Diário de Guerra escrita por Princesa Winchester


Capítulo 28
Capítulo 28 - Aos poucos as pessoas partem


Notas iniciais do capítulo

Olá meus lindos, estou em divida com vocês...eu sei, estou postando pelo celular e fica meio foda responder todos e ler tudo...mas vou tentar, depois de terminar de ver ST shaushau

Palavra de hoje: CANDEIA
Boa Leitura!



 

28 de Abril, Berlim, 1943.

A pequena candeia era a única fonte de luz no recinto. Meu corpo estava cansado e eu tentava a todo custo fechar os olhos e descansar. Ontem havia sido o dia de minha ronda e coisas horríveis aconteceram.

Dimitri e eu andávamos por uma estreita passarela que dava acesso a fronteira nazista. Estávamos atentos, isso eu não podia negar, contudo, em um mísero deslize, fomos surpreendidos por dois soldados alemães.

A princípio, achamos que aquilo seria fácil, estávamos em dois contra dois, nada de ruim poderia acontecer, mas como estamos falando da minha vida e dos meus amigos, as coisas nunca seriam fáceis.

Eu estava dando conta do desgraçado que tentava a todo custo me esfaquear e Dimitri também parecia estar com tudo sob controle. Contudo, as coisas aconteceram rápido demais e em poucos minutos vi seu corpo caindo sem vida.

Naquele momento, a única coisa que eu consegui fazer foi gritar e em seguida, quando sai do estado de choque, terminei o trabalho. Peguei o corpo de meu amigo e o carreguei para a base onde uma mortalha o acolheu juntamente com o luto dos soldados.

 E aos poucos, todos vão partindo de minha vida.



Notas finais do capítulo

Último capítulo tristinho para vocês...logo, juntem as peças...alguém terá um final feliz... :3



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Diário de Guerra" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.