O Garoto da Porta ao Lado escrita por G a b i


Capítulo 7
Beijando o garoto da porta ao lado?


Notas iniciais do capítulo

Olá! :)

Hoje tem, finalmente, Jung Hoseok! õ/

Gente, de todos os capítulos postados até agora, esse capítulo com certeza é o meu favorito. Faz muito tempo que eu escrevi e eu estava ansiosa demais pra postar *risos*
Espero que gostem! Boa leitura.



"E se a gente acabar se beijando na frente de todo mundo?" 

"Só... vamos tomar cuidado, ok?" 

  

Seokjin não era a melhor pessoa no quesito dançar bem, mas não era por isso que o garoto adentrara a sala de prática da academia à procura do professor e amigo Jung Hoseok.  

Jin queria conselhos. Conselhos amorosos. Conselhos que fizessem com que ele descobrisse o que fazer para que Kim Namjoon enfim tomasse uma atitude em relação a eles dois. 

— Roupas novas não vão resolver, hyung. — Hoseok riu. — E apesar de você ser lindo, tenho certeza de que o Namjoon não se importa apenas com a sua aparência. 

Era intervalo das aulas de dança. Os dois se encontravam sentados no chão, um ao lado do outro, de frente para um espelho enorme que havia na sala. 

— Você tem razão... — Jin suspirou. — Mas então o que eu devo fazer? Faz muito tempo que as atitudes dele vêm me provando que ele também não me vê apenas como amigo. O problema é que até agora ele nunca fez nada em relação a isso. E eu já tô cansado de esperar... — Desabafou. 

— Talvez ele esteja com medo de algo... —  Hoseok ponderou. — Inseguro? Quem sabe não seja você que tenha que dar o primeiro passo, hyung? 

— Bom... Nós vamos ao cinema hoje. Será que eu deveria...? 

— Beija ele! Dê o primeiro passo. E se o Namjoon for louco o bastante pra não querer nada com você... Bem, aí você desiste mesmo, porque ele com certeza não bate bem da cabeça. 

Isso fez Seokjin rir alto, se apoiando no ombro de Hoseok. 

— Mas... pode acontecer de ele não me querer mesmo e- 

— Shhh — Hoseok o interrompeu. — Ele vai querer, hyung. Você é um príncipe. Dê o primeiro passo. Não seja covarde como o outro Kim. 

— Yah! — Jin deu um tapa na cabeça do amigo. — Olha o respeito comigo! 

Hoseok riu, levantando do chão e estendendo a mão para Jin fazer o mesmo. Em poucos minutos o mais novo começaria a dar sua outra aula. 

— Então, qual é o filme que vocês pretendem assistir?  

Jin segurou a mão do amigo e se pôs de pé. 

— Ah, eu não sei o nome. Mas é aquele novo sobre zumbis. E tem aquele ator lá, que está quase no nível da minha beleza. — Seokjin riu. 

*** 

— Um showcase* do Park Bogum? — Yoongi queria morrer.  

Onde o loiro estava com a cabeça quando apostou com Taehyung que o mesmo não conseguiria a pontuação máxima naquele joguinho de música ridículo que ele baixara no celular? Taehyung era O Mestre dos Games, e agora Min Yoongi sentia-se um completo idiota. 

— Não é bem um showcase... Enfim, apostou tem que cumprir. — Taehyung  sorria de orelha a orelha. — Tem que fazer o que eu pedir, hyung! 

— Tudo bem. — Yoongi suspirou, derrotado. — Eu não sou do tipo que não cumpre as coisas. 

— Ótimo! — O mais novo pulou, comemorando. — Primeiro nós assistimos ao filme, que é sobre zumbis. E depois terá tipo um mini-evento. Eu ainda nem acredito que estou prestes a conhecer o ator mais incrível da República da Coreia! 

Yoongi se jogou sobre o sofá, gargalhando. 

— E eu ainda não consigo acreditar que você é fã do Park Bogum! 

*** 

Yoongi achou incrível o fato de que Kim Taehyung conseguiu ficar quieto durante quase duas horas de filme. Mas foi isso o que aconteceu. De vez em quando, o loiro olhava de relance para o garoto mais novo sentado ao seu lado e ele estava completamente imerso no universo de Wonderful World*. Título que não fazia jus a um filme de zumbis, na opinião de Yoongi.  

Talvez o fato de Taehyung quase nem piscar durante o filme e ficar de boca aberta várias vezes realmente fosse por causa do ator principal. Ok, Yoongi tinha de admitir, Park Bogum era um ótimo ator e, mesmo com o rosto e roupas sujos e cabelos desgrenhados devido à guerra contra zumbis, o cara ainda conseguia ficar lindo. Era lindo e talentoso, agora Yoongi entendia a adoração de Taehyung pelo ator; e por algum motivo, o loiro não saberia dizer qual, o fato de Taehyung praticamente babar por Park Bogum o deixava irritado. 

Quando o filme finalmente acabou e as luzes da sala foram acesas, a primeira coisa que o mais novo falou foi: 

— Daebak*! — Taehyung sorria de orelha a orelha. — Eu amei esse filme, hyung! 

Yoongi revirou os olhos. O filme até que fora legal, mas "daebak" não seria a palavra que o loiro usaria. 

— Quando podemos ir embora? — Questionou. 

— Só depois do- — Taehyung não terminou a frase. 

A OST* principal de Wonderful World invadira a sala de cinema, luzes coloridas piscavam e um MC* adentrara a sala com um microfone na mão.  

— Omo, vai começar! — Taehyung quase gritou. 

No espaço logo abaixo ao grande telão, o MC se preparava para anunciar a surpresa. 

— A sessão de hoje foi a sorteada para as nossas atividades comemorativas de lançamento de Wonderful World! — O MC anunciou, fazendo a sala do cinema ser preenchida por gritinhos histéricos de outras pessoas que Yoongi também julgou serem fãs de Park Bogum. 

Obviamente, Taehyung também dera um gritinho histérico, fazendo Yoongi querer se esconder debaixo de sua poltrona. 

A música aumentou. 

— Apresento a vocês, Park Bogum! — O MC introduziu o ator. 

Os gritos e aplausos ficaram ainda mais audíveis.  

Taehyung tinha os olhos arregalados e um sorriso que Yoongi achou que poderia rasgar sua boca.  

O ator se posicionou ao lado do MC. Ele não parou de sorrir, acenar e se curvar para as pessoas ali presentes. Um verdadeiro príncipe, foi o que Yoongi pensou. Ele olhou para Taehyung. As reações do mais novo eram ridículas. Mais um pouco e corações saltariam dos olhos do garoto. 

— Ele é incrível! — Taehyung comentou. 

— Será que você pode não me fazer passar vergonha? — Yoongi franziu o cenho, emburrado. 

A música parou e o MC alcançou outro microfone para o ator. 

— Primeiro, eu quero agradecer o apoio de vocês a Wonderful World. Muito obrigado por assistirem ao filme! — Ele sorriu e se curvou para as pessoas na sala de cinema.  

Todos aplaudiam freneticamente. Principalmente Taehyung. 

— Hoje a nossa brincadeira dará prêmios aos participantes. O terceiro lugar leva um par de camisetas de Wonderful World, autografadas pelo Bogum-ssi. O segundo lugar leva fones de ouvido bluetooth e o primeiro lugar leva um notebook com case e mousepad personalizados do filme e também autografados! — O MC anunciou. 

Taehyung e Yoongi olharam um para o outro ao mesmo tempo. 

— Eu preciso daqueles fones. — Yoongi confessou. 

— E eu preciso de qualquer coisa autografada pelo meu hyung favorito. — Taehyung sorriu. 

Yoongi revirou os olhos. 

— Eu não acredito que estou prestes a dizer isso, mas... nós vamos participar. — Yoongi afirmou. 

Taehyung assentiu, sorridente. 

— A brincadeira de hoje é para casais. Vamos escolher cinco casais que queiram participar. — O ator anunciou, sorrindo. — A brincadeira de hoje é... o jogo do pepero*! 

Yoongi cruzou os braços, emburrado, e se encolheu na sua poltrona. 

— Ridículo. Esquece, Taehyung. Perdemos a nossa chance.  

— Quê? Não mesmo! Eles nunca disseram que um casal de garotos não é permitido. 

Yoongi o olhou, incrédulo. 

— Nem pensar. — O loiro negou. 

— Mais um casal! Precisamos de mais um casal para dar início a brincadeira! — Anunciou o MC. 

— Nós dois! — Taehyung gritou, levantando a mão. — Aqui! — E puxou Yoongi pela mão, o fazendo levantar. 

— Eu vou matar você. — O loiro murmurou entredentes.  

— Hyung, você perdeu a aposta, lembra? Tem que fazer tudo que eu pedir. — O mais novo murmurou de volta, sorrindo. 

— Oh, um casal de garotos! — O MC comemorou. — Se aproximem e vamos dar início ao nosso jogo! 

***  

— Aqueles dois são... — Jin apertou os olhos para enxergar melhor, visto que ele e Namjoon ocupavam as poltronas da última fileira. — Omo! TaeTae e Yoongi! — Jin riu alto. 

— Eu sabia! Eles estão namorando. Já peguei eles em várias situações estranhas e mesmo assim eles insistem em negar o namoro. — Namjoon se pronunciou. 

— Nah, mal-entendidos acontecem. E se eles estivessem mesmo namorando, Taehyung me contaria. — Jin voltou a rir. — Yoongi deve querer muito aqueles fones de ouvido para estar se sujeitando a isso. 

— Hyung, eles estão prestes a jogar o game do pepero. Claro que estão namorando!  

— Bom, se estão, espero que assumam logo. Era o que eu faria, pelo menos. — Jin encarou Namjoon e sorriu docemente. 

— É bom ouvir isso, hyung. — Namjoon murmurou sem olhar para Seokjin. Ele abriu um breve sorriso enquanto observava a disputa que estava prestes a começar. 

—  Namjoon-ah... — Jin chamou. — Você, por acaso, gostaria de ir comer rámen na minha casa depois que isso aqui acabar? — Ele riu. 

— Eu... — Namjoon balançou a cabeça de um lado para o outro, rindo. Ele tinha entendido a referência, claro. — Eu gostaria, hyung. Gostaria muito. — Sorriu, mostrando as covinhas. 

*** 

Os cinco casais estavam enfileirados, um de frente para o outro, enquanto o próprio Park Bogum distribuía os peperos. 

Quando chegou para alcançar o pepero ao "casal" de garotos, Taehyung praticamente congelou com a mão estendida. Ele estava cara a cara com seu ídolo, o pepero podia esperar ele encarar — de boca aberta — Park Bogum por mais alguns segundos. 

— 'Tá tudo bem com você? — O ator perguntou, rindo. — O pepero, você pode pegar ele agora. 

Yoongi massageou as têmporas, ele queria se esconder atrás das próprias mãos ou apenas sair correndo dali. 

— Eu... sou seu fã. Você é lindo e eu amo o seu trabalho. — Taehyung finalmente se pronunciou e enfim pegou o pepero. 

Yoongi queria cavar um buraco no chão e se esconder. 

— Oh... — O ator sorriu. — Obrigado. E... qual o seu nome? 

— Taehyung. Eu me chamo Kim Taehyung. — Abriu o maior sorriso possível. 

Yoongi podia jurar que a mão esquerda que Taehyung usava para segurar o pepero estava tremendo. 

— Taehyung-ssi, obrigado pelo seu carinho. E você também é lindo. — O ator sorriu. — Na verdade, vocês são um casal muito bonito. — Ele olhou para Yoongi e sorriu novamente. 

— Não somos um casal. Somos uma dupla e só estamos aqui pelos prêmios. — Yoongi franziu o cenho, irritado. 

— Não liga pra ele, hyung. Será que eu... posso apertar a sua mão? — Taehyung sorria tanto que parecia que sua boca se rasgaria a qualquer instante. 

O ator assentiu e apertou a mão de Taehyung, desejando boa sorte no jogo e finalmente seguindo para o lado do MC para dar início à competição. 

— Eu nunca mais vou lavar essa mão!  

— Você é ridículo, Taehyung. — Yoongi reclamou. 

O garoto deu de ombros e ergueu o pepero em sua mão como o MC pedira. 

Taehyung se aproximou mais de Yoongi, assim como os outros casais. Ele estava nervoso e tremia ainda mais do que quando ficou cara a cara com seu ídolo. 

— E se a gente acabar se beijando na frente de todo mundo? 

Yoongi suspirou. Ele não iria desistir agora. Na verdade, não podia. 

— Só... vamos tomar cuidado, ok? 

Taehyung assentiu. 

O ator Park Bogum pegou o microfone: 

— E três, dois, um... Comecem! 

*** 

Taehyung e Yoongi ficaram em segundo lugar. Cada um deles ganhando um fone de ouvido bluetooth. 

Yoongi deveria estar sorrindo se não estivesse, novamente, pronto para cavar um buraco no chão e se esconder de tanta vergonha. 

Ele não sabia que Taehyung podia ser tão impulsivo e competitivo a ponto de segurá-lo pelos ombros e incliná-lo para trás como se estivesse prestes a beijar apaixonadamente uma garota. Tudo por causa de um pepero entre suas bocas! 

O cinema inteiro foi à loucura, aplaudindo a ousadia dos garotos que pareciam realmente ter se beijado na frente de todos. 

Yoongi queria esganar Kim Taehyung; fazer picadinho dele e de brinde tomar posse do seu fone de ouvido só porque sim, ele merecia isso, depois de tudo. 

— Se você ainda quer viver para ver mais filmes com aquele seu ator favorito, é melhor que nunca mais me segure daquele jeito. Você entendeu, Taehyung? Nunca mais! — Yoongi estava tão irritado que bastara receber o prêmio para arrastar Taehyung para longe daquele cinema e daquelas pessoas o mais rápido possível. Eles sequer encontraram com Namjoon e Seokjin. 

— Eu... — Taehyung não sabia o que dizer, agora ele estava começando a ficar com vergonha de encarar Yoongi. — Desculpa, hyung. Eu só... Eu só queria muito ganhar o primeiro lugar. 

Yoongi suspirou. 

— Você é estranho, sabia? 

— Mas você não teria coragem de me matar de verdade... Hyung, se eu tivesse deixado nossos lábios se tocarem de verdade, mesmo sem querer, você não me mataria mesmo, mataria? 

— E-Eu... prefiro não pensar no que faria se isso acontecesse. 

Taehyung riu. Ele sabia que Yoongi não o mataria.  

E por um segundo, Yoongi sentiu vontade de que Taehyung o beijasse de verdade; apenas para confirmar que ele realmente não tinha tendências homicidas, é claro. 



Notas finais do capítulo

*Showcase = é dificil traduzir isso para o português, mas, é como se fosse um mini-evento, uma "amostra" para divulgar alguma coisa
*Wonderful World = mundo maravilhoso, eu criei esse nome pra usar aqui na fic (que eu saiba não existe nenhum filme de zumbis assim), por isso ficou tão ruim hauahahuah
*Daebak = É uma expressão usada quando querem dizer que alguma coisa é/foi incrível
*OST = Original sound track = trilha sonora original
*MC = Master of Ceremonies ou Mic Controller = É basicamente um apresentador
*Pepero = Biscoito doce em forma de palito coberto de chocolate. No jogo, o pepero fica entre a boca de duas pessoas, e elas têm que ir mordendo o palitinho até ficar no menor tamanho possível e sem encostar suas bocas uma na outra

Olá, de novo :)
Se você leu até aqui, desde já muito obrigada pelo seu interesse e pela sua paciência.
E, por favor, se notarem algum erro de digitação ou qualquer outro erro, eu gostaria muito que avisassem para que eu possa consertar.
Então, que tal deixar um comentário dizendo o que achou desse capítulo? Eu ficaria ainda mais agradecida!
Até logo õ/

Xoxo,
G a b i.
(06/04/2018)

P.S.: Na vida real Taehyung e Park Bogum são amigos muito próximos, por isso eu escolhi o Bogum. E na vida real, o Taehyung da fanfic me representou, fã do Park Bogum hauhauah Sério, eu sou muito apaixonada por ele e pelos doramas que ele já fez ♥



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "O Garoto da Porta ao Lado" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.