Descobrindo Sombras escrita por Lucy Devens


Capítulo 1
Prólogo


Notas iniciais do capítulo

Espero que gostem ♥
Escrevo com muito carinho



Corra! Algo na cabeça da garotinha dizia.

A  menina corria desesperadamente entrando pela floresta. Seu pulmão ainda ardia por causa de toda aquela fumaça que ela havia inalado, parte de sua calça estava queimada e sua perna ardia por causa das queimaduras ali deixadas.

Eles estão te alcançando, garota!

Mais desespero para a cabeça dela. A garota corria tão desesperadamente, mal sabendo do que estava fugindo. E ela sabia que, apesar de estar correndo tanto, a coisa ainda a perseguia. E ela corria, corria e corria. Até que já estava cansada demais e seu ritmo foi diminuindo, diminuindo, mas ela não podia parar de correr, pois se o fizesse não conseguiria mais levantar e por seu azar, foi isso o que aconteceu.

Ela tropeçou em algum galho e caiu de cara no chão. Os galhos dali fizeram alguns arranhões em seu rosto para a coleção de cicatrizes que ela ganharia naquela noite.

Mey nunca se esqueceria daquela noite. A noite do incêndio. Minutos antes da fumaça começar a tomar conta do seu quarto naquela manhã fria e cheia de brumas a garota estava pensando em como seria se ela ganhasse uma família. Foram doze anos de espera e ninguém nunca a via. Ela queria arranjar um jeito de sair daquele orfanato onde todos tinham pensamentos sombrios e ruins, mas não era exatamente nisso que ela estava pensando.

Alguém pisou em um galho e esse alguém estava muito próximo. A menina se encolheu e fechou os olhos como se isso pudesse escondê-la. Apesar dela saber que isso era inútil, não podia não faze-lo. Era o modo com que ela tinha achado para acabar com seu medo e desespero que aumentavam cada vez mais. As batidas de seu coração aumentaram freneticamente. A garota estava ofegante, fechando os olhos com força enquanto agarrava algumas folhas secas com as mãos.

— Tarde demais - Disse um homem.

Ele puxou Mey pelos cabelos, fazendo com que ela ficasse de pé. Ela o fez, mas continuou com seus olhos fechados e com as folhas secas nas mãos.

— Está com medo, criança?- A voz era sarcástica e fazia o indefeso corpo da garota tremer. Não só de medo, mas também de ódio - Olhe para mim! - Mas ela não o fez e isso só serviu para irritar o homem - OLHE PARA MIM!

Lentamente, ela abriu os olhos e viu o que a deixou apavorada : O homem era alto. Talvez o mais alto que ela já tivesse visto em sua breve vida. Mas não era isso o que a assustava. Eram os olhos dele. Amarelos como o sol e sem pupilas.

— Eu vou te destruir - disse ele, entre dentes - Aqui e agora, e sua alma nunca mais retornará. NUMQUAM ERIT ANIMA TUA!

A criança jogou, com todas as suas forças, as folhas secas nos olhos dos homens e ele se encolheu de dor, dando uma brecha para que ela corresse. E correu o mais rápido que pode, mas não foi muito longe sendo agarrada, pelos braços, por aquele monstro novamente.

— Não! - Ela implorou - Eu não fiz nada! Eu juro! Aquele incêndio... Não foi culpa minha!

— É TUDO CULPA SUA.

O homem levantou sua mão para dar uma surra na pequena garota. Mas o inesperado aconteceu.

Um lobo, um lobo enorme, pulou de algum lugar de trás dela e foi diretamente para o pescoço do homem.

Os dois caíram e começaram uma briga violenta. Mey não conseguia se mover; Não conseguia pensar; Não conseguia fazer nada além de assistir a luta dois dois, na qual o lobo aniquilou o homem sem muito esforço.

Corra.

O lobo olhou para ela. Sua boca estava raivosa, ainda mostrando seus dentes enormes e o sangue que escorria dali.

— Você... - ela sussurrou, quase que para si mesma, ainda em completo estado de choque.

CORRA!

A voz do lobo na cabeça da menina fez com que ela voltasse a ativa e corresse o mais rápido possível.





Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Descobrindo Sombras" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.