Sold by my own family escrita por LiliHyuga


Capítulo 2
Capitulo 2


Notas iniciais do capítulo

Olá ^^ Desculpem se não publicar tenho andado em exames :( E tenho andado em hiatus quer aqui quer no Wattpad com as minhas fics espanholas e o meu fanmanga.

Mudando de assunto aqui está mais um capitulo :) e desculpem se tiver erros estou abituada a escrever fics em espanhol XD



 

 

—____________________________________

CAPITULO 2

Kotaro vinha de bicicleta super depressa em direcção à casa de Lili. Ambos tinham combinado se encontrar em um dos jardins de Uruyasu, mas a jovem não tinha aparecido. Kotaro não gostava de ir a casa de Lili por não ser bem recebido por a família dela, mas não tinha outra escolha. Já tinha tentado chamar Lili por telemóvel (celular), mas estava desligado. 

Não demorou muito em chegar. Mas no momento em que ia para entrar, do enorme apartamento vê Lili saindo alguma bagagem e o seu gato, junto a ela estava com um rapaz bem vestido de cabelo negro e com olhos castanhos/marron. Preocupado aproximou-se da sua namorada, ela estava com o olhar sem brilho, como se algo terrível se tivesse passado.

— Em 25 minutos estamos no aeroporto de Tóquio mon amour! - o rapaz de cabelo negro pelo contrário estava com um sorriso enorme. Por as suas feições e por sotaque podia-se ver que ele não era asiático. 

Será da familia? Isso pensava Kotaro enquanto olhava para eles. Foi então que Lili o viu. Os olhos dela voltaram a recuperar o brilho, mas não um brilho de alegria. Com os olhos cheios de lágrimas ela foi abraçar Kotaro. O rapaz abraçou-a algo confundido, enquanto Henri os olhava com um sorriso. 

— Kotaro ele quer me levar. Não deixes que ele me leve! - Kotaro apertou-a mais forte e olhou para Henri com ódio - Não deixes por favor és o único que me sobra aqui!!

 

— Não vou deixar! Vamos embora! - Antes que a pudesse levar, Henri agarra em Lili por um pulso e a leva até ele - És surdo?! Ela não quer ir contigo! Deixa-a em paz sejas quem sejas!! 

 

— Henri Baron! Ou como dizem aqui Baron Henri! Agora sai da minha frente! Temos uma longa viagem por a frente. - ao ouvir este nome, Kotaro socou o rosto dele com toda a sua força. Lili agarrou a bolsa de transporte onde tinha a sua gata e foi em direção a Kotaro que rapidamente lhe agarrou por a mão e correu junto a ele a toda a velocidade deixando tudo atrás. 

Henri levanta-se zangado e começa a persegui-los. Claro que o casal estava em vantagem porque conhecia melhor Uruyasu.

— O que vamos fazer agora? - Kotaro não respondeu apenas continuava a correr enquanto não largava a mão de Lili - Kotaro ele tem dinheiro vai-nos encontrar!! 

— Pois mas tu já és maior de idade o que ele te ia fazer era considerado rapto! Vamos à policia! - ambos se esconderam numa loja abandonada para poderem falar.

— Estás louco?! Ele é milionário e eu desde uma hora fiquei "orfã"! - Kotaro abriu os olhos horrorizado ao ouvir as palavras de Lili.

— Ele matou os teus pais? - Lili suspirou enquanto acenava a sua cabeça negativamente - Não são os teus pais verdadeiros? 

— Claro que são! Eu é que não quero mais saber deles! Eles venderam-me para aquele maníaco! Nunca mais acredito em redes sociais nem em família, nem em ninguém!! 

Kotaro acaricio-lhe os cabelos com algo de pena. 

— Vá! Podes acreditar em mim! Aconteça o que acontecer não te vou deixar!  Mas temos que ir à policia! E depois... - o rapaz de cabelos negros azulados agarrou uma mão dela - Depois eu vou ser a tua nova família! 

Os dois aproximaram-se um do outro e beijaram-se. 

—_____________________

 

Enquanto isso no outro lado do mundo mais precisamente França, na cidade de Sweet Amoris um rapaz loiro de olhos dourados caminha pelas ruas aparentemente calmo. Apesar de aparentemente calmo o seu coração estava nervoso o regresso da sua ex namorada tinha-o impactado, mas não tanto como o que tinha descoberto hoje. Marta e Kentin estavam namorando.  

O mesmo Kentin que ela à 4 anos ela mesma assegurou que não eram nada mais que simples amigos de infância. Ele suspirou. A mudança de Marta foi uma das piores coisa que lhe aconteceu. Depois de se ver livre dos maus tratos do pai, Nathaniel tinha ido viver sozinho. Marta havia sido quem o havia ajudado a começar essa vida. Ela além de sua namorada era a sua melhor amiga, a pessoa que sempre estava lá para ele. Com ela ao seu lado, Nathaniel sentia que podia viver qualquer coisa. 

Ele sentou-se num banco de jardim enquanto olhou para o céu. Várias lembranças passaram por a sua cabeça. Infelizmente não as melhores recordações. 

Flash Back

— Nath!! 

Ainda se lembrava do dia em que Marta lhe disse que ia embora. Nathaniel recebeu-a em casa de braços abertos enquanto Marta aos prantos o abraçava com força. 

— Nath! Eu...Eu vou-me embora de Sweet Amoris! - claro que não foi fácil para ele ouvir isso, mas tinha que ser forte por ela. 

Por horas ele asseguro-lhe que mesmos distante ele não ia permitir que a relação deles terminasse e que o amor deles ia ser mais forte. Marta também lhe prometeu que ia falar-lhe todos os dias e que não o ia esquecer nunca ... E Nathaniel acreditou nela...

Fin de Flash Back

Flash Back 2 

Durante 8 meses tudo estava bem entre eles. Ambos se falavam por Facebook inclusive Nathaniel ia ver Marta algumas vezes durante as férias. Mas depois desses 8 meses Marta começou a ficar mais distante, não era mais a mesma e havia vezes que se esquecia de responder a Nathaniel. O rapaz tentava convencer-se que era por a Universidade e que tudo ia passar quando ela regressa-se ou ele fosse viver com ela no futuro. Mas esse futuro nunca chegou a acontecer. 

Num dia de Julho Nathaniel recebeu uma mensagem de Marta. 

Marta: "Precisamos de falar..."

Na sua cabeça ele já tinha entendido o que ia acontecer, mas seu coração tentava negar com todas as suas forças". 

Nath: Claro :) Para ti estou sempre disponível! 

A mensagem de Marta demorou a aparecer.

Marta: Nath eu... Eu não sei como te dizer isto mas... Eu sei que te devia de dizer em pessoa, mas não sou capaz.

Nath: Que foi? Estás a assustar-me o que aconteceu? 

Marta: Nath quero terminar... Sinto que está relação não vai dar em lugar algum. Estamos demasiado longe um do outro. E eu sinto-me mal e insegura por te prender a mim.

Nath: Mas Marta eu gosto de ti! Gosto mesmo!

Marta: Nath não tornes isto mais difícil... Olha se estivermos destinados um para o outro vamos nos voltar a encontrar. Quase nunca nos podemos ver e vai ser melhor assim.

Nath: Mas porque?! Tu prometes-te Marta e agora estás a voltar com a tua palavra atrás?! Por acaso fartaste-te de mim foi? Gostas de outro?

Marta: Claro que não!! Eu gosto de ti! Só acho que uma relação à distância não é boa para nós! 

Nath: Faz o quiseres! Adeus! 

Nesse dia foi o começo do fim do doce Nathaniel. 

Fim de Flash Back 2

Quando Marta voltou a Sweet Amoris depois de 4 longos anos e ele a protegeu de ums homems ele por breves momentos pensou que era o destino que os estava a juntar de novo. Mas tal como muitos dos seus amigos, Marta foi uma das que não gostou da mudança de Nathaniel. Ele ficou magoado mais uma vez, mas mesmo assim protegia-a e acompanhava-a de longe. Para seu desgosto ele viu ela e Kentin a aproximar-se cada vez mais e no dia de hoje diante todos Kentin pediu Marta em namoro e ela aceitou.

— Chega... Chega! - ele levantou-se zangado - Já chega de sofrer e por quem não merece! O meu amor por ela termina aqui! 

Ele pegou no telemóvel(celular) e ligou para Kim uma das poucas que estava do lado dele.

— Sim? - a voz de Kim respondeu do outro lado da linha.

— Kim? Queres encontrar-te hoje à noite?

— Claro! Vou a tua casa depois de jantar! - Nath apenas sorriu.

Fim do capitulo 



Notas finais do capítulo

Bom o Japão e a França têm mais ou menos 8 a 9 horas de diferença horária.
Por isso imaginem que em Uruyasu eram umas 11:00 ou 12:00 e em França umas 20:00 ou 21:00. :)

Proximo capitulo vai ao ar provavelmente dia 25 à tarde depois do meu penúltimo exame ♥



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Sold by my own family" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.