Em defesa dos pokémons escrita por L R Rodrigues


Capítulo 13
A verdade vos libertará


Notas iniciais do capítulo

Palavra do dia: Crúzio.

Dei o meu jeito, se ficou forçado, jogado, aleatório ou não... é questão de perspectiva (minha resposta é não, modéstia à parte hahah).



— Ursaring, lance o hiper-raio! - disse Malcolm com os nervos a flor da pele. Já foram quatro movimentos sem efeito. — Ah, não saiu nem uma fumacinha.

— Grovyle, folha-navalha! — disse Olivia. Ursaring fora atingido fortemente, caindo — Deixa te perguntar uma coisa: Vi um quadro com uma cruz vermelha e branca. Algum familiar seu participou da Ordem da Santa Cruz? 

— Um ancestral meu já foi crúzio. Use o talhada! — não funcionara. 

— E se eu te disser que os sacerdotes antigos testemunharam o deus pokémon Arceus? 

— Não fala besteira! E agora? 

— Conclusão: Victoria está com 50% de vitória. 



Notas finais do capítulo

Em outras palavras, o Ursaring tivera todos os seus ataques bloqueados! A nova ração comercializada serve justamente pra isso, um produto lançado pelos contribuintes da causa de Victoria e sua turma. Plano saído da mente de um gênio (se do mal ou do bem... outra questão de perspectiva heheh).



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Em defesa dos pokémons" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.