Os Guardiões do Tempo: Agentes da Ordem - Parte II escrita por R G Assis


Capítulo 3
Capítulo 1 - Caminho sem volta




Ainda segurava o cabo da adaga com as duas mãos.

Sabia que tudo não demorou sequer dois segundos para acontecer, mas para ele pareceu uma eternidade, a dor que sentiu somente foi menor que o remorso que o corroía de dentro para fora, como uma doença que se alastrava pele seu corpo.

Engoliu em seco encarando seus olhos assim que levantou a cabeça, seu rosto estava desfigurado em uma máscara de dor, suas mãos envoltas no líquido vermelho que escorria de seu peito, como se fossem luvas.

E mesmo assim, apesar de tudo, seus olhos quando o encararam não demonstravam raiva, não demonstravam ódio, eles pareciam arrependidos, como se tudo tivesse sido sua a culpa, como se dissesse que sentia muito e que iria ficar tudo bem.

Mas ele sabia que não.

Era apenas o começo.

Por que você não pode simplesmente me odiar!

O fato de não o odiar somente tornava tudo mais difícil, ainda não queria matá-la, antes tinha que descobrir como ela o havia feito existir em sua nova realidade, mas agora era tarde e já cometera o erro, olhou para a jovem Melanie que tinha acabado de conseguir derrotar sua marionete, nada mais importava, não adiantaria matá-la, não adiantaria matar Arthur, estava tudo acabado, havia perdido dessa vez, ele ainda existia e agora era somente questão de tempo para matá-lo com suas próprias mãos.

Puxou a faca rápido, tinha de sair dali, não poderia se entregar ao sentimento, não agora, não quando estava tão perto. Virou as costas antes de ver o corpo cair na neve a manchando de vermelho, limpou a adaga em suas roupas sem olhar para baixo.

O primeiro passo.

Passo após passo começou a caminhar hesitante, não ouvia mais nada ao redor, tinha bloqueado tudo, passou pelo campo de batalha sem nada sentir, respirou fundo se acalmando, voltando a seu estado frio, insensível, chegou a sorrir ao pensar que finalmente havia conseguido.

Faltava pouco, muito pouco, pensou enquanto arrancava a capa dos ombros a jogando no chão, dando seus últimos passos para fora daquela realidade condenada, desaparecendo no ar como se nunca tivesse estado ali.





Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Os Guardiões do Tempo: Agentes da Ordem - Parte II" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.