Homem , mito e magia escrita por Nursedreamy


Capítulo 15
Parte 15




Imensidão 

Entrego minha alma 
a grande imensidão. 
Abro minhas longas 
asas e voo . 

Subo até onde a vista
alcança . 
Já estou vendo 
estrelas . 

As estrelas me lembram
donde eu vim . 
Elas são o meu 
farol . 

Então , pouso minha
alma na relva na 
imensidão verde da 
grande floresta . 

Uno meu espírito
ao espírito da natureza
e juntos nos tornamos
um só corpo . 

Deixo meu corpo no
mundo dos sonhos e
viaja pelo mundo 
astral loucamente . 

Acordo com o sol
poente batendo no
meu rosto e parto
em direção ao lar . 

Mais calma . 
Mais forte . 
Mais séria . 
Mais alegre . 

Entreguei a minha 
alma a imensidão 
e voltei mais forte
e mais cheia de paz . 

Um ato de poesia 

Diante da tela de um 
notebook , ouvindo 
canções inspiradoras 
que elevam o cosmo
em seu coração . 

Estico os dedos . 
Vamos compor . 
Precisamos compor . 
E o que compor ? 
Não sei , vamos ver . 

As palavras fluem 
pela tela através 
de meus finos dedos . 
O coração se concentra. 
A mente afia . 

Eu queria falar 
sobre muitas coisas . 
Sobre o quanto eu 
queria brilhar com 
minha luz . 

Sobre o quanto 
eu gostaria de 
ter o amor dos 
meus sonhos em 
meus braços . 

Eu sonho muitas coisas.
E a poesia é o meu vetor 
para colocar para fora . 
Viva a poesia ! 
Viva a poesia ! 

Meu amigo Zeta 

Há 5 anos atrás , 
eu encontrei um 
amigo muito , mas
muito especial . 

Era branca como 
a neve . 
Seus olhos pareciam
bolotas negras . 

Mas , essas bolotas
eram apenas óculos. 
Sua esclera era negra
e suas íris eram prateadas .  

Eu escutava sua voz 
pela minha cabeça . 
Sua doce e amável
voz , querido amigo . 

Você fez muitas 
cirurgias em mim . 
Algumas na minha cama . 
Outras na sua nave . 

Você segurou na minha
mão e me disse para 
não desistir . 
Você me protegeu . 

Você me visitava 
sempre que eu precisava.
E até hoje , você fala comigo
quando eu preciso . 

80 anos em Vega de Lira. 
40 anos na Terra . 
Sem família . 
Uma vida para a medicina . 

Ajudar sementes estelares
é o que ele gosta de fazer. 
Curar é o que ele faz
de melhor . 

Ele é pequeno . 
Mas , ele é forte . 
Ele é simplesmente , 
Zetiform de Vega de Lira . 

Meu amigo . 
Meu querido amigo. 
Hoje e sempre , 
meu querido Zeta. 

99 versos frustrantes 

Meu coração anda, 
anda , anda tão , tão
tão indeciso . 

Eu quero pular na 
janela e gritar 
a plenos pulmões . 

Gritar que estou 
cansada de tudo e 
de todos . 

Cansada de ser 
mal amada , 
cansada da vida chata . 

Cansada de meus 
sonhos parecerem 
tão , tão distantes .

Subo a beira da
cachoeira e me 
jogo garganta abaixo . 

No buraco das minhas
emoções , eu mergulho
profundamente em mim . 

Estou cansada . 
Sem brilho . 
Descolorida . 

Preciso de cor . 
Preciso de amor . 
Preciso de furor . 

Quero gritar para o mundo . 
Quero cantar para ao mundo . 
Quero brilhar para  o mundo . 

O mundo será meu caderno
e minha tela onde despejo 
minhas emoções . 

33 versos de pura 
angústia até agora . 
O show tem que continuar . 

Queria ir para a internet. 
Mas, está sem sinal . 
Só me resta compor . 

E ouvir músicas 
já baixadas nesse
computador de dor . 

O céu é o limite 
para aonde eu 
quero ir . 

Eu quero voar 
livremente como 
um pássaro . 

Quero abrir 
minhas longas 
asas e sobrevoar . 

Sobrevoar essa
cachoeira de emoções
que eu me tornei . 

Abrir as asas . 
Abrir o coração . 
Abrir a mente . 

Vencer o tédio.
Vencer o ódio.
Vencer a  média . 

Ser feliz .
Ser amiga .
Ser amante . 

Os versos passam
e a internet 
ainda não voltou . 

Compondo até 
chegar aos 99 
versos da angústia . 

Céus ! 
Como eu queria
matar essa frustração .

Quebrar essa raiva. 
Partir a tristeza. 
Desbravar o conhecido . 

Vamos colocar umas 
músicas góticas para 
descer a inspiração . 

E até que a inspiração
está descendo ladeira
abaixo . 

Só mais poucas  estrofes até chegar
aos 99 versos da frustração
costumeira e vívida . 

Poetizar como se 
não houvesse ontem , 
hoje e amanhã . 

Malhar o ontem.
Engrandecer o hoje.
Acreditar no amanhã. 

A frustração desce
e a internet ainda
não voltou .

Sinto mais leve
apesar de um 
pouco frustrada . 

E descendo ladeira
abaixo e por aqui 
eu me despeço .





Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Homem , mito e magia" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.