Love Scars escrita por Grape Booi


Capítulo 3
Confuso




O Uzumaki ofegava, nos intervalos dos beijos que trocava com a loira à sua frente. Ela era incrível... Ino lhe fez o convite, estava esperando do lado de fora, era bonita... Por que recusar? Poderia até ser vulgar demais na opinião dele, mas não parecia ser de todo ruim. Mesmo que não fosse a Hyuuga que tanto queria... A oportunidade tinha batido em sua porta. Que mal faria abrir?

Enquanto saía da sala, se perguntava o por que estava tão confuso. Afinal, sabia que gostava de Hinata, mas sentia a vontade de ceder ao convite da novata. Acabou não dizendo nada a seu amigo Uchiha, que com certeza encheria seu saco, e ele queria resolver isso sozinho.

Sentia uma certa atração quando via a loira. Era uma mulher muito bonita, isso ninguém podia negar. O que estava sentindo por ela era... Superficial. Era mais um desejo. Não era como se sentia sobre a Hyuuga, sobre quem ele pensava, muitas vezes durante seu dia. Dois jovens, sem compromisso com nada nem ninguém, então, por que não?

Estavam juntos ali naquela rua já fazia um tempo, com o Uzumaki na frente, e ela, com as costas apoiadas no muro. Já tinham duas marcas de chupão no pescoço do loiro, que acariciava a cintura da menina, tomando cuidado para não descer demais. Não era a primeira vez que fazia isso, mas também não era o mais experiente do mundo... Havia ficado com algumas meninas em sua adolescência, mas nunca nada sério. 

Ela abriu a parte da frente do uniforme dele, fazendo um carinho em seu peito, arranhando de leve, arrancando alguns gemidos do loiro. Foram interrompidos pelo seu celular tocando... Era seu padrinho, Jiraya, pedindo que fosse logo para casa, afinal, seu amigo estava lá o esperando. Tinha esquecido que Sasuke disse que passaria em sua casa mais tarde. 

— Ino, eu preciso... Preciso ir. - disse, meio sem jeito, enquanto abotoava a blusa novamente.

— Você é uma delícia, Naruto... —kun. - falou, sorrindo e lhe dando um selinho demorado. Ele gostou de ouvir aquilo, sorriu também. Não se sentia nervoso, como era com Hinata... Se sentia... Diferente. Era essa a palavra certa. Diferente.

— Podemos continuar amanhã, se quiser. - até se assustou pelo modo que falou. Não era assim, de forma alguma. Mas... Ele bem queria. 

— Com certeza. - a loira pegou sua bolsa do chão e deu as costas, indo embora. - Até amanhã. - ele sorriu, a observando. De alguma forma, estava ansioso para o dia seguinte... Mas também não poderia negar que estava bem confuso quanto aos seus sentimentos. Suspirou fundo, deu meia volta, e foi andando até em casa.

—---------------------------------------------------------

 

— Garoto, acho que nem preciso perguntar por que se atrasou. - ouviu seu padrinho falar, enquanto entrava em casa. Jiraya, um homem alto, de cabelos grisalhos, e olhos negros, falava, encostado na parede da sala. Era uma casa simples, tinha dois andares, uma sala bem arrumada, o sofá no meio, uma TV, os paredes amareladas, num tom meio fosco.

— Hm? Ah, oi, ero-sennin. - se dirigia às escadas, quando foi interrompido.

— Isso parece marca de chupão. - falava, provocando. Seu padrinho era um grande pervertido, isso sim.

— Cala a boca. - bufou, irritado.

— Eu ouvi isso mesmo? - Naruto nem chegou a notar que Sasuke estava sentado no sofá. - Mas já, garanhão? - virou a cabeça pra trás, encarando o amigo.

— A Haruno resolveu te dar uma chance? - o velho perguntou, rindo.

— Não enche, ero-sennin. - ahh, ela não. Tudo menos falar dela. Suspirou, tentando não se irritar. O dia estava indo bem, não tinha necessidade daquilo agora. Tudo o que queria era não se lembrar de Sakura. - Estava com Ino. - falou, desviando o olhar, sabia que os dois encheriam seu saco. Inevitavelmente.

— A novata? - o Uchiha até levantou do sofá. - Meus parabéns, dobe. - bateu nas costas do amigo, rindo.

— Tem fotos? - ouviram Jiraya perguntar, enquanto se sentava no sofá.

— É por isso que a velha não quer nem saber de você. - o Uzumaki disse, rindo, e Jiraya só murmurou algo baixo, resmungando. - Velho ero. - foi em direção às escadas, subindo para seu quarto. Sasuke o seguiu.

— Quem diria, ein. - ouvia o que o seguia dizendo, enquanto ia em direção ao seu quarto.

— Ela é incrível, Sasuke. - fechou a porta, enquanto jogava a bolsa em algum canto, logo, ligou o videogame, que estava acima de sua cômoda. Seu quarto não era muito grande, mas era bem confortável. As paredes, amareladas como as da sala, sua cama no centro, com um criado mudo do lado, a frente, a TV, seus videogames, nas paredes, alguns pôsteres de filmes e jogos que gostava. 

— É, garanhão, tá chovendo na tua horta. - ouviu o outro rir, e sentou-se na cama do Uzumaki, pegando um controle pra jogar. - Mas e aí, a Hyuuga, como fica nessa história?

— Ah sei lá, Sasuke. - suspirou. - Eu gosto muito dela, você sabe. - disse, enquanto fazia o mesmo que o outro. 

— Quer as duas? 

— N-Não, Uchiha. Porra. - resmungou, irritado. Jamais faria isso. - A Hinata é muito tímida, estamos nos aproximando aos poucos, agora... Almoçamos juntos, hoje.

— Você não perde tempo. 

— Ela que me chamou... Fomos lá pro terraço, quando aquelas desocupadas chegaram pra encher o saco da Hinata.

— Ah, aquelas garotas são um saco. - suspirou, revirando os olhos. - O garanhão aí as botou pra correr?

— Eu tinha que fazer alguma coisa, Sasuke. Como sabe?

— Tinha bastante gente comentando sobre, mais cedo. Não reparou não? A Nanami ficou bem irritada por você ter defendido a Hyuuga. - era essa a menina que Naruto não se lembrava o nome.

— É bom que assim passa a ficar bem longe dela. - bufou, irritado. - Garota nojenta.

— E a Yamanaka?

— Me disse que estaria perto do portão na hora da saída. Eu não recusei. Foi só isso. - falou, vermelho. Sasuke adorava provocá-lo.

— Justo. - riu, notando a expressão do outro. - Tá vermelhinha? 

— Vai tomar no cu, Uchiha. 

—--------------------------------------------------------

 

Hinata chegava em casa com sua cabeça a mil. Estava nervosa. E vinha caminhando com a Mitsashi em silêncio, enquanto voltavam da escola. A amiga tinha percebido, mas como percebeu que a Hyuuga não parecia muito a vontade para conversar fora de casa sobre o assunto, resolveu esperar. As duas subiram para o quarto dela, e Tenten fechou a porta, assim que entraram. Estava sempre lá, por conta de Neji, ou mesmo por conta da amiga, embora não morasse nessa casa, talvez quase. Se não fosse por Yuki, com certeza já estaria, aliás, a mesma, neste horário, estava trabalhando, para a alegria das duas. 

— Hina, o que aconteceu? - ela perguntou, arqueando as sobrancelhas, encostada na porta.

— Ah, Tenten, eu sei lá. - jogou sua bolsa num canto qualquer do quarto, se sentando na cama, a outra foi logo atrás, notando que a Hyuuga não estava muito feliz. 

— Ficou assim depois que vimos o Uzumaki com a aluna nova. - disse, ouvindo a amiga suspirar, irritada. 

— Ela é uma oferecida... - murmurou baixo, mas Tenten conseguiu ouvir.

— Ciúmes, Hina? - ficou extremamente vermelha quando a outra começou a rir. - Não sabia que estava se aproximando dele. Tendo que organizar as coisas pro festival de verão, mal temos conversado... Ande, conte-me tudo e não esconda-me nada. 

— B-Bem, mais ou menos. - se encostou na cabeceira, sentindo a amiga deitar a cabeça sobre seu colo. - Ele veio aqui em casa fazer um trabalho ontem, almoçamos juntos hoje, e...

— Quem diria. - a Hyuuga desviou o olhar, envergonhada. - Andei sabendo que ele te defendeu da Nanami, mais cedo.

— E-Então você sabia! Não precisa me fazer falar as coisas, Tenten, sabe que tenho vergonha! 

— Só escutei algumas meninas conversando sobre, Hina. - riu, vendo o desconforto dela. - Ele parece um cara legal...

— O Naruto-san me tratou muito bem... E foi muito legal comigo, mas aí... Resolveu sair com a Yamanaka. - falou com certo desprezo o nome da loira. Ninguém "de fora" (tirando Neji e Tenten), nunca havia dito a ela e nem a tratado como Naruto estava a tratando. Ficou tão feliz, com algumas coisas que ouviu dele... Eles já se "conheciam" antes. Eram da mesma classe há anos, mas nunca costumavam se falar, trocaram algumas palavras, antes dos eventos que se passaram nesses dois dias.

— Ihhh, Hina. Nunca te vi assim. - sentou-se na cama, vendo que a cara da outra não era das melhores. 

— Quando a gente tava no terraço almoçando, ela começou a dar em cima dele na minha frente! - Tenten até se assustou com o jeito que ela estava começando a falar, irritada. - Quase colocou a mão lá, Tenten! Em plena luz do dia!

— Lá? - a Mitsashi ficou meio confusa, mas ao ver o rosto vermelho da amiga, entendeu, e começou a rir. - Meu deus, eu não acredito, Hinata.

— N-Não ria, é sério! - dizia, com os olhos arregalados. Não entendia o por que estava agindo daquela forma, o Uzumaki não era nada seu. No máximo, um colega, ele deveria considerar? Suspirou, irritada.

— O que tá sentindo por ele, Hina? - Tenten a olhou nos olhos. - Seja sincera.

— Eu realmente não sei... - desviou o olhar de novo. - Acho que eu escuto o que ele disse pra mim de tão pouca gente que achei que significava alguma coisa... - terminou, triste. De fato, ela não escutava aquilo de muita gente. Mas mal sabia ela que o Uzumaki não falava nada mais do que a verdade.

— Ei, calma. Não quer dizer que seja mentira. - silêncio. - O que ele disse pra você?

— Ele foi legal, Tenten... Me elogiou, disse que eu não era diferente dos outros, me defendeu... E-Essas coisas. - deu de ombros. 

— Hina, estão se aproximando aos poucos. - sentiu-a passar um braço por cima de seus ombros. - O que quer que esteja sentindo, se for o que acho que é... Vai com calma. - essa parte fez Hinata ficar pensativa. - E cá pra nós, acha mesmo que ele vai namorar aquela Yamanaka? - silêncio. - Pode ser bonita, mas não vai ficar com um só por muito tempo, anote minhas palavras. - falou, convencida.

— Talvez você esteja certa...

— Se anima, flor. - passou a mão pela bochecha da amiga, que a encarava meio triste. - Você tem é que ficar feliz por estar se aproximando de alguém como o Uzumaki, pelo o que você falou... E que o Neji não me escute, mas ele é bem bonito. - completou, encostando de leve no braço da Hyuuga. A mesma deu um pequeno sorriso, pensando que a amiga podia estar dizendo a verdade.

— Obrigada, Tenten. - a abraçou, feliz. 

— Que isso Hina, não precisa agradecer. - riu, do lado da amiga. - Me atualize sobre, ein. - ouviu Hinata rindo baixinho, também.

— Tenho que pensar sobre tudo isso... Não sei direito.

— O que sente por ele? - perguntou, a vendo assentir com a cabeça. - Bem, isso é com você... E olha só, Hina. Confiança, sempre. Eles adoram. - riu, vendo a amiga ficar vermelha com o último conselho, continuaram a conversar por mais um tempo.

—---------------------------------------------------

Havia se passado um mês desde a chegada dos novatos. Naruto e Hinata conversavam de vez em quando, isto é, quando a loira metida não vinha se intrometer. Eles não ficaram só daquela vez, tinham até mesmo boatos de que estavam namorando, o que deixava a Hyuuga bem irritada. Já tinha se dado conta do que estava sentindo, estava gostando do Uzumaki, e não era pouco. 

Cada vez que conversavam, ela ficava mais feliz, sobre o quanto ele era legal com ela, gente boa... As meninas não iam mais encher seu saco graças à ele, também, agora, havia se tornado mais raro. Acontecia eventualmente, mas nada pesado como antes, era mais fácil ignorar. Os ciúmes que se tornaram sua dor de cabeça, ultimamente...

Estava no corredor do colégio, mexendo em seu armário, quando viu Naruto passando, e parecia que pararia ali do lado dela, resolveu falar com ele.

— B-Bom dia, Naruto-k...- foi aí que notou, ao fechar um pouco a porta do armário, que a loira metida estava bem do seu lado, dando um selinho no Uzumaki, para logo depois ir embora, deixando os dois sozinhos.

— Ah, bom dia, Hina...- não o deixou terminar de falar, bateu a porta do armário com força e saiu andando. Murmurou algumas coisas antes de sair dali, desejando que ele não tenha escutado nada do que disse. Tinha dado bom dia na maior boa vontade, e ele sequer respondeu, foi primeiro se agarrar com aquela... Acabou deixando um Naruto muito confuso no corredor, sem entender o por que da Hyuuga ter ficado com raiva.

Continua...

 

 

 

 

 



Notas finais do capítulo

espero que tenham gostado :^)

show

review ein



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Love Scars" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.