Além do Tempo escrita por Tha


Capítulo 3
Capítulo 2


Notas iniciais do capítulo

Oi Oi pessoal, como estão? Espero que gostem e boa leitura :)



Edward Cullen lembra-se muito bem do dia de sua transformação, da dor que sentiu e Carlisle o contou que ficava gritando para apagarem o fogo e não parava de gritar fogo. O veneno vai correndo pelas veias como brasas até que a transformação esteja completa em três dias. Sua transformação ocorreu em 1918, um ano atrás o menino Masen pensava em se alistar para o exército, mas isso foi arrancado de sua cabeça quando conheceu Marie.

Mas como diz Esme isso são águas passadas, o vampiro entendia que sua mãe biológica quis o salvar da morte pedindo para Carlisle o salvar, mas a dor de saber que Maire estava morta por causa da gripe espanhola foi de mais para ele, porém acabou descontando sua raiva da perda em animais e consequentemente em humanos.

Anos depois Carlisle transformou Rosalie pensando que ela seria a parceira de Edward, mas não foi bem assim a vampira acabou desenvolvendo um amor de irmão para com o telepata e encontrou Emmett um ano depois.

E assim Edward virou o único solteiro da família Cullen, agora voltando ao presente o vampiro não sabia do porque de Carlisle querer levar o pedaço de madeira para a Inglaterra. Todos da família sabiam que o patriarca viveu em uma época que caçar bruxas, vampiros e lobisomens era um hobbi para os homens camponeses e por causa disso acabou virando uma das criaturas.

— Vamos Edward – chamou Emmett

O telepata suspirou e foi se juntar aos seus irmãos, e juntos foram para a escola, Alice estava tagarelando sobre moda com Rosalie, Jasper estava em silencio deixando os pensamentos voarem, Emmett ficava jogando uma bola de basebol de um lado para o outro e Edward conduzia do carro até o estacionamento.

Para eles o dia seria normal, mas se enganaram quando ficaram sabendo que dois novos estudantes foram adicionados a escola, os irmãos viram os novos estudantes encostados em seus respectivos armários conversando em tom baixo.

— Quais serão os nomes deles? – perguntou Rosalie – Não é todo dia que aparecem novos estudantes

— Não sei, não estou conseguindo captar nada na mente deles e pelo que Alice me falou também não está conseguindo ver nada – respondeu Edward

O dia para Rony e Harry foi parado, eles estavam acostumados com as aulas de Hogwarts, mas a aula de literatura para os dois parecia uma aula que tiveram com a professora Minerva McGonagall que agora é a diretora da escola de magia e bruxaria.

Quando o dia escolar acabou, eles foram para casa e fizeram uma chamada para as três bruxas que eles mais adoravam que foi atendida por Hermione.

Olá meninos, com estão indo? — perguntou ela

Harry movimentou a varinha para o lado fazendo com que a imagem ficasse do tamanho da sala mostrando Gina e Bella que estavam ao lado de Hermione mais nitidamente.

— Não descobrimos nada até agora – respondeu Rony frustrado

Mas é claro que isso não iria acontecer da noite para o dia, Rony — Isabella deu um sorriso para a careta do ruivo

— Só tem uns adolescentes meio estranhos na escola – Harry deu de ombros como se isso não fosse algo alarmante

Isso toda escola tem – Comentou Gina

Recebemos uma coruja hoje a tarde, ela continha uma varinha em suas garras, não sabemos da onde é e nem se a MACUSA que enviou – informou Hermione mostrando a varinha 

Pensamos em fazer uma pesquisa, mas ela está suja de sangue provavelmente foi arrancada da mão do dono que tentava se proteger – apontou Bella

Mione, mandou uma carta para a professora McGonagall perguntando se aconteceu algo estranho em Hogwarts – falou Gina

— E qual foi a resposta dela? – pergunto Harry

— Que nada de errado aconteceu, os estudantes estão bem e tudo está tranquilo — Respondeu Bella

A ligação acabou depois de horas de conversa, os meninos então foram dormir com a consciência tranquila, já na casa dos Cullen’s, Esme informou que Carlisle guardou o pedaço de madeira e mais tarde jogaria fora, pois não descobriram nada a respeito.

Edward subiu as escadas e viu a enorme cruz feita de madeira escura pendurada na parede, era uma das heranças que Carlisle pegou do pai quando o mesmo morreu de desgosto, para o pai adotivo criatura como eles tinham um espaço no paraíso, mas para ele o lugar dos vampiros não era no céu e sim no inferno. Isso era uma discussão recorrente entre o patriarca e o telepata, mas Carlisle sempre convencia Edward do contrário.

Para todos encararam esse dia como mais um vencido e sobrevivido.

Continua...



Notas finais do capítulo

E então gostaram? Espero que sim
Comentários para o capítulo, críticas ou dúvidas podem mandar elas são bem vindas
Bjs Bjs Tha



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Além do Tempo" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.