Diário de Guerra escrita por Princesa Winchester


Capítulo 25
Capítulo 25 - Desligue a humanidade


Notas iniciais do capítulo

Olá meus amores! Agora finalmente posso recomendar as Drabbles (eu ouvi um amém?!). Logo, logo começarão a chegar ai, só preciso de tempo shaushuahsua

Palavra de hoje: MORTALHA
Boa Leitura!

PS: HOJE TEM SALTO NO TEMPO!



25 de Dezembro, Polônia, 1942.

Dois meses se passaram desde a nossa pequena invasão em um dos inúmeros campos de concentração nazista. Desde então, diversos ataques surpresas nos são feitos e a retaliação no mesmo nível. A cada dia que se passava, uma mortalha era providenciada em honra aos mortos e nosso exército cada vez mais escasso.

Escrevia de forma frequente para Nádia e para minha mãe. Ganhei uma fotografia de minha noiva tricotando a primeira roupa de nosso filho ou filha. Meus olhos se encheram de lágrimas e cerrei os punhos, aquilo nunca acabaria? Por mais quanto tempo ficaríamos ali, com o perigo de sermos mortos a qualquer instante?

Hoje era natal, e a neve caía vagarosamente, exatamente igual ao dia em que eu soubera do meu alistamento. Minha trajetória na guerra me mostrou os horrores que o ser humano é capaz de fazer e como devemos nos portar diante dessas atrocidades. O segredo para se enfrentar um período como esse era simples: devíamos desligar nossa humanidade.

Sem ela, executaríamos nosso trabalho melhor e evitaríamos que nossas emoções atrapalhassem nossa sobrevivência. O que mais eu preciso ver, ou saber, para entender que, nessa guerra, ou você mata ou morre?



Notas finais do capítulo

Niko sem humanidade...?! O que vocês acham disso?!



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Diário de Guerra" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.