Dark Traces escrita por karollabele


Capítulo 14
Camera De Segurança




 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Donavan estava chocado. Como poderiam ter roubado o corpo de Camille em uma estação policial? O que estava acontecendo? Ninguém percebeu que uma pessoa tinha entrado e levado um corpo. Donavan pegou o policial pela camisa e olhou para ele.

— Como alguém leva um corpo e nenhum de vocês percebe?!

— O departamento estava praticamente vazio, Donavan. Nao que isso justifique, mas..

Donavan o largou e saiu da sala revoltado. Lisa suspirou fundo e o seguiu.

Donavan se sentou no corredor e começou a chorar. Lisa se sentou ao lado dele. 

— Vá embora, Parker. Nao preciso da sua ajuda. 

— Eu sei, mas mesmo assim, eu quero ficar.

— Por que vocês mulheres tem esse habito de querer cuidar? Nao sou seu amiguinho, e nao sou seu parceiro, nao precisa ver se eu estou bem, nao preciso.

— Pra começar, nao são todas as mulheres que querem cuidar, e eu resolvo isso de outro jeito, tenho uma arma. E eu nao vim aqui por sermos amigos, eu vim aqui porque voce é um colega da minha equipe e eu sei que voce está sofrendo, então voce pode dizer o que quiser, ser machista o quanto quiser, mas eu faria o mesmo por qualquer um aqui, incluindo voce.

Donavan olhou para ela e piscou um pouco. Ele olhou para baixo envergonhado.

— Eu queria descobrir quem fez isso..

— Nós vamos descobrir. O importante agora é voce se recompor e me ajudar a pegar esse assassino.

— Eu vou. Sinceramente, eu nao sei porque eu me importei tanto assim, quero dizer, ela era só uma prostituta, e mesmo assim, eu..

— De alguma forma, ela significava algo pra voce. Eu nunca te vi assim.

— Ei, Parker, sobre a sua irmã, eu sinto muito. O que aconteceu?

— Ela e eu estávamos brincando na floresta quando éramos crianças.. Ela adentrou as arvores mesmo eu dizendo para nao ir. Ela sumiu e até hoje nao foi achada.

Lisa olhou para o chão. Donavan olhou nos olhos dela.

— Eu realmente sinto muito. 

— Obrigada.. Donavan, eu estava pensando em algo aqui.. E se quem raptou Camille for nosso assassino?

— Voce fala o cara escroto que maquia suas vitimas como bonecas e as coloca em posições estranhas?

— É.. Voce já pensou se for ele?

— Se for ele nós vamos saber em breve.

— Mas eu nao acho que é só isso.. Eu estava pensando.. Alguém roubou  o corpo no departamento.. Se for nosso assassino, talvez ele tenha alguma facilidade de acesso aqui.

 - Voce quer dizer que alguém aqui possa ser..?

— Eu nao sei.. Mas, de algum jeito ele tem acesso fácil ao departamento. Nós temos que descobrir como.

— Eu sei por onde começar. Vamos olhar as câmeras de segurança no beco onde Camille foi raptada. O que voce me diz, Parker? Como Ethan está indisponível, quer ser minha parceira por um dia?

— Vamos lá. - Lisa sorriu

— E Parker, obrigado por tudo.

Lisa sorriu pra ele. Donavan sorriu levemente. Eles se levantaram e saíram do departamento.

Enquanto isso, Matt conversava com os policiais tentando achar alguma informação sobre Ethan, mas o mais impressionante é que nao haviam muitas informações. Era como se Ethan fosse deixado naquele estado no lugar. As equipes de buscas nao tinham achado, apenas um policial que estava caminhando que o reconheceu. Matt se sentia frustrado. Ele recebeu uma mensagem de Lisa.

"Vou olhar as câmeras de segurança com o Donavan."

Matt revirou os olhos.

— Ou é o Pitterson ou o Donavan, Parker. Escolhe.

— Parece que alguém está com ciúmes. - Sorriu Chyntia se aproximando

— Deixe de bobagem. O que voce faz aqui?

— Eu vim descobrir informações sobre o caso para minha reportagem. É verdade que a mulher foi morta na base de vocês?  E que um policial havia sumido e depois encontrado em um estado catatônico?

— Bom, eu nao diria isso, mas..

— O que está havendo, Matt?

— Nós estamos fazendo o possível para investigar o caso.

— Em outras palavras, voce nao sabe de nada, nao é?

— Eu me sinto frustrado, Chyntia. Eu nao sei o que está acontecendo.. O caso só está aumentando e agora isso. Clarker está pilhado e com motivo..

— Clarker sempre foi pilhado. Mas acho que voce está assim porque esse caso é um caso muito grande, maior do que voce está acostumado, talvez seja o maior caso da sua carreira.

— Voce tem razão,  eu só quero fazer meu melhor..

— Voce está fazendo, nao se preocupe.

Matt suspirou e olhou para o chão, pensativo. Chyntia observou por um momento.

— A cada dia que passa essa investigaçao está se intensificando e tomando novos rumos eu me pergunto se realmente eu sou um bom policial. O que eu estou fazendo aqui? Por que eu nao peguei esse cara ainda?

— Matt, voce é um bom policial, talvez o melhor que eu conheça. Mas voce tem que entender que essa investigaçao é de uma proporção muito maior. Voce nunca enfrentou um caso em uma escala assim, mas voce vai conseguir.

— Obrigado.

Enquanto isso, Lisa e Donavan entravam na sala de segurança do beco onde Camille tinha sido sequestrada. Donavan se mostrava apreensivo. Lisa se sentou ao lado dele e eles começaram a assistir a câmera de segurança.

Eles viram um homem encapuzado pegando Camille e a levando do beco. Donavan se levantou e socou a mesa.

— É ele! Pegamos!

— Nós ainda nao sabemos quem ele é. Nao conseguimos ver o rosto dele.

— Que se foda, Parker. Ao menos temos uma ideia de como ele é fisionomicamente falando. Com isso vai ajudar a chegarmos nele.

— Voce tem razão. Só um momento. 

— O que voce vai fazer?

— Preciso falar com o Matt.

— Ótimo. Vai colocar o engomadinho nessa.

— Eu tenho plano.

Donavan revirou os olhos. Lisa suspirou e digitou uma mensagem.

Um tempo depois, Matt estava conversando com Chyntia, ele ainda se sentia frustrado por nao achar nada relevante sobre o assassino, mas conversar com Chyntia estava ajudando. O celular de Matt começou a vibrar. Ele pegou o celular e leu a mensagem.

— Eu vou ter que ir Chyntia. Fica para outra hora.

— Espera! Por que?

— Nao sei bem, mas a Lisa me chamou até a casa dela, disse que é urgente.

— Nesse caso eu vou com voce.

— Eu nao sei se é necessário.

— Por favor, Matt. Eu estou cobrindo esse caso exclusivamente assim como voce. Nao me deixe de fora disso.

— Está tudo bem, mas se a Lisa nao gostar, a culpa foi sua. Voce que insistiu pra vir.  - Brincou ele

— Está bem, mas nao se preocupe. Eu acho que sei lidar com ela melhor que voce.

Matt suspirou e entrou no carro. Chyntia riu um pouco e entrou no banco do carona. Matt deu a partida até a casa de Lisa.

Nao demorou muito até Matt estacionar o carro perto da casa de Lisa. Ele saiu do carro e andou apressadamente ate a varanda. Chyntia o seguiu. Matt bateu na porta, nao demorou muito até Lisa abrir, ficando surpresa ao ver Chyntia atrás dele.

— Oi Lisa. O que está acontecendo aqui. Por que voce me -..

— Ótimo. Ele chegou. - Interrompeu Donavan, com os braços cruzados

— O que ele faz aqui? - Perguntou Matt

— E o que ela faz aqui?  - Perguntou Donavan olhando para Chyntia

— Isso nao é da sua conta, Donavan!

— Nao é da minha conta? Voce é burro, Matt? Nao sabe ler uma mensagem? No texto dizia pra voce vir! Nao falamos em mais ninguém. Voce nunca segue as regras nao é?

— E voce por acaso segue as regras?!

— Chega! Parem com isso! Precisamos resolver isso logo.

— Resolver o que? - Perguntou Matt

— Olha, eu sei que nao fui convidada, mas posso ser util.

— Tudo bem, Chyntia voce pode ficar. - Lisa sorriu para ela

— Voce é muito burra, Parker!

— Ei! Nao fala com ela assim! - Defendeu Matt

— Prestem atenção. Eu chamei vocês aqui, porque o corpo de Camille foi levado do departamento.

— O que?! - Perguntou Matt surpreso

— Como levaram um corpo em um departamento de policia? - Perguntou Chyntia

— É essa questao, nos achamos que há alguém dentro do departamento que está ajudando nosso assassino ou é nosso assassino.

— Isso.. É demais.. Parker.. - Disse Matt, pensativo

— Nós sabemos que nao podia ser voce, afinal voce estava com a gente o tempo todo, nao poderia ter ido e tirado o corpo, é so por isso que voce está aqui. - Disse Donavan olhando para ele

— E nao é só isso. Achamos a câmera de segurança onde mostra nosso assassino. O  que eu quero dizer é: O que vocês acham  de trabalharmos juntos e pegarmos esse assassino? Nao podemos confiar em ninguém mais.

Matt e Chyntia olharam um para o outro. Matt estava com a mão na cintura. Ele suspirou e olhou para Lisa.

 

 

 

 

 





Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Dark Traces" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.