Fanfiction escrita por Missy Saxon


Capítulo 4
E será o fim?


Notas iniciais do capítulo

Imagem de capa representa Nyara. A descrevi de duas formas o que significa que ela se regenerou antes de rever a Missy, mas isso é outra história rsrs
Eu escrevi esse capítulo umas 3 vezes, e só na 4 ficou mais ou menos como eu queria, aí vcs dizem o que acharam.

Boa leitura!



2008

Mestre havia morrido a poucos meses. Sua esposa, Lucy o havia matado, e por isso a pequena Nyara havia ficado sozinha, sua mãe estava presa e não tinha a mínima ideia de onde estava sua filha, e todos achavam que ela estava louca, e não acreditavam que ela havia tido um filho com aquele homem cruel. Ela não tinha mais nada que fazer a não ser chorar por não poder recuperar seu bem mais preciso, sua filha.

Naquele momento ninguém imaginava que Mestre viria do futuro buscar sua filha. Parte do orfanato foi incendiado, tendo a morte de quatro crianças e duas freiras, tudo para que ele pudesse sair de lá com Nyara.

— Garotinha, agora você estará segura. Vou te levar para um lugar onde você ira aprender muita coisa e me dará orgulho. Aqui eles não te entenderiam. Sabe de uma coisa? Acho que teríamos sido uma bela família, Eu, Você e sua mãe. Lucy, mulher excepcional, pena que teve a audácia de me trair. Bem agora você ficará bem.

Ele a leva para um colégio do século 51, onde exigiu que a menina tivesse os melhores cuidados.

Alguns anos depois, quando Nyara já estava maior, ele voltou, mas a viu de longe. Ela estava num jardim do colégio brincando, ele vai até lá e se senta num banco para vê-la. Estava feliz por sua filha mais nova não precisar ir para a acadêmia dos lords, assim não passaria pelo que ele passou.

— Oi, senhor - Uma garotinha com mais ou menos 10 anos o chamara. Era tão linda, tinha pele clara e cabelos lisos e loiros, como os de Lucy - Você tá triste?

Ele não entendeu o porque da pergunta dela.

— Claro que não! Porque diz isso, pirralha?

— Você está chorando. - Ela seca a lágrima dos rosto dele. Somente naquele momento havia notado sua lágrima, mas não sabia o porque.

2017

— Missy? Você está bem? - O Doutor lhe pergunta. Ela estava mais pálida do que já era.

— Sim. - Era óbvio que estava mentindo. Uma se suas mãos parecia começar a sumir.

Eles haviam saído do salão principal do museo com muita presa e cuidado. Estavam agora numa sala de guitarras. Não era muito grande, tinham guitarras em redomas para amostra, e havia apenas uma porta. Talvez não tivesse sido uma boa escolha aquela sala.

— E agora? O que faremos? - Essas perguntas vieram de Bill, que sabia o quanto estavam ferrados.

— Isso Nyara que irá resolver, ela que tem domínio da técnica de controle - Missy disse entre fortes respiros.

— Nyara, não há nenhuma brecha para resolver esse problema? - O Doutor lhe pergunta com esperança.

— Não há nada. - Ela tira toda a esperança dele - Bem, até tem, mas não sei se quero.

— O que? Diga logo! - Ele estava impaciente.

— A escritora teria se ser consumida por sua criação, assim tudo voltaria ao normal. Eu teria de morrer.

— Isso não! Tem que ter outro jeito - O Doutor não queria mortes, ainda mais da filha da sua amiga.

— Se isso for salvar o mundo, seria bom ela fazer - Missy diz.

— Ela é sua filha, Missy! - Ele se revolta com o que ela havia dito.

— Ela quem fez tudo isso. Então nada mais justo.

— Você não mudou nada.

— Eu não serei perfeita, Doutor - Missy o responde.

— Legal, DR agora - Nyara diz entediada - Eu ainda estou aqui, sabiam? E aliás Doutor, se conseguirmos sair daqui vivos, o que você fará comigo, já que me quer viva?

— Você ficará comigo, presa no cofre junto com a Missy. Você é um perigo solta.

— E se eu não quiser?

— Você não teria escolha - Ele a informa.

— Então é melhor a morte! Não sou como a Missy que preferiu mudar de lado. Jamais serei boa, Doutor.

— Não seja tola! - Missy diz - O que você crê ser maravilhoso hoje, não será assim a vida toda.

Todas as luzes das outras salas se apagaram, faltava pouco para chegar a eles.

— Vocês estão tão preocupados em coisas bobas, que não notaram que só tem luz aqui - Bill informa.

— Tem razão, minha bela morena - Nyara diz - Logo vamos todos morrer, mas eu posso salvar vocês, mas farei somente por você - Ela vai até Bill e lhe dá um selinho - Pena que te conheci nessas circunstâncias. Você sim vale a pena. É inteligente.

Bill ficou sem palavras diante da situação.

— Missy, eu lamento, mas ele já faz parte de você - Nyara só diz isso e ninguém entende nada.

— Não! Você não pode... - O Doutor tenta impedir Nyara.

— Isso é melhor do que ficar presa com você e ao lado dela - Aponta para Missy - Adeus. - Nyara saiu correndo até os anjos e sombras.

Após poucos segundos se ouve um grito, e tudo volta ao normal. Ainda estavam no museo. Doutor procurou por Nyara, mas não a encontrou, então deduziram que ela estava morta.

— Eu sinto muito, Missy - O Doutor diz como consolo.

— Tudo bem - Ela responde.

Eles voltam para Tardis e tudo volta como era antes de toda a história da Fanfiction.

Algum tempo depois...

O Doutor estava cercados de alunos. Estavam todos impressionados com o bebê que o Doutor dizia ser seu filho.

— Ele tem olhinhos muito lindos - Diz uma aluna A mãe dele também tem olhos azuis?

— Eu não sabia que você era casado, Doutor - Diz outra aluna.

— Err... Bem... - Ele começa, mas aparece Bill para salva-lo dos interrogatórios.

— Doutor, acho que ele precisa dormir, né? - Bill diz.

— É, tem razão! Até mais garotas - O Doutor diz saindo.

— Tem novas fanfics muito boas Doutor - Ela diz após eles se afastarem.

— E você ainda lê isso?

— As fanfics da Sra Saxon sumiram.

— Deve ter sumido com a morte dela.

Eles entram na Tardis onde encontram Missy.

— Ele já dormiu? - Missy pergunta.

— Quase - O Doutor responde.

— Acharam que vocês eram casados - Bill diz rindo.

— Isso jamais! - Missy diz indignada - É melhor deixar ele dormir no berço e vocês vão logo pra aula - Estava sem paciência.

— Não acho que seja bom pro bebê ficar aqui com ela - Bill não confiava em Missy.

— O que eu faria com ele? - Missy lhe pergunta.

— O que fez com Nyara - Bill responde, mas foi como se acertassem facas nos corações de Missy.

— Bill - O Doutor coloca sua mão no ombro dela como se dissesse, pare de falar antes que piore.

— Acho que tenho que ir - Ela diz se retirando.

— Eu também vou indo - Diz o Doutor - Sei que o bebê vai estar em boas mãos.

Ele coloca o bebê no berço que havia sido seu, e logo sai.

Missy se senta numa poltrona no topo de uma das escadas da Tardis e o berço estava ali do lado.

Pouco depois a porta da Tardis se abre e um som de violino se é ouvido. Missy pensa que aquilo é impossível, ela estava morta.

— Eu não morri, se é o que você pensou.

Missy desce as escadas lentamente.

— Como isso? - Missy pergunta intrigada.

— Seu filho nasceu, né? Deve ter uns olhos lindos.

— Deixe de enrolação! Diga logo como sobreviveu!

— Não é óbvio? Eu enfrentei o perigo, os anjos e as sombras se foram, mas ainda restou o bebê. Ele foi criado por mim, mas sobreviveu porque se tornou real quando você começou a sumir. Ele virou parte de você. Ele viver me fez viver. E agora o quero de volta.

— Não! Não o vai tirar daqui! - Missy diz firme.

— Quem disse em tirar? Vou ficar aqui com vocês - Ela diz.

— O Doutor não vai permitir isso.

— Então neste caso... - Nyara acerta Missy com o violino que cai desacordada - Terei de leva-lo a força.

Nyara passa por cima de Missy e vai até o bebê e tirando do berço onde ele dormia.

— Olá irmãozinho! Como eu que te criei, nada mais justo do que você ficar comigo não é?! - Ela desce as escadas - Eu disse Missy, iria tira-lo de você. Sempre se lembre, um bom ninja não baixa sua guarda, nem para seu próprio filho. Não, espere, isso eu vi em Naruto, mas bem, não devia ter baixado a guarda. Até mamis - Ela vai em direção a porta e vai embora...



Notas finais do capítulo

E chegamos ao fim... Nyara inicialmente era parte de uma história que fiz a 3 anos, mas ela seria uma timelady guerreira que ajudaria o Doutor, mas como perdi a história kkk resolvi reciclar ela como vilã.

Bem, até uma próxima ♥♥



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Fanfiction" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.