Sweet Kisses escrita por Lady


Capítulo 1
Capítulo Único.


Notas iniciais do capítulo

Nunca escrevi nada sobre na categoria, então não sei se está tão bom.
Não digo que esse é meu casal favorito, contudo, digo que acho eles fofos.
Boa leitura.



Sweet Kisses

 

Doce. Era o que podia dizer daquele beijo.

Doce e molhado. A chuva não tinha pena daquele momento, castigando-os com gotas gordas e pesadas, contudo aquela chuva repentina e gelada não tirava o doce daqueles lábios, a volúpia e o desejo ao ser beijado por eles.

Ele gostava de doces, ainda mais agora, e o frio nem era assim tão frio diante daqueles dedos longos, quentes e ásperos que acariciavam suas bochechas e enredavam-se em seus cabelos molhados.

De olhos fechados, estático pela repentina ação de seu acompanhante, sentiu-o afastar os lábios e no impulso puxou-o para si, para um novo beijo; mais profundo, mais desejoso, mais muitas outras coisas que não podia distinguir, mas que desejava saciar completamente.

Não era do tipo impulsivo, mas naquele momento – em meio aquele beijo doce, molhado e apaixonante – ele não se importava de assim o ser, não se importava de agarrar as vestes de seu acompanhante e puxa-lo para si dando continuidade ao ato que o próprio moreno havia iniciado.

Subiu as mãos, enredando os dedos nos fios negros curtos.

As bocas unidas.

As línguas dançando da mesma forma com a como faziam sobre as laminas.

E em meio aquele beijo Yuri pode ter a certeza de que nunca antes havia se sentido tão bem, tão quente, tão... Doce.

Sentiu as mãos agora em sua cintura, o puxando, o apertando, o esquentando; o mostrando o quanto o desejava, o quanto não queria que aquilo tivesse um fim, mas o fim era inevitável e quando o ar faltou o beijo chegou a sua conclusão.

Mantiveram-se com as testas unidas, contudo, o Plisetsky não ousou abrir os olhos, não tinha coragem, não queria que aquele momento mágico e maravilhoso desaparecesse, e tal teimosia levou a mais beijos.

Na testa, nas pálpebras, nas bochechas rosadas, no queixo, no nariz e, por fim, nos lábios.

Sentia o coração palpitando desesperado e não queria acabar com aquele momento – ele nem sabia como haviam chegado a aquele momento na verdade.

— Yuri.

E com isso abandonou o devaneios em que se perdera, abrindo, assim, os olhos para a figura quase etérea que o fitava com um olhar que o loiro nunca antes havia visto naqueles olhos escuros.

Havia desejo e havia muito mais estampado ali. Coisas que queria descobrir e outras que desejava ter certeza, contudo aqueles lábios doces o impediram mais uma vez de pedir qualquer pergunta, e até sentia-se agradecido por isso, preferiria o doce daqueles lábios sedentos a ter de embarcar numa conversa que tinha a certeza de que não saberia como iniciar, mas que, de alguma forma bizarra, já tinha certeza da resposta final.

Não importa, deixou-se pensar enquanto aprofundava-se naquele beijo e no calor exalado pelo corpo alheio.

A chuva ainda os castigava, mas isso também não importava enquanto pudesse sentir o doce daqueles lábios e a proteção daqueles braços.

 

Fim



Notas finais do capítulo

Bom?
Aceitavel?
Obrigado por ler, por favor, comentem se gostarem, ou nao.
Bye.



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Sweet Kisses" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.