Mar escrita por Camélia Bardon


Capítulo 3
"Quando eu era criança (...), pensava como criança"


Notas iniciais do capítulo

Oi gente! *leiam com voz de Yukio* Cês acreditam que eu escrevi esse capítulo logo que a palavra saiu mas esqueci de postar? Juro, na minha cabeça eu tinha postado e respondido todos os reviews xD perdoem a leseira, já estou respondendo os comentários MARAVILHOSOS de vocês. Bora lá então?
O diacho de palavra do dia 3 é timbó, que aqui usei como sentido figurativo. O título é continuação do anterior. Ainda temos uma Marilla de seis aninhos, espero que gostem.



No dia em que Marilla Cuthbert conheceu John, sentia-se como timbó. Era início de inverno, e os pais não tinham dó em colocar as crianças para levarem a lenha para as lareiras, depois do ensaio para o coral.

Já cansada e com as mãos cheias de farpas, John Blythe postou-se ao seu lado, cutucando-a.

— Precisa de ajuda, Mar... Marina?

— Marilla — replicou, achando graça. — E aceito a ajuda, obrigada.

— Foi quase — John sorriu. Bem que diziam que os Blythe eram adoráveis. — Vou ficar só com Mar, é mais fácil.

Pelo resto do dia, brincaram de amarelinha e pique-esconde, tornando-se amigos inseparáveis.



Notas finais do capítulo

O coral a que me referi no texto, para quem não viu a série, é o das festas natalinas. Sabe, Jingle Bells e tudo mais. Lá se tem a tradição de apresentar uma peça (as crianças mais velhas) e as mais novas cantam.
Creio que esse tenha sido o último capítulo introdutório de personagens antes da Anne. Sintam-se livres para fazerem perguntas caso estejam perdidos, vai me ajudar na construção da história ♥ nos vemos amanhã!



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Mar" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.