de outro jogo Online de mesmo nome.”

“Cala a boca, Katsuki! Cala a boca, cala a boca, cala a boca, cala a porra da boca!” Celestino grita, assustando todo mundo. “Ninguém nasce um gênio que nem você!”

Mas eu não nasci um gênio. Tudo o que sei, foi porque eu passei horas e horas estudando para chegar onde estou hoje. Um homem solitário, com crises de pânico e traumas por causa de bullying.” Ágape diz, sendo abraçado por Eros.

“Já é o suficiente.” Lília diz, olhando da TV para seu ex-marido. “Yakov?”

“Celestino Cialdini e Jean-Jacques Leroy. Vocês dois estão oficialmente demitidos de minha empresa.” Ele diz, olhando para a TV. “Katsuki. Você tem minha permissão para hackear a conta de Cialdini no banco e transferir todo o dinheiro para você, Chulanont e Lee.”

“O QUÊ???!!!” Celestino grita, apavorado.

Sim, senhor!” Eros e Ágape dizem juntos, passando a fazer isso.

“Agora caiam fora daqui antes que eu chame a polícia e os acuse de invadir minha empresa.” Yakov diz para os dois, com muita raiva.

“Não se preocupe, Yakov. Eu e meus homens vamos cuidar disso para você.” E com um estalo de dedos de Lília, dois homens fortes de terno preto entram na sala. “Bóris, Stephan, vamos acompanhar esses dois lixos de pessoas para a saída.”

“Sim, madame Baranoskaya.” Os dois dizem, agarrando Celestino e Leroy e saindo da sala, sendo acompanhados por Lília logo atrás.

Eles ficam em silêncio por um tempo, não sabendo como reagir ao que acabaram de ver. Christophe é o primeiro a limpar a garganta e falar algo.

“Então, Cherie. Poderia nos explicar sobre o que seus personagens estão usando?”

Eu sou Ágape, da classe divina Mago Celestial.” Ágape diz, fazendo pose.

Eu sou Eros, da classe divina Mago Infernal.” Eros também faz pose dá uma piscadela para eles.

Um evento especial de fim de ano será aberto em Terra Incógnita Online esta noite.” Ágape diz, sorrindo. “Os vencedores, não importando os níveis, terão seus personagens automaticamente elevados uma das duas classes divinas, da escolha deles.

Encontrem a cidade que foi perdida, façam todas as quests dela e cheguem até o fim, onde devem derrotar os verdadeiros Last Boss do jogo.” Eros também sorri para eles. “Como recompensa especial, os vencedores têm o direito a pedir um desejo que apenas Katsuki pode realizar, usando ou não de hacking. Até lá, o homem conhecido como Yuuri Katsuki estará vivendo completamente submerso no jogo, realizando seu próprio desejo de fugir dessa realidade maldita.

Se tentarem forçar uma desconexão, a mente dele ficará presa em nós e o corpo dele irá morrer.” Ágape diz, sério e ergue a mão para Eros.

“Finalmente vamos viver em paz.” Eros a pega, e misteriosamente, a tela da TV se apaga.

“Espera! Onde que você está, Katsuki?!” Yakov exclama, assustado com o que escutou.

“Ele está na minha casa.” Victor responde, franzindo a testa e passando a explicar para ele o plano de Yuuri para descobrir o verdadeiro culpado.





Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Terra Incognita Online" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.