Strannyye Veshchi escrita por Matheus Stories


Capítulo 8
Episódio 8 : O Doutor




Eu.. Eu não sei nada sobre isso... ahg - o homem e pressionado com mais força contra a mesa e a cadeira, Dimitri friamente se aproxima do homem e ainda sem nenhuma expressão diz.


— E claro que o senhor sabe de alguma coisa. Você fez parte da minha criação - os olhos de Dimitri começaram a mudar de coloração ficando totalmente branco - Por favor doutor não me faça eu ler sua mente você sabe que isso é um método doloroso e muito perigoso – fez uma pausa retornado a sua forma mais calma - Então o senhor vai falar ou não vai?

  
— Está bem eu vou falar- respondeu o homem com um tom de medo sobre aquilo... A alguns anos atrás, um grupo de espiões foram mandados para os Estados Unidos para descobrir se eles estavam fazendo alguma arma que poderiam usar contra nós. Eles conseguiram descobrir algo que jamais  iríamos imaginar, a relatos que estavam fazendo teste com pessoas sobre a força da mente fortemente, mas depois deixaram tudo para começar um novo teste com uma nova cobaia, disseram que essa sim seria bem sucedida nos testes...

O homem respirou um pouco mais aliviado quando Dimitri aliviou a pressão que estava fazendo sobre ele, mas ainda o prendia pelos braços

— Eles os chamavam de 011, os espiões não disseram se era menina ou menino, mas disseram que era uma criança, depois disso não tivermos mais notícias por causa de um ataque que houve lá, os poucos espiões que voltaram não se sabe mais deles, talvez se tornaram outras pessoas com identidades falsas ou simplesmente morreram ninguém sabe.


— Quero o nome da cidade - disse Dimitri

— Hawkins, é só mais isso que eu sei.

—Certo- disse Dimitri soltando os braços do doutor. 

—O que você vai fazer Dimitri?

Dimitri deu as costas para o homem se preparando para ir em bora

— Você vai atrás dessa cobaia? - disse o homem se levantando, essa pergunta fez o garoto congela - Você nem sabe se essa criança está viva ou morta, e o que você pretende fazer se encontrá-la?   

—Isso não é mais da sua conta doutor- Dimitri fez uma pausa e olhou para traz – Adeus.

Dimitri se concentrou e mais uma vez desapareceu deixando somente um buraco não tão fundo na sala.   

—Ele está aprendendo a usar os poderes ...

O homem segue para o lado em direção a um computador, várias informações apareciam na tela

— E isso não é nada bom.

...

— Deixe-me vela, você está crescendo- disse olhando nos olhos de Julieta.

— Estava com muitas saudades do senhor Pai.

— Agora você está aqui comigo e sua mãe, não é? Sem mais motivos para ficar com saudades - disse em quanto acariciava gentilmente as bochechas de Julieta - Não irei ficar mais longe por muito tempo.

— Não?

— Não. Estou criando algo que nos poupar de muito trabalho.

— Isso e ótimo pai - disse Julieta abraçando o seu pai.

— Sim. Isso e ótimo - disse Laura abraçando também os dois.   

— Certo, agora preciso ir, estamos no planejamento final da criação do M.83 - disse dando um beijo em Laura e depois na testa de Julieta.

— Posso ver a sua criação pai?

— Prometo que poderá ver em breve. Mas agora não.

Enquanto conversavam, a porta da sala se abre e aparece Yure.

— Senhor Mikhail, vim avisar que o primeiro teste com o M.83 será feito amanhã.

—Certo. E amanhã que a nossa maior criação ganhara vida- disse Mikhail olhando para Yure.  

...

Dimitri está novamente naquele lugar estranho e sem vida, o garoto está sentado no chão descansando de mais uma “viagem” cansativa, ele nunca tinha feito isso duas vezes no mesmo dia, Dimitri começa a sentir fome naquele momento e um pouco de tontura.

— Vou ter que fazer isso mais uma vez, mas antes - os olhos do garoto começaram a mudar, mas uma vez agora ele era capaz de ver o mundo “normal” como se estiver olhando através de um vidro, Dimitri via carros passando pela rua, pessoas andando com roupa de frio pelas calçadas e aquilo o que ele tanto queria ver naquele momento, um mercado, e novamente Dimitri sai daquele lugar, aquilo já parecia normal para o garoto.

Indo em direção ao mercado, Dimitri foi direto a seção de salgados e biscoitos, pegando alguns e comendo logo lá, o mercado está um pouco cheio fazendo assim a presença do garoto ser um pouco despercebida, enquanto comia um tumulto começava na entrada.

— Todo mundo no chão, isso é um assalto! - gritou um homem mascarado com roupa de frio e com uma pistola e um saco, ele estava junto com mais dois homens que usavam o mesmo estilo de roupa, mais estavam armado com espingardas.   

Sem ligar para a situação Dimitri pega mais alguns salgados e vai em direção a saída.

Chegando perto os assaltantes percebem o garoto.

— Ei moleque, deita no chão!

Sem ligar para o que o homem havia dito Dimitri continua andando

—Moleque desgraçado, deita já no chão - disse o assaltante indo em direção ao garoto com a espingarda pronto para dá uma coronhada, mas antes que fizesse isso o homem foi lançado contra a parede com muita força podendo ouvir o som dos ossos quebrando. Os outros dois ficaram assustados com aquilo.

— Mas que merda é essa? - disse o segundo com espingarda apontando a arma para Dimitri, mas tendo assim seu pescoço quebrado.

O terceiro com a sacola saiu correndo desesperado tropeçando na saída. Dimitri calmamente sai do mercado levando o que havia pegado e desaparece.

...

Senhor Mikhail preciso falar urgentemente com o senhor- disse o mesmo doutor que Dimitri havia falado antes.

— O que quer? Klaus - perguntou Mikhail tragando seu charuto em uma sala olhando pela janela.

—E o Di... e o M.83

— Ele estava com você? - disse Mikhail enquanto se virava e avançava para cima de Klaus.

—Não.... Mais eu estou recebendo dados dele ele está aprendendo a usar os poderes isso e muito perigoso.

—É com isso ele fugirá de nos mais facilmente... – Mikhail da uma longa tragada em seu charuto.

— Mas não e só isso, a minha teoria está certa.

— Que teoria?

— Que existem mais que uma dimensão, e sim várias outras e ele está “viajando” entre elas sem saber.

— E o que isso pode causar?

— Ele está criando vários portais por onde passa ligando todas as dimensões a nossa.

— Quantas você sabe que existem?

— Até agora descobrir quatro, precisamos detê-lo o quanto antes.

— Onde ele está agora?

— Na quarta dimensão.





Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Strannyye Veshchi" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.