Mar escrita por Camélia Bardon


Capítulo 20
"Aproveitem ao máximo todas as oportunidades"


Notas iniciais do capítulo

E o capítulo de hoje quase que não sai por conta do meu terceiro dia consecutivo com enxaqueca, mas, yay, oi de novo ♥ mais 10 dias, hein? Vão sentir falta de escrever e ler tudo correndo?
O capítulo de hoje ainda ambienta-se no episódio do anterior, T1:E1. Devagar e sempre. A palavra do dia 21 é "inefável" (que achei um mimo ♥) e o título vem de Colossenses 4:5. Boa leitura!



Quando Marilla viu a ruiva, foi inefável seu espanto. Matthew parecia querer esconder-se em qualquer buraco, e deveria mesmo.

— Quem é essa?

— Eu não podia deixá-la sozinha na estação — justificou.

Uma discussão seguiu-se por breves instantes, com a garota em choque após ter descoberto que não seria adotada. Marilla conduziu a menina – que fora Cordélia, Penélope e Anne (“com um E”) em fração de segundos – para dentro.

Anne tagarelou de dia, e chorou à noite. Marilla deixou-a ficar um dia, e depois a devolveriam. No dia posterior, entretanto, ao presenciar o modo que seria tratada, resolveu permitir um dia extra.



Notas finais do capítulo

Para quem não viu a série, o motivo de Marilla ter decidido ficar mais um pouco com a Anne (já que 100 palavras não cabe tudo KKKK) é que geralmente meninos órfãos trabalhavam com trabalhos manuais e pesados e meninas órfãs trabalhavam ajudando mães com muitos filhos. Essas mães na maioria das vezes não eram lá essa gentileza toda. Marilla presenciou uma delas praticamente chamando Anne de escrava, e não gostou nem um pouco. Ela pode ser amarga, mas injusta não é.

É isso ♥ até amanhã!



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Mar" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.