Diário de Guerra escrita por Princesa Winchester


Capítulo 11
Capítulo 11 - O delírio de um soldado


Notas iniciais do capítulo

Olá meus amores!
Vou voltar a responder o comentários agora mesmo, me perdoem por favor! Estou passando por uns momentos difíceis e ultimamente não tenho ânimo nem pra ir na faculdade :(

Palavra de hoje: ANÁTEMA
Boa Leitura!



11 de Outubro, Rússia, 1942.

Mais uma vez a guerra mostrou-se para mim como uma forma anátema, e cá estou eu, na ala dos feridos lutando para ficar acordado, reprimindo os gemidos de dor.

Ao olhar para o lado eu podia ver meus companheiros, alguns sem uma perna, outros sem um braço, outros cegos e alguns não resistiriam mais do que essa noite.

Ouvi por alto de alguns médicos, que provavelmente eu ficaria manco devido o tiro ter atingido minha perna. Eu ainda estava febril e não tinha certeza de nada, mas por um momento, vi Nádia sorrindo para mim.



Notas finais do capítulo

Tá delirando e tá manco...vish!



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Diário de Guerra" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.