Crônicas do Cotidiano escrita por Vampira Nyx

Crônicas do Cotidiano

Espaço em que publicarei crônicas do cotidiano. Ficções persuasivas que minha escuta captou ao longo do tempo. Espero que gostem!


(Apesar da palavra "crônica" advir de Cronos, Deus do Tempo (Crono-lógico), as publicações aqui não seguirão ordem cronológica, nem linear. Quando der na telha, atualizo esse espaço com uma crônica).


Classificação: 16+
Categorias: Originais
Personagens: Personagem Original
Gêneros: Drama
Avisos: Nenhum

Capítulos: 17 (8.518 palavras) | Terminada: Sim
Publicada: 29/06/2018 às 00:26 | Atualizada: 02/11/2018 às 02:19

Notas da História:

Crônicas do Cotidiano.
Maiores de 16 anos.


Crime de Violação aos Direitos Autorais no Art. 184 – Código Penal, que diz: Art. 184. Violar direitos de autor e os que lhe são conexos: Pena – detenção, de 3 (três) meses a 1 (um) ano, ou multa.

§ 1º Se a violação consistir em reprodução total ou parcial, com intuito de lucro direto ou indireto, por qualquer meio ou processo, de obra intelectual, interpretação, execução ou fonograma, sem autorização expressa do autor, do artista intérprete ou executante, do produtor, conforme o caso, ou de quem os represente: Pena – reclusão, de 2 (dois) a 4 (quatro) anos, e multa.

§ 2º Na mesma pena do § 1o incorre quem, com o intuito de lucro direto ou indireto, distribui, vende, expõe à venda, aluga, introduz no País, adquire, oculta, tem em depósito, original ou cópia de obra intelectual ou fonograma reproduzido com violação do direito de autor, do direito de artista intérprete ou executante ou do direito do produtor de fonograma, ou, ainda, aluga original ou cópia de obra intelectual ou fonograma, sem a expressa autorização dos titulares dos direitos ou de quem os represente.

§ 3º Se a violação consistir no oferecimento ao público, mediante cabo, fibra ótica, satélite, ondas ou qualquer outro sistema que permita ao usuário realizar a seleção da obra ou produção para recebê-la em um tempo e lugar previamente determinados por quem formula a demanda, com intuito de lucro, direto ou indireto, sem autorização expressa, conforme o caso, do autor, do artista intérprete ou executante, do produtor de fonograma, ou de quem os represente: Pena – reclusão, de 2 (dois) a 4 (quatro) anos, e multa.


Capítulos

1. Crônica do Cotidiano 1
328 palavras
2. Crônica do Cotidiano 2
114 palavras
3. Crônica do Cotidiano 3
682 palavras
4. Crônica do Cotidiano 4
180 palavras
5. Crônica do Cotidiano 5
614 palavras
6. Crônica do Cotidiano 6
659 palavras
7. Crônica do Cotidiano 7
784 palavras
8. Crônica do Cotidiano 8
301 palavras
9. Crônica do Cotidiano 9
474 palavras
10. Crônica do Cotidiano 10
518 palavras
11. Crônica do Cotidiano 11
763 palavras
12. Crônica do Cotidiano 12
402 palavras
13. Crônica do Cotidiano 13
955 palavras
14. Crônica do Cotidiano 14
387 palavras
15. Crônica do Cotidiano 15
559 palavras
16. Crônica do Cotidiano 16
499 palavras
17. Uma Ode ao Vale
299 palavras