Inabalável SARA escrita por tsubasataty


Capítulo 23
7.




Mike é um homem sério, centrado e disciplinado. Ao mesmo tempo, é alguém extremamente amável e de sorriso fácil. Ele é sociável, sabe manter a confiança das pessoas e, quando constrói laços íntimos com alguém, tem a certeza de que vai querer que aquela pessoa faça parte da sua vida para sempre. Mike, basicamente, é alguém que todo mundo gostaria de ter por perto.

Quando conheceu Sara, no entanto, não foi o melhor dos encontros.

 

Ela havia acabado de cair de um telhado e estava desmaiada no chão. Tinha uma mochila enorme nas suas costas e todo o chão ao redor de sua cabeça estava manchado de sangue. Assim que a viu, Mike não pensou duas vezes: correu para ajudá-la.

Pegou o Kit de Primeiros Socorros que ele mantinha dentro da mochila desde que começara a ser treinado na Ressurreição para ser o médico da pequena ala de sobreviventes e começou seus cuidados para com Sara. Checou seus batimentos cardíacos, seus olhos e por fim focou nos cuidados de sua cabeça.

Havia sido um tombo feio, mas aquele sangue era de um ferimento externo causado pela queda, como ele constatou rapidamente, e não tinha sinal nenhum de que havia algum sangramento interno. Suas mãos agiram rápidas, procurando por medicamentos para limpar a ferida e tratá-la, além de gaze e algodão suficientes para enrolar em torno da cabeça da mulher.

Até aquele momento, Mike não parou para analisar Sara em si; estivera até então só preocupado em mantê-la viva. Quando terminou todos os seus cuidados, foi que ele notou os traços fortes e gentis da mulher em seus braços.

Ela tinha o cabelo cortado bem rente à cabeça, num corte masculino convencional. Seus cabelos e pele eram extremamente claros, e ela estava realmente limpa e bem cuidada, mesmo com todo o apocalipse acontecendo ao redor de todos eles.

“Será que ela está sozinha desde que tudo começou? Não tem mais ninguém aqui para ajudá-la...?”, Mike pensou consigo mesmo e algo no inconsciente dele dizia que a resposta era sim para ambas as perguntas.

Enquanto fitava em silêncio o rosto dela, a mulher lentamente começou a recobrar os sentidos. Nessa hora, Iara já estava pegando a mão de Sara e acariciando levemente a face da companheira. Com cuidado, Mike a colocou no chão novamente e se afastou um pouco.

Depois de alguns instantes, Sara enfim abriu os olhos.

*

Os dias foram passando...

Ela e Mike lentamente começaram a se aproximar cada vez mais.

Não demorou para o homem perceber o quanto aquela mulher que cedera sua casa a praticamente um estranho como ele era notoriamente incrível. Sara parecia uma enciclopédia ambulante sobre como sobreviver num mundo sem eletricidade ou saneamento básico. No primeiro dia, mostrou todas as suas invenções à trupe e Mike pensou o quanto todo aquele conhecimento teria sido útil na Ressurreição – talvez, quem sabe, se Sara estivesse trabalhando junto com os líderes, teria sido capaz de salvar o alojamento dos zumbis... Esse foi um pensamento que pesou por dias na mente de Mike.

Mais tarde naquele dia, quando a horda de zumbis enfim passou e o grupo fez sua primeira fogueira juntos, Mike não conseguiu tirar os olhos de Sara. À luz das chamas, agora sorrindo e se divertindo com os amigos, aquela mulher a sua frente era simplesmente fantástica. Algo no coração do homem começava lentamente a mudar...

 

— Você não tem cara de dentista. – Sara murmurou num determinado dia, enquanto eles conversavam.

— Por que não?! – Mike indagou depressa, curioso.

— Hmm... – Sara pensou. Pegou rapidamente uma das mãos dele e analisou a palma. Um arrepio cobriu todo o corpo de Mike no instante em que ela percorreu os dedos suavemente ali antes de continuar – Você tem a pele bronzeada, queimada de sol, e não tem mãos delicadas de dentista.

Mike riu, divertido.

Embora conseguisse mostrar aquele sorriso fácil, por dentro o homem estava numa mistura de sentimentos que o faziam quase sufocar. Ele queria conhecer Sara mais, queria se aproximar cada vez mais dela, e todo o seu ser ansiava por saber cada minúsculo detalhe daquela mulher inabalável que estava agora ao seu lado.

Mike demorou a criar coragem, passaram-se dias e dias. Porém quando ambos estavam sozinhos em casa, naquela noite fria em frente à fogueira, o homem não aguentou mais. Talvez tenha sido a bebida, talvez tenha sido aquela coragem insana de 20 segundos – talvez a combinação de ambos.

Mas ele não conseguiu mais se segurar.

— Sabe o que eu acho, Sara? – Mike falou naquela noite, finalmente quebrando o silêncio que havia se instalado entre eles – Essa chama é como você, Sara... Extremamente poderosa, chamativa e aquece o coração de qualquer um.

O homem estava tenso, com o coração batendo enlouquecidamente no peito, porém viu Sara prender a respiração, e ela parecia exatamente tão tensa quanto ele.

Os dois se olharam dentro dos olhos e viram algo brilhar dentro deles, algo intenso, quente e feroz. Mike sabia, finalmente havia percebido: ela sentia o mesmo também. Viraram-se um para o outro no mesmo instante. Mike abraçou com força a cintura e as costas de Sara, puxando-a para si, ao mesmo tempo em que ela colocava firmemente as mãos no cabelo dele, agarrando aqueles fios. Pela primeira vez, trocaram um beijo ávido, sôfrego e simplesmente insaciável.

Um momento depois, já estavam subindo as escadas, abraçando-se e se beijando no caminho todo até chegar ao quarto de Sara. Ele tirou a roupa dela, ela tirou a roupa dele. Ambos se olharam, completamente nus, e sorriram um para o outro. Fizeram amor a noite toda, um amor que começou insano, selvagem, mas que foi ficando cada vez mais calmo à medida que a noite avançava.

Eles não sentiam apenas tesão um pelo outro, sentiam também ternura, cumplicidade, amor e carinho. Eram como duas almas que finalmente se completavam.

Quando ambos gozaram o suficiente e sentiram toda aquela onda de prazer dominando-os por completo, ficaram abraçados na cama, acariciando os cabelos um do outro até pegarem no sono. Abraçados ali naquela cama, eles pareciam um único ser.



Notas finais do capítulo

Jesus cristo...
Comentários?!



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Inabalável SARA" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.