Terror no Hotel Paradise (Paraíso) escrita por Vampira Nyx

Terror no Hotel Paradise (Paraíso)

História fictícia e original de autoria de Giórgia N. (Vampira Nyx).

Sinopse: Era para ser uma viagem de férias, em outro país...


Classificação: 16+
Categorias: Originais
Personagens: Personagem Original
Gêneros: Mistério
Avisos: Violência

Capítulos: 37 (77.491 palavras) | Terminada: Sim
Publicada: 12/01/2018 às 22:21 | Atualizada: 03/06/2018 às 04:21

Notas da História:

Essa história fictícia e original tem classificação etária de + 16 anos;
Contém violência, sexo e linguagem imprópria.
Não é permitido cópias, nem plágios.


Crime de Violação aos Direitos Autorais no Art. 184 – Código Penal, que diz: Art. 184. Violar direitos de autor e os que lhe são conexos: Pena – detenção, de 3 (três) meses a 1 (um) ano, ou multa.

§ 1º Se a violação consistir em reprodução total ou parcial, com intuito de lucro direto ou indireto, por qualquer meio ou processo, de obra intelectual, interpretação, execução ou fonograma, sem autorização expressa do autor, do artista intérprete ou executante, do produtor, conforme o caso, ou de quem os represente: Pena – reclusão, de 2 (dois) a 4 (quatro) anos, e multa.

§ 2º Na mesma pena do § 1o incorre quem, com o intuito de lucro direto ou indireto, distribui, vende, expõe à venda, aluga, introduz no País, adquire, oculta, tem em depósito, original ou cópia de obra intelectual ou fonograma reproduzido com violação do direito de autor, do direito de artista intérprete ou executante ou do direito do produtor de fonograma, ou, ainda, aluga original ou cópia de obra intelectual ou fonograma, sem a expressa autorização dos titulares dos direitos ou de quem os represente.

§ 3º Se a violação consistir no oferecimento ao público, mediante cabo, fibra ótica, satélite, ondas ou qualquer outro sistema que permita ao usuário realizar a seleção da obra ou produção para recebê-la em um tempo e lugar previamente determinados por quem formula a demanda, com intuito de lucro, direto ou indireto, sem autorização expressa, conforme o caso, do autor, do artista intérprete ou executante, do produtor de fonograma, ou de quem os represente: Pena – reclusão, de 2 (dois) a 4 (quatro) anos, e multa.


Capítulos

1. Capítulo 1 - Lembranças
2.357 palavras
3. Capítulo 3 – Reconhecimento
2.144 palavras
4. Capítulo 4 – Comunicado
1.534 palavras
5. Capítulo 5 – Domingo
1.180 palavras
8. Capítulo 8 – Acabou a Luz
2.304 palavras
10. Capítulo 10 – Cara ou Coroa
1.111 palavras
14. Capítulo 14 – Oculto
1.699 palavras
18. Capítulo 18 – Sem Energia
2.178 palavras
26. Capítulo 26 – Sem Atropelos
2.830 palavras
28. Capítulo 28 – Fugas
2.687 palavras
32. Capítulo 32 – Regras e Leis
2.772 palavras
36. Capítulo 36 – Rosetown
1.767 palavras