Moonlight escrita por Angel Carol Platt Cullen


Capítulo 46
Capítulo 76


Notas iniciais do capítulo

fotos do capítulo 76:
https://www.facebook.com/photo.php?fbid=1520866571281954&set=pcb.1520867661281845&type=3&theater



Capítulo 76

Complementa Jacob:

— Quando saí da casa dos Cullen ainda era cedo, antes do amanhecer. Tirei um cochilo ali mesmo sentado ao lado do sofá, e como Bella já estava muito quente Edward assumiu meu posto para esfriá-la. Ele me agradeceu ao ver na minha mente no que eu estava pensando e disse que eles iriam hoje caçar se o caminho estivesse livre. Eles, quer dizer, os outros porque sei que Edward não sairia do lado da esposa por nada. Ele poderia aplacar a sede depois que o filho nascesse. Eu retruquei que avisaria e sai para me transformar.

‘Depois de fazer a patrulha com Seth e Leah e irmos mais longe possível para averiguar se Sam estaria procurando algum desgarrado pudemos retornar sem ter encontrado nenhum rastro. Os únicos cheiros eram dos vampiros indo e vindo, exceto Edward. Mal o sol tinha raiado quando eu voltei para a casa dos Cullen, eu pensei que Bella nem estaria acordada ainda, mas já havia uma movimentação dentro da residência. Pensei ter ouvido o aparelho de raios X ligado de novo no segundo andar, e isso significava que o quarto dia na minha contagem regressiva tinha começado de maneira surpreendente. Apesar de que nada deveria ser mais imprevisto, ainda me pegou de surpresa.

‘Resolvi entrar como se morasse ali, mas Alice veio abrir a porta para mim como se estivesse me esperando antes que eu terminasse de subir os degraus da entrada. Cumprimentamos-nos como se fossemos, hã, amigos. Agora somos ainda mais por sermos da mesma família, digamos, parentes por afinidade.

— Não se acanhe Jacob eu o considero parte da família sim – diz mamãe, como se quisesse fazer com que ele se sentisse mais a vontade.

— Obrigado Esme.

‘Então eu perguntei para Alice o que tinha acontecido e ela me disse que o bebê tinha quebrado a bacia de Bella dessa vez. Eu fiquei espantado, mas não devia, porque cada nova tragédia parecia previsível depois que já havia ocorrido. No entanto pudemos escutar a voz de Rosalie brigando com Edward e explicando que tinha dito que não havia ouvido nada, mas que ele dissera que tinha ouvido um estalo. Os exames não acusaram nada, alguém deveria examinar os ouvidos dele.

‘Eu fiquei mais aliviado, mas apenas por enquanto, pois o nascimento da criança era iminente. O bebê sairia de algum jeito e evidentemente não seria da forma tradicional. Só torcia para que Bella sobrevivesse. Rosalie tinha dito que ele nasceria rasgando o ventre da própria mãe. Eu me recusava a pensar nisso mais detalhadamente, pois podia muito bem imaginar como, e só isso já me deixava nauseado. Eu precisava, tinha que aproveitar enquanto Bella ainda estava aqui, viva, mesmo que por menos de uma semana. Pelo tempo que restava eu deveria fazer esse esforço, ela merecia.

‘Claro que Bella não achava que iria morrer, mas eu não tinha tanta esperança que ela sobreviveria como ela disse que iria. E conseguiu, ainda bem. Eu conseguia ver a seriedade da situação, mas ela parecia que não enxergava. Ou, se percebia, parecia que não se importava nem comigo, nem com o marido. Só queria ter seu filho meio vampiro meio humano. Como se Edward não fosse sentir sua perda e poderia viver apenas com o fruto desse amor – Jacob quase mostrou a língua e fez cara de nojo com esse romantismo piegas, mas se conteve.

— Para mim parecia que Edward iria picar Rosalie, me surpreendeu que ela não tivesse percebido. Ou talvez ela pensasse que Emmett poderia segurá-lo. Bem, capaz ele até seria, mas não sei o que aconteceria – diz Alice.

Continua Jacob:

— Então eles desceram as escadas, como em um cortejo. Rosalie na frente, Edward logo depois, segurando a esposa no colo, com um copo nas mãos e o rosto sem cor. Ela virou a cabeça e sorriu ao me ver ali, mesmo sentindo dores, embora o marido compensasse cada passo que dava.

‘Edward deixou Bella cuidadosamente no sofá, ela sempre foi frágil para ele, mas agora era ainda mais. Ele sentou-se no chão perto da sua cabeça para que ela não se esforçasse muito para falar, suponho. Ela tinha essa tendência de esquecer que nós dois não éramos totalmente humanos e podíamos ouvir muito bem a distância.

‘Pensei um pouco e me indaguei porque não a deixavam no andar de cima então? Eu mesmo me respondi e conclui que deveria ser ideia de Bella. Aparentar normalidade, mas não havia nada de normal, então não importava que ela ficasse lá em cima. Era melhor para ela; para Edward, e até para mim que não precisaríamos nos preocupar com ela. Não que é um incômodo Vê-la assim tentando parecer bem quando na verdade está mal, mas seria o melhor para ela! Ela não percebia que nos deixava apreensivos ao fazer isso. Mas ela era teimosa e cabeça dura...

‘Se o problema fosse apenas eu, tudo bem eu não me incomodaria de ter que subir para vê-la. Mesmo tendo que aguentar o cheiro, isso seria pouco para poder visitá-la e eu poderia fazer isso. Seria melhor para ela poupá-la de movimentos desnecessários. Para que disfarçar? Não precisava. Ela era uma mártir mesmo, tinha nascido na época errada.

Image 1

‘Carlisle desceu em seguida, era o último deles e vinha cabisbaixo e pensativo com a expressão cansada e preocupada. Pela primeira vez parecia mesmo ter idade para ser médico. Então, chamei-o e disse que fomos até a metade do caminho para Seattle e não encontramos nenhum sinal da matilha de Sam.

‘Ele levantou a cabeça e olhou para mim agradecido, disse que precisavam de muitas coisas, falou com os olhos negros de sede olhando de relance para o copo que Bella tinha nas mãos. Eu disse que poderia levar mais de três com segurança, mas ele não quis arriscar. Nessa primeira incursão iriam ele, Esme e Emmett e depois ele poderia levar Alice e Jasper quando voltasse.

— Nós poderíamos ter ido apenas nós dois – diz Jasper. – Não nos incomodaríamos e nem iríamos querer atrapalhar vocês.

— Não seria incomodo nenhum – responde Emmett.

— Carlisle me agradeceu antes de sair e  colocou a mão em meu ombro. Eu me esforcei para não recuar com o toque gelado , pois não queria ferir seus sentimentos.

— Não iria ferir, Jacob – diz papai. – Eu reconheço que não deveria ter feito o que fiz, foi muita ousadia de minha parte, mas eu queria que você soubesse o quanto eu era e ainda sou grato pelo que fez. Sempre serei. Devo muito a você Jacob, me desculpe pelo que fiz.

—  Eu sei que você não teve a intenção de ser desrespeitoso Carlisle, não se preocupe. Está tudo bem, você está desculpado pelo gesto.

'Então ele saiu com os outros dois  e os vi flutuarem e desaparecerem em meio às árvores. Talvez a necessidade deles fosse maior do que eu podia imaginar. Eu posso me alimentar de comida humana e também de caça, mas eles só podem tomar sangue. Para eles é mais difícil do que para mim, a dieta deles é muito mais restrita.

‘Carlisle considerou que seria suficiente sair em trio devido ao numero reduzido de contingente da matilha de Sam mas infelizmente bem nesse dia ele resolveu sair de La Push e quase pegaram Esme. Ainda bem que Carlisle E Emmett a socorreram.

Image 2

— Mamãe! – eu quase pulo do sofá com medo por ela (eu quase a perdi, não acredito!) e ao mesmo tempo chorando também de alívio por ela estar bem. É claro, Carlisle jamais permitia que aqueles lobos idiotas machucassem sua esposa.

Será que eles não imaginam que a dor para ele perder a companheira é como a de um deles perder a pessoa pela qual sofreram um imprinting? Lobisomens idiotas! Ai que raiva deles.  (Ainda bem que eu não disse isso alto, se Jacob ouvisse não sei se iria reagir tão tranquilamente. Mas talvez de qualquer forma ele possa ver como eu estou nervosa e intuir o motivo.)

[Os Quileutes têm a lenda da terceira esposa, sabem muito bem como é difícil para um vampiro perder o parceiro. Sabem muito bem o que acontece. Se bem que acho que papai não iria atacar os lobos, talvez ele iria se matar se perdesse mamãe. Mas ainda bem que isso não aconteceu. Graças a Deus!]

— Já passou querida! Eu estou bem. Me desculpe por esse descuido, mas é verdade. Eu fiquei paralisada quando os lobos me acuaram; eu sou tão... lenta.

— Tudo bem agora, mãe. Você está aqui e é isso que importa! É claro que eu a perdoo, jamais poderia ficar magoada com você. Você não fez por mal, nem sabia que eu existia. Agradeço que papai tenha te salvado.

— Você não é fraca, meu amor – diz papai. – Eles é que foram covardes em perseguir você em três. Eles se aproveitaram do que sabiam por causa da época em que enfrentamos os recém-criados juntos, que você não era uma lutadora e usaram esse conhecimento a seu favor e contra nós.

'Mas você é sim uma guerreira Esme, é preciso muita coragem para fazer o que você fez e fugir de casa, ainda mais pelo motivo tão nobre que sabemos qual foi. Você é tão admirável, querida, por isso também eu te amo.

'Você não é agressiva querida, sua força é a resistência, a determinação; a defesa e não o ataque. Não foi trabalho nenhum te salvar. Sempre irei resgatá-la quando for necessário. Nunca mais a deixarei cair. Essa não foi a primeira vez e eu não me incomodo de ajudá-la quantas vezes precisar de meu socorro.

— Meu herói! – mamãe diz comovida pelo discurso inesperado e elogioso e beija papai como se não houvesse mais ninguém na sala.

Image 3

Ou talvez eles fazem isso de vez em quando, não tem vergonha de mostrar o quanto se amam como meus pais humanos nunca se beijaram ou sequer trocaram qualquer carinho na frente dos filhos. Acho que eles não se amavam tanto, estavam juntos apenas para não separar e ‘estragar’ a vida dos filhos. Apenas por conveniência. Se bem que um casamento assim é mais prejudicial que um divórcio. Eu admiro casamentos e sou a favor, mas a separação às vezes é necessária.

Admiro a união de Esme e Carlisle, eles estão casados há quase um século e isso me fascina, me empolga.

...XXX...



Notas finais do capítulo

~~ eu tive que fazer uma pequena adaptação do livro para caber o que aconteceu no filme que os lobos quase pegaram Esme. fiquei com tanta raiva deles. covardes!



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Moonlight" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.