Dark Traces escrita por karollabele


Capítulo 21
Conversa




 

Matt estava com a cabeça virada, evitando olhar para aquela cena. Sua melhor amiga estava com o seu chefe, ele queria poder explicar isso, mas nao conseguia. Lisa virou de costas, com o rosto corado. Donavan ainda olhava para os dois que ficaram super constrangidos e logo se afastaram um do outro.

— Agentes! Voces nao sabem bater? - Perguntou Clarker, com as bochechas vermelhas de raiva

— Acho que quem nao bateu a porta nao é a questao agora.. - Disse Donavan

— Calado, Donavan! - Exaltou Clarker

— Nós.. Podemos voltar depois. - Disse Matt

— Voces já estão aqui, nao estão? Falem logo o que voces querem falar! A repórter Chyntia estava me ajudando - ..

— Eu sei no que ela estava te ajudando. - Donavan sorriu para ele

— Se voce continuar Donavan, vai perder o emprego! - Exaltou Clarker mais vermelho ainda

— Ah nao, eu vim aqui porque quero tirar minhas férias com antecedência. Tenho certeza que o senhor nao me negaria, nao é mesmo? Considerando que está bem ocupado com a repórter, mas ninguém precisa saber o quanto o senhor está ocupado, nao é mesmo? 

Matt e Lisa se entreolharam incrédulos. Clarker revirou os olhos.  Chyntia colocou a mão no rosto.

— Está bem, voce terá suas férias.

— Ótimo. 

Donavan saiu do escritório de Clarker orgulhoso de si mesmo. Matt balançou a cabeça. Clarker olhou para eles.

— E voces dois?

— Nós viemos reportar sobre a visita na faculdade. O senhor estava esperando por nós aqui.

— Ah é mesmo. Eu havia esquecido disso. - Disse Clarker, olhando para Chyntia

— Bom.. Nós nao descobrimos nada muito relevante, só que Chad nao parece ser o nosso cara. Ele está encrencado agora, e se envolveu traficando ecstasy em algumas festas, mas tirando isso, nada. Ele nao tem o perfil do nosso cara.

— O perfil?

— É. Alguém que é detalhista. Alguém que de alguma forma acredita no trabalho dele. Nosso cara é alguém extremamente organizado, minucioso. É como se ele tivesse tentando passar uma mensagem através do trabalho. Ele parece alguém muito dedicado no trabalho dele. Nós olhamos o perfil escolar de Chad, e ele nao tem nenhuma dessas características. Ele é um pessimo aluno. - Disse Lisa

— Interessante.. Continuem buscando o perfil do assassino, e depois procurem por ex criminosos, talvez alguém com o mesmo perfil.

— Certo chefe. Só mais uma coisa. Voce sabe que o Donavan te chantageou, nao é?

— Eu sei. Mas ele vai estar ferrado quando voltar.

Clarker sorriu. Matt sorriu também.

— Voces podem ir. 

Matt e Lisa se viraram para ir embora. Chyntia o chamou:

— Matt! Espera!

— Acho melhor nao. Nós acabamos aqui.

— Mas..

— Conversamos depois.

Matt olhou para ela e depois se afastou saindo da sala junto com Lisa. Chyntia suspirou e olhou para baixo.

Enquanto caminhavam, Matt se aproximou do seu carro e abriu a porta.

— Vamos embora, Parker.

— Foi um dia longo.

— Foi mesmo. Só quero dar no pé.

Matt olhou para o prédio do departamento. Ele balançou a cabeça e entrou no carro.

 Logo amanheceu, Lisa se arrumou rapidamente para ir ao escritório. Ela ainda estava processando a visita do pai dela até sua casa. Como ele achou aquele lugar? Lembrar dele causava arrepios, ainda mais porque ela sabia que o aniversario de Charlize estava perto, mas ela nao sabia se era uma boa comparecer. Lisa suspirou e saiu de casa.

Nao demorou muito até que ela chegasse no departamento. Agora que ela e os dois sabiam do caso de Chyntia e Clarker, olhar para o escritório era um pouco estranho. Lisa se perguntou por um momento como eles estavam lidando com isso. Donavan era.. Donavan. Mas e Matt? Ela olhou para ele sentado na sua mesa, com seu cabelo perfeito um pouco desarrumado, com a mão na cabeça e um olhar distante. Lisa sentou na sua mesa.

Clarker saiu da sala algumas vezes para falar com alguns policiais. Lisa olhou para ele. Olhar para ele era estranho depois da cena que ela viu ontem. Lisa balançou a cabeça e tentou se concentrar em outra coisa que nao era Clarker. Ela começou a ler seus relatórios até ouvir alguém entrando na sala. Theodore entrou na sala e sorriu para Lisa com um sorriso longo.

— Bom dia, agente Parker.

— Bom dia, doutor Pitterson. - Disse ela olhando para ele

Theodore sorriu mais e se afastou. Lisa o observou enquanto ele se afastava. Parecia mais bem humorado. Ele se aproximou de Clarker e sussurrou algo para ele.

— Ah, claro. Ele está na sala esperando por voce.

— Que ótimo. 

Theodore se afastou junto com Parker.  Uns minutos depois, Chyntia entrou no escritório e se aproximou da mesa de Matt. 

— Eu preciso falar com voce.

— Eu estou ocupado.

— Qual é, Matt. Sou eu. Eu preciso falar com voce.

Matt parou o que estava fazendo e olhou para ela.

— Por que?

— Porque eu preciso. Por favor.

Matt se levantou e se afastou com Chyntia até um canto mais isolado do departamento. 

Enquanto isso, Theodore Pitterson entrou em uma sala afastada, onde tinha uma mesa metálica, um armário, e uma cadeira onde Ethan estava sentado. Ele olhava para o nada. Clarker olhou para ele.

— Ele está assim já tem um tempo, nao fala nada direito. Vou deixar voces a vontade.

— Ah..!

— Obrigado, senhor. - Theodore sorriu amigavelmente pra ele

Clarker se virou e saiu da sala.

— Agora vamos fazer voce dizer tudo o que voce sabe. 

Theodore sorriu um sorriso muito largo se aproximando dele, enquanto Ethan tremia.

Enquanto isso, Matt se encostou na parede e ficou observando Chyntia que estava com os braços cruzados e olhando para os lados, nervosamente, com os olhos cheios de agua.

— Matt..

— O que?

— Eu sinto muito..

— Por que voce sente muito?

— Porque.. O lance com o Clarker.. Eu nao queria que voce soubesse assim.. Mas... Agora que voce descobriu.. Eu nao quero que fique com raiva porque eu e ele estamos juntos..

— Voce acha que eu estou irritado por causa disso?

— Então por que?

— Eu estou irritado porque voce nao me contou! Que merda, Chyntia! Eu pensei que eramos amigos. Como voce faz uma coisa dessas e nao conta pra mim? Os outros porcos do departamento eu entendo voce nao querer que descubram, mas a mim?! Eu sou seu melhor amigo! Voce sabe que eu nunca te julgaria, afinal voce lembra como foi comigo! Então por que voce nao me contou?! Por que?!

— Eu.. Acho que fiquei com vergonha..

— Mas é pra se envergonhar mesmo! - Gritou Matt

— Olha, Matt, eu nao..-

— Nós somos amigos, Chyntia. Voce podia me contar tudo, incluindo que estava tendo um caso com o meu chefe.

— Talvez por eu estar tendo um caso com o seu chefe foi porque eu nao te contei.

— Voce sabe o quanto voce deixa as coisas complicadas pra mim? É o meu trabalho, Chyntia, meu trabalho. Já basta eu fazendo merda com ele.

— Quer saber? Eu vou deixar voce trabalhar.. Até mais tarde.

Chyntia se afastou. Matt respirou fundo e colocou uma mão na cintura e a outra no rosto.

Lisa estava observando Matt de longe. Ela se aproximou dele.

— Está tudo bem com voce?

— Voce quer dizer minha melhor amiga tendo um caso com o meu chefe? Por que nao estaria?

— Matt..

— Desculpa. Eu só.. Eu só queria saber porque ela nao me contou.. - Matt olhou para baixo

— Talvez nao te contar foi a parte mais dificil pra ela. 

— É, talvez.

— E olhe para nós, nos dormimos juntos e nao está sendo estranho. - Lisa sorriu para ele

— Voce tem razão. - Matt sorriu para ela 

— Que bom.

— E Parker.

— O que?

— É bom ter minha parceira de volta.

Lisa sorriu para ele, se sentindo feliz. Matt sorria para ela.

Enquanto isso, Theodore Pitterson se despediu rapidamente dos policiais e saiu do departamento caminhando até o estacionamento. Ele parou assim que viu um homem encapuzado mexendo dentro do seu carro. Ele arregalou os olhos.

 

 

 

 

 

 





Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Dark Traces" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.