Sonhos de Grãos de Areia escrita por LaviniaCrist


Capítulo 5
Pequeno


Notas iniciais do capítulo

Eu aconselho para lerem enquanto ouvem a música Melody of Tears de Beethoven (tem o link dela nas notas finais).



 

— Ele é pequeno — a afirmação saiu com um tom de decepção por parte de Rasa — É prematuro? Você tem certeza de que ele vai ficar bem? — talvez não fosse decepção, mas sim espanto.

“Então é... É o meu filho! ”.

Karura pensava um tanto mais calma depois do trabalho de parto complicado que tivera. Mesmo tentando fazer parte daquela conversa, ela precisava primeiro controlar a respiração falha, mas nada a impedia de ouvir o marido e Chiyo conversarem entre si.

— Ele só está se adaptando. — a resposta da médica foi curta e simples — Pelo menos, com a terceira criança, sabemos que aquilo é compatível. Essa criança deve ser criada com muito cuidado...

O rumo que aquele diálogo estava tomando não agradava Karura nem um pouco. Aqueles “bips” dos aparelhos incomodava, não a deixando se concentrar bem.  Os médicos olhando para ela daquele jeito e depois cochichando entre si era algo irritante, parecia que escondiam algo.

“É do meu filho que estão falando e eu não vou deixar que continuem! ”.

—  Por favor, me deixe ver... — Karura precisou respirar fundo antes de conseguir terminar o pedido — ... o rosto do meu filho.

— Você está bem, Karura!? — o olhar de desespero de Rasa só deixava claro o quão superprotetor ele conseguia ser as vezes.

Ela preferiu ignorar a pergunta e sorrir para o bebê de cabelos vermelhos que era levado até ela, afinal, ela se preocupava muito mais com a pequena criança que acabou de nascer do que consigo mesma.

— Ele é tão pequeno... — ela fechou os olhos, como se o tempo tivesse sido congelado naquele instante.

A imaginação a levou até o futuro.

Um futuro onde ela já estaria tranquila, com o pequeno Gaara nos braços enquanto os ouros filhos observavam o caçula. Temari, que era sempre mais calada e observadora, não parava de enche-la de perguntas. Já Kankuro ainda estranhava tudo aquilo, mas logo iria começar a ficar tão animado quanto sempre.

— E ele vai ficar pequeno assim por quanto tempo? — a garotinha alternava o olhar para a mãe e para o irmão a todo momento. — Alguns meses?

— Ele é um bebê, Temari! — Karura acabou rindo — Ele será sempre menor do que vocês dois, então tenham paciência com ele, está bem?

— Hun... — Kankuro acenou positivamente, se apoiando no braço dela e olhando melhor para o irmão.

— Sim! — a loira sorriu — E por que ele tem essas manchinhas nos olhos?

— Porque... — ela pensou em como responder aquilo, mas não sabia uma maneira simples de explicar — Oras, porque sim!

— Só por isso? — a garota ficou um tanto chateada.

— Você sempre diz que porque sim não é resposta... — o garotinho resmungou, cruzando os braços.

— Certo, certo... — ela olhou ao redor, tentando pensar em alguma desculpa melhor — É porque...

— Crianças, deixem a mãe de vocês descansar em paz! — a interrupção de Rasa, que abria a porta do quarto, não poderia chegar em um momento melhor — Andem, para fora vocês dois. — ele cruzou os braços e esperou até que as duas crianças, agora mal-humoradas, saíssem.

— E você? Não vai me deixar descansar em paz? — a mulher sorriu divertida, enquanto observava o marido caminhar lentamente até ela.

— Só depois de saber como está se sentindo — apesar de tentar se manter sério, ele se derretia só em olhar para Karura.

— Estou bem e o Gaara também está bem. — ela colocou o filho, cuidadosamente, ao seu lado na cama — E está crescendo rápido...

— Sempre crescem rápido... — acabou surgindo um sorriso nas feições sempre sérias de Rasa, enquanto ele abraçava a esposa cuidadosamente, se debruçando sobre ela.

“Mas ainda é tão pequeno que quero protege-lo...” .

Abraços sempre são reconfortantes, amorosos e calorosos, mas estranhamente aquele abraço não foi tudo isso. O frio que Karura sentia permaneceu. Era como se aquele sonho feliz escondesse dela um sono profundo, frio e solitário.



Notas finais do capítulo

Pequeno não foi só o título, mas o texto também.
Link da música: https://www.youtube.com/watch?v=jYjRBDk2IYY
Espero que tenham gostado!
Sugestões, dicas, críticas e observações são muito bem-vindas.



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Sonhos de Grãos de Areia" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.