Terra Incognita Online escrita por Haruyuki


Capítulo 5
Nível 4




Tutorial de como desaparecer de um local sem deixar nenhuma pista - por Yuuri Katsuki.

Passo 1: Garantir esconderijo.

Passo 2: Colocar falso vírus em seu computador para que seja enviado para conserto pela equipe técnica da empresa.

Passo 3: Fazer a equipe técnica levar para o esconderijo outros itens pessoais também, como roupas, laptops, cabos, pendrives, CDs, etc.

Passo 4: Programar sistema de segurança para causar queda de energia por uma hora e manipular horário para fazer com que a queda de energia pareça ter acontecido em apenas 1 minuto.

Passo 5: Estar visivelmente em uma câmera no momento da queda de energia e escapar tranquilamente, pois com a manipulação de horário faria com que ele desaparecesse de repente.

Passo 6: Resetar sistema da empresa do lado de fora usando um celular.

Passo 7: Entrar na van dos funcionários da equipe de suporte e seguir para o esconderijo.

Passo 8: Apagar qualquer traço deixado pela equipe de suporte nesse período.

~x~

O plano de Yuuri começa sábado à tarde, dia 28 de Dezembro, onde os funcionários deixam a empresa às 3 da tarde. Às 1, ele informa à equipe do suporte técnico que seu computador está apresentando problemas e abre um requerimento para que a CPU seja consertada o mais rápido possível. Minako Okukawa, Minami Kenjiro, Yuuri Omiki e Hikaru Fujiwara retiram a máquina da tomada e a levam para fora a máquina e ao mesmo tempo os laptops, pendrives, CDs, cabos e os óculos de realidade virtual dele. Tudo foram parar na van de Minako, que segue para o apartamento de Victor, que decide pegar carona com ela e os rapazes.

“Então… você é o cara que pediu desculpas para Yuuri após o fazer ter um ataque de pânico.” Minako comenta, quando a van para em um sinal vermelho.

“Sim?” Victor diz, a olhando com surpresa.

“Yuuri é meu afilhado. Eu o conheço desde que ele nasceu.” Minako diz, franzindo a testa. “Nós somos de Hasetsu.”

“Hasetsu? Essa não é a cidade inicial da fase beta de Terra Incógnita Online?” Victor pergunta, surpreso com o que escuta.

“De fato. Mas não acho que deveria dizer mais nada, afinal é a vida dele de quem estamos falando.” Minako diz, voltando a movimentar o carro. “Yuuri decidiu confiar em você e isso, Nikiforov, é algo muito importante. Por isso, trate de cuidar muitos bem dele, ou você vai se ver conosco.”

“Okay?” Ele solta um suspiro, decidido a conhecer melhor Yuuri Katsuki agora que ele vai morar em sua casa por um tempo.

Não que eu me importe que seja para sempre.

Victor se surpreende com o pensamento, percebendo que ele não se importa. Pelo menos ele não estaria mais sozinho…

~x~

Yuuri estuda diversos documentos, mais para passar o tempo até chegar a hora de partir. Ele pega seu celular e o guarda no bolso de sua calça jeans velha. Ele decide andar pelo prédio da companhia para checar quem ainda está por ali. E não demora muito para alguém aparecer.

“Yuuri!” Phichit exclama, se aproximando dele.”Por que não vamos para casa juntos?”

“Eu ainda tenho algumas coisas para fazer antes de ir embora, mas posso andar com você até os elevadores?” Yuuri diz, sorrindo timidamente.

“Oh, ok. Na verdade eu queria falar.com você um assunto importante.” Os dois rapazes começam a andar juntos, lentamente.

“Algum problema?” Yuuri pergunta, o olhando com preocupação.

“Você sabia que o GM Eros está distribuindo vírus gratuitamente para quem quiser hackear outros jogadores?” Phichit pergunta, o olhando friamente.

“Eu sei que há jogadores que estão hackeando outros, afinal estou sempre online no fórum do jogo, mas eu não sabia do envolvimento de Eros com isso.” Yuuri diz, inclinando o rosto para ele.

“Mesmo que você seja Eros?” Phichit pergunta, friamente. “Porque eu sei que você jogou a versão beta de Terra Incógnita Online com esse nome.”

“Você está pondo a culpa em mim?” Yuuri para de andar, o olhando tristemente.

“O que eu posso fazer?! Você é inteligente, tem uma conta GM e entende de coisas que jamais pensei em ver na vida.” Phichit diz, dando de ombros. “Não é como se você me desse motivos para acreditar o contrário. Até JJ pensa assim.”

“JJ?”

“Jean-Jacques Leroy! Mas que diabos, Yuuri? Você nem sabe o nome de seus colegas de trabalho?!” Phichit exclama, bufando de raiva.

“Entendo. Eu achava que podia considerar você como meu amigo, mas pelo visto, estava muito enganado.”Yuuri abre um sorriso triste e dá risada. “Talvez 'eles’ tivessem razão. Eu sou um maluco que deve ficar na solidão para sempre.”

“Yuuri?” Phichit pergunta, o olhando chocado.

“Está tudo bem, Chulanont.” Yuuri diz, vendo que o outro rapaz congela ao ouvir dele seu sobrenome. “Eu preciso ir, então se me der licença.”

“Yuuri, espera…!”

Mas já é tarde demais. Yuuri se afasta dele rapidamente, indo até o banheiro e se trancando. Ele está tendo um ataque de pânico. De novo. E não há ninguém ali para ajudar ele.

Por que eu ainda me importo com o que pensam de mim? É por causa de coisas desse tipo que eu me decidi. Está na hora de me libertar dessas correntes colocadas por mim pela sociedade moderna.

E quanto a Minako-sensei? E Victor Nikiforov?

Minako-sensei é Minako-sensei. Mas eu não sei o que sinto sobre … Nikiforov. Ele é diferente. Ele… ele pediu desculpas para mim semana passada. Então eu decidi confiar um pouco nele, afinal eu preciso de ajuda para proteger aquilo que me é mais precioso.

Com o celular em mãos, ele ativa o vírus. Em 10 minutos, todo o prédio da empresa Feltsman ficará no escuro.

~x~

Quando Victor vê Yuuri em sua porta, de olhos vermelhos, pálido e se tremendo, ele imediatamente se pergunta se ele teve um ataque de pânico antes de sair da empresa. Makkachin, que adora derrubar raras visitas, avança para cima de Yuuri, que vai no chão com a poodle lhe enchendo de lambidas no rosto.

“Makka!” Victor exclama, a pegando no colar e a afastando dele, que dá risadas e faz.carinho nela.

“Que fofa!” Yuuri exclama, corando um pouco ao olhar para o dono dela.

“Entre, por favor.” Victor pede, dando espaço para ele observar seu apartamento por dentro. “Você está bem?”

“Eu preciso me conectar com o jogo.” Yuuri sussurra, com seus lábios trêmulos. “Minhas coisas?”

“Bem aqui.” Victor diz, o levando até seu quarto de hospedes, onde um supercomputador já está montado e ligado.

Ele se aproxima e coloca sua mochila no chão, começando a conectar cabos entre o computador, seus laptops, o capacete de realidade virtual, seu celular e as tomadas. Ele então coloca pendrives, se senta na cadeira e mexe nos dois laptops praticamente ao meu mesmo tempo, para a surpresa de Victor. Quando ele para de digitar, ele pega o capacete e respira fundo.

“Me desculpe por incomodar você na sua casa.” Ele diz, se virando para ele e se curvando.

“Por que eu? Por que não Minako Okukawa?” Victor pergunta, cruzando os braços e se encostando na porta.

“Porque você não entende sobre esse lado da informática. E era um noob quando começou a jogar a versão beta de Terra Incógnita Online.” Yuuri responde, abrindo um sorriso tímido.

“Como sabe disso?” Victor pergunta, surpreso.

“Você colocou seu sobrenome como nome de personagem. Por isso criei Vicchan só para você.” Yuuri diz, o olhando. “Vicchan, o mini poodle marron.”

“Quê? Vicchan só existia no meu personagem? Por quê?”

“A versão beta de Terra Incógnita Online foi sua primeira experiência com jogos de RPG. Fora que como você foi apontado para ser GM por causa de sua posição, isso acabou te obrigando a estar no jogo e entender como tudo funciona.” Yuuri explica, o olhando seriamente. “Ele foi baseado em um poodle que tive anos atrás.”

“Teve?” Victor pergunta, mas Yuuri apenas balança a cabeça pra ele. “Isso tem a ver com.o fato de você e Minako Okukawa serem de uma cidade chamada Hasetsu?”

“Estou vendo que ela contou para você.” Yuuri comenta, inclinando o rosto.

“Apenas isso e que te conhece desde quando nasceu.” Victor diz, o vendo dar risadas.

“É verdade. Esse é o motivo principal por eu não ter ido com ela. Afinal as informações dela estão ligadas às minhas.” Yuuri respira fundo. “Eu estou cansado, então gostaria de poder dormir um pouco.

Victor franze a testa para ele, que segura o capacete de realidade virtual de Terra Incógnita Online no colo, ligado. Ele percebe que Yuuri se levanta e vai até a cama, se sentando ao lado e colocando o capacete no rosto.

“Terra Incógnita Online é o meu jogo. Um mundo perfeito para alguém como eu que não merece viver no mundo real. Um mundo onde meu subconsciente é transportado para dentro do jogo. Por isso tenho um nível muito alto. Pois enquanto você trabalha, dorme e vive, sou estou dentro do jogo. Desse jeito.” Yuuri se deita e fecha os olhos.

Naquele exato momento, na enorme tela do supercomputador, o jogo Terra Incógnita Online é ativado e carregado. Victor se aproxima silenciosamente de Yuuri, que para a sua surpresa, está roncando levemente. Como? Como isso pode acontecer? De volta para a tela, ele observa o personagem de Yuuri virar o rosto e acenar para ele, como se realmente pudesse ver além do monitor.

“Ai meu deus, isso já é demais.” Ele diz, decidindo sair e preparar o jantar, fechando a porta do quarto ao sair.

Gerenciamento de Comando de Sistema. Ativar usuário de nome [GM]Ágape, classe Celestial.” O personagem diz, sendo envolto por uma luz e mudar de nome, roupa e aparência.

Ele está de longos e bagunçados cabelos negros, rosto e corpo igual ao verdadeiro Yuuri. Suas roupas são brancas, com pedras brilhantes espalhadas pelo tronco e nas costas, há um grande par de asas angelicais brancas.

Iniciar processo de invasão do sistema da empresa Feltsman. Palavras-chave: Eros, Hackear, Vírus, Danificar, Prejudicar, Feltsman, Terra Incógnita.

~x~

Mais tarde, no meio da madrugada, Yuuri acorda e vê na mesa ao lado da cama um prato com sanduíches e um copo de suco. Ele fica surpreso, não esperando por isso da parte de Victor, e decide comer, pois estava com muita fome. Com um sorriso no rosto, ele apenas diz uma coisa antes de comer.

“Itadakimasu.”

~x~

Caos. Victor nunca imaginou ao chegar na empresa para trabalhar que tudo estaria um completo caos por causa do 'desaparecimento’ de Yuuri.

“O que está havendo?” Ele pergunta para Yuri Plisetsky, com um sorriso no rosto.

“Katsuki desapareceu sábado de noite.” O jovem russo responde, mal-humorado.

“Essa não!” Victor exclama, fazendo drama.

“Idiota” Rolando os olhos, Yuri se retira da sala.

Decidindo ver como andam as coisas no fórum, Victor se senta em sua mesa e liga seu computador. Logo, ele acessa o fórum e sorri ao verificar que Haruyuki e outros jogadores lesionados informaram que foram ressarcidos pelo [GM]Nikiforov.

“Victor!” Mila Babicheva exclama, da porta da sala dele. “Yakov está nos chamando para uma reunião de emergência sobre Katsuki.

“Estou indo.” Ele diz desligando o monitor e se levantando para sair de seu escritório.

“Muito bem. Agora que todos estão presentes, posso dar início a essa reunião.” Presidente Feltsman diz, andando de um lado para o outro na frente deles, que estão sentados na grande mesa de reuniões. “Como todos já devem estar cientes, Yuuri Katsuki desapareceu misteriosamente esse sábado no exato momento que alguém invadiu nosso sistema principal é causou uma interrupção no fluxo de eletricidade do prédio. Câmeras de segurança mostraram Katsuki saindo do banheiro e andando pelos corredores antes de tudo escurecer por minutos. Após isso, nenhuma outra câmera passou a captar Katsuki no interior deste prédio, embora eu acredite que quem invadiu o sistema principal também deve ter invadido o sistema de segurança.”

“Você quer dizer que alguém manipulou as câmeras de segurança para não mostrar Katsuki sendo levado?” Christophe Giacometti pergunta, franzindo a testa.

“Eu estou ciente de que Katsuki é inteligente o suficiente para realizar esse tipo coisa, mas tendo em vista que ele desapareceu, eu presumo que pelo menos mais uma pessoa aqui nesta empresa é capaz de fazer isso.” Yakov solta um longo suspiro.

“Eros.” Phichit diz, fazendo todos o olhar.

“Você quer dizer o personagem GM de Terra Incógnita Online?” Mila pergunta, o vendo afirmar com a cabeça.

“Eros foi criado por Yuuri para ser sua conta GM em Terra Incógnita Online, pois foi Yuuri quem desenvolveu todo o sistema principal do jogo sozinho. Só que após o lançamento do jogo, Eros passou a manipular os outros para hackear outras contas…”

“Espera um pouco! Se Katsuki é capaz de hackear o sistema da empresa, então ele poderia ter sido capaz de programar o sistema para interromper o fluxo de eletricidade naquele determinado horário!” Celestino Cialdini diz, e Victor franze a testa para ele.

“Você está acusando Katsuki de hackear nossos sistemas e planejar seu próprio desaparecimento?” Ele pergunta, cruzando os braços e recebendo um olhar de raiva dele.

“Já chega!” Yakov Feltsman exclama, e todos olham para ele. “Eu pedi ajuda a alguém que é uma detetive para investigar o desaparecimento de Katsuki. Entre por favor.”

Se Victor estivesse bebendo qualquer líquido nesse exato momento, ele certamente cuspiria tudo para fora ao ver que a tal detetive é ninguém menos que a ex-esposa de Yakov, que elegantemente entra na sala e se coloca ao lado dele.

“Saudações. Meu nome é Lília Baranoskaya e como Yakov disse, estou aqui para desvendar o mistério do desaparecimento do funcionário colega de vocês e também sobre o que está acontecendo em Terra Incógnita Online.” Ela diz, olhando friamente para os funcionários e Victor percebe seu lábio tremer quando ele acena para ela. “Minha especialidade é crimes cibernéticos e neste exato momento, todos os computadores desta empresa estão sendo verificados em busca de pistas que revelem a identidade do ou dos culpados…”

Ela se interrompe quando Jean-Jacques Leroy, apavorado, se levanta e tenta sair da sala, mas é agarrado pela camisa por Víctor.

“Qual é o problema, Leroy?” Victor pergunta, surpreso. “Por que tanta pressa?”

“Não! Não é minha culpa!” Leroy exclama, tentando escapar de Victor em pânico.

“O que não é sua culpa?” Lília Baranoskaya pergunta, se aproximando deles.

“Leroy…” Celestino começa a falar, mas é interrompido.

“Eu… Eu não queria prejudicar ninguém. Eu achava que estava distribuindo cheats para ganhar Cash de graça e níveis facilmente. Mas quando percebi o que realmente estava acontecendo pelo fórum, eu parei de fazer isso.” Leroy diz, olhando para ela em desespero.

“Você é o atual Eros?” Victor pergunta, e ele o olha.

“Sim.” Leroy sussurra, olhando agora para Celestino. “Eu sou o atual Eros.”





Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Terra Incognita Online" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.