Dóris escrita por Kori Hime


Capítulo 1
Dóris em morte


Notas iniciais do capítulo

É um poema curto que veio em minha cabeça enquanto eu pensava na morte da bezerra kkk

Beijos



Trêmulas, suas mãos estavam trêmulas.

De coração apertado, pouco batia.

A alma esvaindo do corpo vazio.

O corpo jazia imóvel sobre o chão de pessegueiro.

Gélido o ar, afetou a temperatura.

Dóris abaixou e sorveu os lábios macios, duros e cálidos.

O sangue, saboroso, que escorria pela boca.

Macio era o toque, aveludado sobre os dedos.

Perdido era os devaneios.

Selando a boca na outra finada.

Dóris gemeu.

De coração lépido

Sabor das flores amargas.

Expressas palavras, sem contas a prestar.

Sorriu deitada ao lado de Marta.

As velas acesas, velavam os corpos.

Por fim, Dóris ergueu o punhal e sorriu.

“Vide a mim. Vide a mim.”

O beijo da morte, selado em seus lábios.

Caiu em silêncio, os olhos abertos, sorrindo pela Catástase.



Notas finais do capítulo

Obrigada a quem chegou aqui.



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Dóris" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.