Love Will Find A Way escrita por avause


Capítulo 19
Capítulo 19 - House Of Memories




Taylor POV

A semana passou rápido e Laura e eu evitamos que nos vissem de maneira amigável no set, principalmente para Natasha Lyonne que poderia especular muitas coisas que ainda não tinham aprendido a andar com as próprias pernas. Quando sai do set na sexta-feira, passei em uma loja e comprei um bicho de pelúcia para a mini Prepon.

“Desculpe ter saído sem me despedir de você no set, mas eu tinha que levar minha moto para fazer uma revisão.”

Logo depois chega uma mensagem de Laura. “Sem problemas, estava numa correria com as gravações de algumas cenas. A Ella deu uma leve vomitada na roupa da Natasha. Imagina como ela deve ter ficado.”

Olhei para meu celular e ri com a pequena arte que Ella tinha aprontado com a Lyonne. “Sua filha acabou de ganhar pontos comigo.”

“Impossível não gostar dela. Tem preferência por alguma coisa para o jantar?”

“Faça o que for melhor para você. Tenho certeza que qualquer coisa que preparar ficará ótima. Te vejo no horário combinado. XOXO”

Coloquei meu celular no bolso e voltei para meu apartamento. Entrei com a sacola que tinha o presente de Ella, minha mochila nas costas e o capacete enroscado no braço. Deixei as coisas no canto do sofá e fiquei assistindo um pouco de televisão. Bebi uma cerveja e fiquei pensando. Ter que esperar estava me deixando ansiosa. Me arrumei uma hora antes e saí de com minha mochila, o capacete e o presente de Ella. Saí pela porta em direção a minha moto. O porteiro me reconheceu e permitiu que eu subisse até o andar de Laura. Segundos depois eu estava parada em frente a porta de seu apartamento e apertei a campainha.

— Taylor, o que você está fazendo aqui? Era para você chegar daqui a uma hora. – Laura me recebeu com a menina nos braços. – Entre. – Ela me deu passagem e eu entrei.

— Eu sei, mas a minha ansiedade falou mais alto. Imaginei que você estivesse precisando de ajuda. Onde posso colocar minhas coisas?

— Você pode colocar ali no aparador. Que bom que você chegou preciso mesmo de ajuda com essa daqui. Acabou de acordar toda serelepe.

— Tenho um presente para ela. – Peguei o embrulho em minha mochila e entreguei para Laura.

— Segura ela pra mim um instante Tay? – Concordei e ela me passou a menina. Laura desembrulhou o presente e viu o que tinha dentro.

— Não me diz que ela já tem uma.

— Claro que não. Essa ela ainda não tem e Ella vai amar. – Laura comentou tirando a girafa de pelúcia do embrulho e mostrando para a sua filha. A garotinha se animou toda quando Laura lhe mostrou o novo brinquedo. – Obrigada Tay.

— Não precisa agradecer.

— Seria te pedir muito para você ficar com Ella enquanto termino nosso jantar? – Prepon comentou apontando para a cozinha. – Quer me fazer companhia.

— Não precisa pedir. – Dei uma piscadinha para Laura. Segui Laura até sua cozinha e sentei em uma cadeira.

— Parece que Ella gosta de você. Difícil ela ficar toda sorridente assim. – Laura comentou enquanto mexia algo na panela.

— Eu também gosto dela. Ela é uma fofura e puxou a beleza da mãe. – Comecei a entreter a menina com o seu mais novo bicho de pelúcia. O jantar ficou pronto e Laura arrumou a mesa enquanto Ella tentava puxar uma mecha do meu cabelo. Laura a pegou para lhe dar papinha. A garotinha era boa de garfo, ou melhor, de colher. Laura a colocou no cadeirão e foi a nossa vez de saborear o que ela tinha nos preparado. Jantamos em silencio e com apenas algumas trocas de olhares. Reconciliarmos era nossa felicidade atual.

Quando terminamos de jantar, resolvi ajudar lavando a louça. Laura aproveitou para dar um banho na menina para ver se Ella ficasse com sono ou coisa parecida. Terminei de limpar a cozinha e sentei-me no sofá esperando por Laura que logo apareceu. A morena sentou-se ao meu lado com a menina dos braços.

— Posso te fazer uma pergunta? – Ela me perguntou e eu assenti. - Como você se sentiu quando soube que eu estava grávida e que iria casar?

— Quer mesmo saber? – Perguntei.

Laura balançou a cabeça positivamente enquanto Ella estava distraída com seu bicho de pelúcia novo.

— Eu me senti traída. Minha alma e meu coração ficaram despedaçados. Eu me senti um nada, na época em que tudo aconteceu eu não sabia como agir e nem o que fazer, eu te evitei por um tempo para poder curar as cicatrizes internas depois de juntar os cacos. E isso me fazia mal, mas era necessário. Eu chorei noites e noites tentando entender o que eu tinha feito de errado, o que eu tinha te feito para você ter tomado tais decisões. Claro que Ella não tem culpa até porque ela é uma garotinha adorável, tem sorte em ter você como mãe dela. Só eu sei o quanto eu chorei por ter te perdido para sempre. Só de pensar nisso meu coração dói.

— Eu terminei com o Foster. – Ouvi Laura comentar baixinho. Olhei para ela tentando entender, Yael já tinha comentando sobre o ocorrido, mas ninguém sabia dos detalhes. Eu sabia que ela ia me contar. Laura abaixou a cabeça e ficou encarando sua filha.

— Laura, o que houve? – Perguntei preocupada.





Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Love Will Find A Way" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.