The Fear You Won't Fall escrita por Becaamm


Capítulo 6
VI




Cassiopeia acordou praticamente ao amanhecer, escrevendo uma carta à mãe para contar o que havia acontecido e como um rapaz – a quem ela teve cuidado de não nomear – havia lhe ajudado e protegido de Aleksandar. Ela sabia que Lúcio também leria a carta e tomaria providências, e não queria causar problemas a Jorge de nenhuma forma enquanto pedia à mãe para enviar algo que ela pudesse dar ao rapaz. Alguns bolos e doces, anda elaborado ou todos saberiam que os presentes haviam vindo dela.

Quando ela visitou a sala de Professor Snape, ele a garantiu que Aleksandar havia sido mandado de volta a Durmstrang durante a madrugada e sofreria as devidas consequências assim que chegasse lá, e quando era hora do café da manhã, ela e Draco já haviam recebido as cartas vindas de casa – a dele muito mais longa que a dela – e os presentes que ela enviaria para Jorge.

Assim que Cassiopeia terminou de comer, sentido praticamente todos os alunos de Durmstrang lhe encarando, ela saiu e correu para reenviar o pacote de sua mãe e escrever uma carta para Jorge Weasley, correndo de volta para o Grande Salão para ver sua reação.

— O quê tem com ele? – Rony deu uma cotovelada em Fred, apontando para Jorge com um olhar confuso.

O rapaz estava verdadeiramente no mundo da lua desde a noite anterior. Ele havia mencionado algo sobre ter ajudado uma menina depois do baile, mas não havia mencionado seu nome ou se ela era de Hogwarts ou vinda de alguma das escolas que havia vindo para o torneio, e muito menos o quê ele havia feito para ajudar ela.

Todos na mesa ficaram em silêncio quando uma coruja enorme entrou e deixou um pacote tão grande quanto ela na frente de Jorge, errando sua mão por apenas alguns centímetros, e Cassiopeia estava longe o bastante para assistir suas reações sem chamar nenhuma atenção, e pôde ver como todos os Weasleys estavam surpresos.

Os olhos de Jorge se arregalaram quando ele viu o conteúdo. Um “Estojo de Manutenção para Vassouras”, um novo par de luvas que pareciam mais cara que tudo o quê Jorge podia vestir de uma vez só e muita comida: Várias caixas de “Feijõezinhos de Todos os Sabores”, pudins, muitos Sapos de Chocolate, tortinhas de abóbora o bastante para ele e todos os seus irmãos e amigos comerem durante o dia e outras coisas que ele nunca havia visto juntas. Era como uma loja de doces só pra ele!

— A coruja trouxe isso errado, não dá pra ser pra você. – Rony exclamou.

Sem responder o irmão, Jorge puxou um bilhete que havia vindo com tudo aquilo. Não era possível que fosse algo vindo de casa, só podia ser um erro de entrega.

Exceto que não era.

Obrigada por me salvar, Jorge Weasley. - C.”

Ele nem percebeu que havia aberto o sorriso mais idiota do mundo em seu rosto quando percebeu de onde os presentes haviam vindo. Honestamente, ele não podia parar de pensar em Cassiopeia desde que a havia deixado nas masmorras e nem mesmo havia dormido pensando nela naquela noite.

— E aí? – Rony insistiu. – Pra quem é?

O mais velho se virou para o irmão, acordando de sua distração.

— Pra mim, é claro. – Ele chacoalhou o bilhete, guardando-o no bolso antes que alguém pudesse pegá-lo. – É… Uh… É da…

— Da donzela em perigo que ele salvou. – Fred explicou. – Jorge brincou de herói ontem, lembram? É um agradecimento.

Jorge sentiu seu rosto corando até as orelhas e Gina riu, todos parecendo surpresos.

— Qual é o nome dela? – ela questionou. – Ela é de Hogwarts? Nós a conhecemos?

Jorge negou com a cabeça, guardando tudo de volta.

— Eu não vou falar dela. – ele afirmou. – Não é nada, tá legal? Eu só a ajudei e ela está agradecendo. Nada demais.

Os outros trocaram olhares, mas não disseram nada. Fred era o único que sabia qualquer coisa sobre Cassiopeia Malfoy e seu impacto em sua vida.

Silenciosamente, Jorge se lembrou de pedir a Molly para fazer algo para Cassiopeia antes do recesso acabar e a escola voltar à rotina normal. Mas não um sweater. Ela nunca usaria um sweater.

Talvez um cachecol verde ou cinza, ela usaria um cachecol, certo? Ele só precisaria pedir a Molly para ser discreta.





Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "The Fear You Won't Fall" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.