Uma Aquarela Manchada escrita por Louisa Rainbow


Capítulo 3
Meias Rosadas


Notas iniciais do capítulo

Bom dia, meu povo!
A palavra de hoje é "timbó" que usei num sentido de estado de fraqueza.
Boa leitura!



A menina de óculos colocou as mãos em seus ombros e empurrou para que ele sentasse de volta.

— Ai! - Tentou levantar, mas fora em vão.

A mais gordinha puxou a xuxinha do lado esquerdo e o mais alto, do direito. Luan se esforçou. Porém, quando protegia a si de um, os outros fortaleciam. Não conseguiu.

O apito soou e os três correram para a sala. Luan permaneceu ali num estado timbó, confuso e sem as “marias-chiquinhas”. Num instante, a professora chamou sua atenção e ele obedeceu, seguindo-a para a aula a murmurar uma cantiga alegre.

Será apenas hoje, acreditou.



Notas finais do capítulo

O que acharam? Amaram? Odiaram?
Nesse capítulo, precisei pensar muito em qual seria a reação de Luan, porque cada uma levaria a um caminho bem diferente dos outros. Enfim, decidi esse.
Aliás, eu não sei outra forma de denominar "xuxinha", mas para quem não sabe: são aqueles elásticos de cabelo, fitas, prendedores. Não usei esses nomes porque acho que vocês não entenderiam/não sooaria do jeito que precisava. Só espero não ter causado confusão.
Preciso falar que eu coloquei o nome desse capítulo sem intenções de hoje ser dia 3 de outubro e quarta, mas já que botei e lembrei, vocês usaram rosa hoje né, meninas? Se não, não pode sentar com a gente!
Beijos e até amanhã!



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Uma Aquarela Manchada" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.