Diário de Guerra escrita por Princesa Winchester


Capítulo 27
Capítulo 27 - Confronte seus medos


Notas iniciais do capítulo

XURASTEI OU XURAGOU?
Olá meus amores, como estão?
Tá demorando um pouco mas estou respondendo e colocando em dia as fic's aos pouquinhos, amanhã porque hoje eu estou focada em assistir Stranger Things assim que eu chegar da faculdade sshuahsuahsua

Palavra do dia: ARREFECIDO
Boa Leitura!



27 de Março, Berlim, 1943.

Confrontar os medos.

Essa era a premissa que todos nós, soldados, devíamos seguir com afinco. Temos demônios dentro de nós, demônios que tentamos reprimir todos os dias quando descansamos de nossos plantões a noite. Contudo, sabemos muito bem que mesmo quando isso terminar, as lembranças do horror continuariam perseguindo nossas vidas até depois do fim da mesma.

Naquela noite ainda estávamos nos acostumando novamente ao vento arrefecido da primavera alemã e, por alguns minutos, me vi relendo a última carta de Nádia. Nosso bebê já se encontrava no sexto mês no ventre de sua mãe e ela já podia sentir alguns pequenos movimentos.

Meu coração se enchia de energia e de saudade a cada notícia que recebia sobre eles. Aproveitei meu momento só e lhe dei escrevi, sempre tomando cuidado para não ser pego pelo meu supervisor.

Há algumas semanas atrás, descobri que Nádia estava convencida de que eu havia morrido, pois, as cartas que lhe enviei foram extraviadas. Não precisava de nenhuma bola de cristal para unir os pontos e descobrir que quem estava por trás disso era o meu superior.

Desde então eu escrevia escondido, sempre temendo o dia em que fosse descoberto.



Notas finais do capítulo

Hehehehe quase deu ruim para Nádia e Niko...quem aqui aposta em um final feliz?



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Diário de Guerra" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.