Dark Traces escrita por karollabele


Capítulo 12
Tiro




 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Donavan olhava para a rua com as mãos na cabeça, desesperado. Matt olhou para ele sem entender. 

— O que aconteceu, Donavan? Onde está Camille?

— Ele.. Ele a levou..

— Ele quem?

— O homem que a raptou.

Lisa e Matt se entreolharam por um momento. Depois eles voltaram a olhar para Donavan.

— Aquele idiota do Ethan! Ele tinha que ter levado meu carro! E agora como vou acha-los?!

— Espera.. Voce está dizendo que um homem manteve Camille em cativeiro e veio aqui na estação de policia e a sequestrou? - Indagou Matt

— Nao seja burro, Matt! Voce acha mesmo que o cara ia entrar aqui dentro?! Camille tinha ido lá fora fumar um cigarro, e foi nesse momento que ele..

— Provavelmente ele a seguiu até aqui. Ele estava só esperando uma oportunidade para pega-la de novo. - Ponderou Lisa

— Agora nossa melhor chance é Ethan acha-lo. - Disse Matt

Donavan andou de um lado para o outro nervosamente. Depois ele soltou uma gargalhada histérica e olhou para Matt, um pouco desnorteado.

— O Ethan achar? Voce está brincando comigo? Ele está começando assim como sua parceira.

— Ao menos ele tem uma chance que nós nao temos.  - Afirmou Matt

— Vai se ferrar, Matt. Isso tudo é culpa sua.

Matt piscou um pouco e depois olhou para ele.

— Minha culpa?

— É a culpa é sua! - Gritou Donavan

— Voce está louco? Bebeu de novo?

Donavan olhou para ele e apertou os punhos.

— A culpa é sua! Voce tinha que ligar para o departamento de desaparecidos nao é? Por que nao mandou uma mensagem de texto avisando? Isso impediria que eu saísse do lado de Camille e consequentemente impedido tudo isso!  

Donavan pegou Matt pela camisa. Matt o empurrou.

— Pra começar, Donavan, a culpa disso nao é minha. E francamente, voce nunca foi um bom policial. Pra mim voce tinha esquecido de avisar ao departamento de desaparecidos. Agora nao venha me culpar por anos de carreira.

— Já chega!

Donavan partiu para cima de Matt e os dois deferiram socos e chutes. Lisa entrou no meio e colocou uma mão no peito de um e a outra no outro.

— Parem com isso! Camille foi sequestrada de novo. Não vai ser essa briga que vai ajudar a acha-la!

— Voce tem razão. - Disse Donavan, olhando para ela

— Desculpa, Parker. Mas esse cara é detestável.

— Estou cagando pra sua opinião, Matt.

— Já chega! Voces parecem duas crianças!  Vamos resolver isso juntos!

— É, até porque como o Ethan pegou meu carro, eu vou com vocês.

Matt e Lisa se entreolharam. Donavan sorriu de lado para eles.

Enquanto isso, na van em movimento, Camille abria os olhos, tentando reconhecer onde estava. Nao, o pesadelo nao podia estar continuando, nao, ela tinha que sair dali de algum modo. Camille se levantou com dificuldade e bateu na lataria da van.

— Me deixe sair! Me solte! Me solte!

A van continuou indo em alta velocidade. Camille tentou achar alguma porta, mas ela estava trancada para o lado de fora. Droga, ela pensou. Camille se encostou na parede da van e colocou a mão na cabeça.

Ethan seguia o carro desesperadamente. Ele nao podia deixar aquele criminoso escapar e ele nao iria. Ethan estava apreensivo. E se ele nao conseguisse salvar Camille? E se ele nao chegasse a tempo? Nao, nao era hora pra isso. Ele tinha que se concentrar em recuperar Camille. Ele olhou para frente e suspirou fundo.

Enquanto isso, Matt olhou para o lado e depois para Donavan com uma mão na cintura. Ele nao tinha gostado nada daquela ideia, ainda mais porque Donavan parecia estar se divertindo com a reação dele. 

— Eu vou ser franco: nao quero ele aqui.

— É, mas vai ser uma boa ajuda. Voce pode vir com a gente. - Disse Lisa

— Que ótimo, mas eu nao pedi sua permissão. - Donavan sorriu

Matt entrou no carro, e pegou a chave. Lisa se sentou ao lado dele e Donavan se sentou no banco de trás. Matt deu a partida e Donavan se encostou entre os bancos.

— Agilize logo isso ai, Matt. Nao temos o dia todo.

— Que pena que sou policial, porque minha vontade era de te sufocar agora mesmo.

— Experimente. Eu tenho uma arma bem aqui.

— Já vi que essa viagem vai ser longa. - Lisa revirou os olhos

Donavan sorriu e Matt olhou para o lado.

Enquanto isso, o homem encapuzado dirigia freneticamente até um esconderijo. Ele suava enquanto dirigia. Ele entrou em uma estrada de terra até uma casa. Havia poças de lama pela estrada de terra. Ele estacionou o carro e abriu a van violentamente. Ele puxou a mulher pra si e ela gritava. O homem a carregou até a casa.

Ethan que viu que o homem tinha entrado em uma estrada de terra, nao pensou duas vezes e o seguiu. Ele estacionou o carro um pouco atrás da van e sacou sua arma. Ele andava cuidadosamente até a casa.  Ele nao queria ser visto. 

Quando ele se aproximou da casa, ele resolveu espiar pela janela de vidro que estava um pouco embaçada. Ele viu Camille amarrada em uma cadeira no centro da sala. Aquilo era muito bizarro, ele pensou. Ele entrou na casa e Camille olhou para ele assustada. 

— Camille! Vai ficar tudo bem!

— Voce está aqui?! O homem.. Ele..

— Onde ele está?

— Eu nao sei! Ele só me amarrou e depois desceu o relevo cheio de mato.

— Escute, eu quero que voce saia daqui o quanto antes. Vá atrás de Donavan, ele vai saber o que fazer.

— Donavan está bem?

— Ele está. - Ethan sorriu

Camille sorriu também. Ethan se aproximou dela, sua pele morena estava suada com a adrenalina. Ele desamarrou Camille que levantou e saiu correndo. Ethan a seguiu com a arma em punho.

— Voce nao vai comigo? - Perguntou ela

— Nao. Eu vou atrás desse cara.

— O que?! Voce esta maluco?!

— Nao. Eu nao vou deixar um cara que fez isso se safar. Pode ser um salto na minha carreira.

— Sua carreira vale tudo isso?

— Pegar um criminoso vale.

Ethan correu na direção do mato  e desceu o relevo onde o homem misterioso tinha ido. Camille olhou para o mato apreensiva.

Enquanto isso, Matt dirigia o carro rapidamente e Donavan o provocava. Ele parou de provocar e se aproximou do assento dos dois. 

— Vai demorar para encontra-los.

— Talvez nao, afinal eu estou seguindo o GPS do seu carro.

— Voce é um saco, Matt.

— E voce é um idiota.

 - Esperem! É o meu carro! Vire a direita!

Matt virou a direita e estacionou o carro. Os três desceram do carro com as armas em punhos.

— Lisa, vamos vasculhar a área.

— Vamos.

Enquanto isso, Ethan perseguia o homem sem nem saber onde ele estava. Quanto mais ele adentrava no mato, mais apreensivo ele ficava. E se ele estiver errado? E se o homem nao tivesse ali? E se ele estivesse perdido?

Ethan ouviu um barulho de passo atrás dele. Ethan se virou rapidamente com a arma pronta, mas longo sentiu um cano de metal batendo em sua cabeça.

— Voce era a presa que eu estava querendo caçar.

O homem sorriu de lado.

Donavan estava perto do seu carro. Ele ouviu alguém chamar por ele:

— Donavan!

— Camille! 

Ela sorriu e correu na direção dele. Donavan abriu os braços.

Matt e Lisa se aproximaram do relevo onde Ethan tinha corrido até acharem uma jaqueta azul escura. Matt pegou a jaqueta e a examinou.

— Isso aqui é do Ethan.

— Tem certeza?

— Tenho. Nao há sinal dele em um lugar nenhum. 

— E o que vamos fazer?

— Nao há jeito, Parker. Teremos que chamar uma equipe de busca amanha de manha. Nao vamos conseguir nada a essa hora da noite em um mato denso.

Enquanto Camille corria na direção dele, ela foi atingida por um tiro na nuca entre uma das arvores. Camille caiu perto de Donavan, onde seu sorriso se transformava em pavor. Ele começou a gritar.

Matt e Lisa correram até Donavan que estava agachado até o corpo de Camille chorando desesperadamente. Eles se entreolharam por um momento. Lisa abaixou a cabeça e Matt olhou para o lado, chateado.

 

 





Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Dark Traces" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.