Hocus Pocus Sim-Sala-Bim escrita por HatBox Ghost


Capítulo 3
Primeiro Dia de Aula de Amus




No outro dia Horus levou seu sobrinho as compras. Para comprar seus materiais, e no dia 1 de Fevereiro, foi levado para a escola, ele estáva excitado,queria tanto conhecer novas pessoas,mas as advertências do tio eram muitas
— Lembre-se,  nunca fale nada sobre as nossas condições mágicas. - disse Horus
— está bem, entendi tio. - Disse Amus
— e nunca chame  ninguém para ir a nossa casa.- disse Horus
— está bem,entendi tio. - disse Amus,tentando terminar o assunto para ir longo
— até logo sobrinho se cuide.
— me cuidarei, Tchau tio
Ele saiu andando, encontrou a sala com facilidade, viu um menino loiro de olhos azuis sentado roendo as unhas.
— posso sentar aqui? - disse ele para o garoto
— claro que não...
— por que?
— por que você é estranho!
— ei - disse um garoto moreno, com cabelo escuro, e olhos verde água.
— deixa ele em paz Cláudio. Como é seu nome?
Amus olhou para ele, e com um sorrizinho falou :
— Amus - o Lorinho Riu, mas os garoto de pele morena, deu um tapa na mesa dele e gritou:
— Por que tá rindo do Amus, Cláudio?  O nome dele é bem mais irado do que o seu...- disse gritando,então se virou para Amus e falou com um sorriso - parece nome de super-heroi, de um rei, ou até de um mago.- quando ele disse "Mago" o rosto de Amus corou
— meu tio diz que é egípcio.
— meu nome é Pedro, pode sentar comigo se quiser Amus. - disse ele e então os dois saíram andando até achar uma carteira Boa para ambos, já que as mesas eram duplas.
Sentaram, a primeira aula era de ciências,e a professora era boa,e bem simpática,até gentil, o tipo de pessoa a quem você pediria qualquer coisa, mas então a aula de matemática chegou,e o professor, era um homem de terno, com cabelos bem curtos, o rosto pálido, a expressão de alguém que acabará de matar alguém, e usava um par de óculos redondos.
— bom dia clase - ele encarou Amus com uma cara feia, e passou o resto da aula assim, ele,Amus, teve uma impressão bem ruim do professor será que ele escondia algo? Ele além de estranho,tinha um cheiro de limão. Mesmo assim a aula prosseguiu e no final do dia saíram ambos, Pedro e Amus conversando até a saída.
— qualquer dia Amus, eu poderia ir à sua casa
— Não dá, meu tio Horus e a Tia Valquiria não gostam de visitas.
— a Tudo bem, pode ser assim por mim,até amanhã Amus
— Até - ele prosseguiu até a saída Onde encontrou Horus
— tudo bem Amus?  Vejo que encontrou um amiguinho
— Sim,ele é muito legal, e bem parecido comigo.
— nem tão parecido não é?
— Ue tio não sabemos - então ele cochichou - ele pode ser um bruxo
— Não, bruxos sentem o cheiro de outros,ele não tinha cheiro de bruxo...
— e de que cheiro tem os bruxos?
— bom bruxas de laranja.
— hum, então não é que a Tia Valquiria esteja sempre fazendo suco, é que ele tem esse cheiro mesmo - ele riu e arrancou um risinho de Horus.
— e bruxos tio?
— bom, nos bruxos temos cheiro de limão. - Amus engoliu seco, tinha sentido cheiro de limão no professor,mas não tinha certeza, o Professor poderia ter tido contato com limões, ou com suco de limão antes de ir dar a aula, mas de qualquer forma não iria contar para seu tio, isso o iria preocupar, e seu tio preocupado,era a última coisa que ele precisava.

****
Ele então foi para o castelo, e sua tia Valquiria começou a conversa com ele
— e como foi a escola?
— foi boa,foi boa-  disse ele
— bem,e fora as coisas escolares, você está escrevendo seu livro?
— qual livro?
— Amus Pocus,esqueceu do livro de feitiços?  Já deveria ter terminado!
Amus sabia muito bem do que a Tia estava falando, quando um bruxo completava seus 300 anos, ele deveria apresentar seu livro completo, ao grande rei dos bruxos, que triplicaria suas habilidades mágicas.
Mas a verdade é que ele tinha aprendido muito,e ao mesmo tempo pouco, haviam 49 das 50 páginas completas, mas 10 ainda estavam vásias.
— falta algumas coisas
— Acho melhor ir ao seu quarto,e não sair de lá em quanto não terminar
—está bem,está bem - iria ficar ali por dias então, não havia nada mágico,que pudesse escrever ali.





Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Hocus Pocus Sim-Sala-Bim" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.