O Pecado de Cyn _ Crônicas do Olho Azul DEGUSTAÇÃO escrita por Félix de Souza

O Pecado de Cyn _ Crônicas do Olho Azul DEGUSTAÇÃO

O meu nascimento se deu na morte.
Nasci de um parto espontâneo, do corpo enforcado de minha mãe. Ela se foi e tentou levar consigo a aberração que gerava no ventre. Eu já nasci lutando pela vida e tenho as cicatrizes até hoje.
Eu sou um pária. Um meio orc.
Eternamente preso entre dois mundos que nunca vão me aceitar como um deles.
Mas não sinta piedade de mim. Se você tiver alguma, guarde para quem merece. Até o final dessa historia você vai ver que eu sou um monstro, criado para ser um monstro. Eu não quero sua simpatia. Eu sobrevivi sem ela até hoje.
Eu só quero contar minha versão da história. Por quê? Porque se alguém pode encontrar essa historia e destruí-la?
Porque eu quero. Não importa que o mundo não conheça minha historia. Nada mais importa. Você que está lendo saberá.
E isso basta. Deve bastar.
Meu nome é Cyn.
Cyn dos Olhos Azuis. Pária, meio orc, criado para ser um monstro.
E essa é a minha historia.


Classificação: 16+
Categorias: Originais
Personagens: Personagem Original
Gêneros: Mistério, Aventura, Darkfic, Drama, Ecchi, Fantasia
Avisos: Estupro, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência

Capítulos: 3 (15.840 palavras) | Terminada: Sim
Publicada: 13/05/2017 às 17:00 | Atualizada: 27/05/2017 às 19:52

Notas da História:

Olá.
Essa é a primeira vez que publico aqui por indicação de um amigo, então desde já, peço que me perdoem se cometi erros.
Essa historia contem elementos, como personagens históricos,que alguém pode vir a reconhecer.
Letras de música, ao qual eu darei os devidos créditos, como nome, banda ou álbum.
Também contém elementos literários e da cultura pop. O nome das localidades do cenário foram tirados do livro, Inferno de Dante, assim como o nome de alguns personagens.
Um aviso amigável.
Essa é uma obra um tanto obscura, eu acho. Portanto se você procura a luz no fim do túnel, essa historia não é para você. Sinto muito.
É chato ter que dizer isso mas...
PLÁGIO É CRIME.


Capítulos

1. Prólogo
1.150 palavras
2. 1º pecado – Luxuria
6.383 palavras
3. 2º pecado – Ira
8.307 palavras